A COMESP convida para o lançamento do projeto “A Tecnologia a Serviço do Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher”

Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo – COMESP

 São Paulo, 22 agosto de 2014. 

A Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em comemoração aos “Oito Anos da Lei Maria da Penha”, tem a honra de convidar para o  lançamento do projeto “A Tecnologia a Serviço do Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher” pelas entidades Geledés –Instituto da Mulher Negra e Themis – Gênero, Justiça e Direitos Humanos, que será realizado no dia 22 de agosto de 2014, às 14:00 horas, no Plenário 10 do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães – Avenida Abraão Ribeiro, 313 – Barra Funda -SP

violencia2

+ sobre o tema

Conheça a mulher por trás da utopia africana em ‘Pantera Negra’

A designer de produção Hannah Beachler construiu Wakanda como...

Negra? Eu?! Demorei mais de 30 anos para aprender a ser preta

Não nasci negra, mas desde muito menina meu cabelo me...

As mulheres que desistiram de ter filhos por temor sobre mudanças climáticas

"Não consigo me ver como responsável pela vida de...

Sua paixão cinematográfica é um stalker (e isso é um problema)

Texto e quadrinhos de Alli Kirkham. Publicado originalmente com o...

para lembrar

“Cura gay” é barrada nos EUA

Suprema Corte dos EUA determina aplicação de lei que...

Talk Show com Glória Maria debate atuação da mulher negra empreendedora

Evento tem inscrição gratuita e acontece durante seminário, no...

20 Filmes sobre Mulheres para Pensar em Questões de Gênero

Para quem pretende conhecer mais filmes que reflitam sobre a...

Após morte, família acusa PMs de espancar mulher em Ribeirão Preto

Luana dos Reis foi internada após ter sido agredida...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=