CPI que investiga violência contra os jovens negros e pobres realiza visita em São Paulo

Será realizada uma audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo para entrega de documento ao presidente/relator da CPI com os dados coletados e o histórico das ações dos movimentos sociais ligados ao tema

Do Brasileiros

Por requerimento do deputado federal Orlando Silva, será realizada em São Paulo, no próximo dia 22, uma agenda da CPI que investiga a violência contra os jovens negros e pobres, construída em conjunto com diversos movimentos sociais. Uma primeira ação será a visita, das 9h às 13h, nos bairros Jardim Rosana, onde em janeiro de 2003 sete pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em uma chacina que matou Laercio de Souza Grimas, o DJ Lah, do grupo Conexão do Morro, e Jardim Iracema, onde doze pessoas entre adultos e jovens foram alvejadas em março deste ano. Serão ouvidos familiares das vítimas e movimento de resistência.

Será realizada uma audiência pública, às 19h, na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), para entrega de documento da sociedade civil ao presidente/relator da CPI com os dados coletados e o histórico das ações dos movimentos sociais ligados ao tema em São Paulo.

Entre os convidados estarão os deputados da CPI, a presidente da UNE, Carina Vitral, a presidente da UNEGRO/SP, Rosa Maria Anacleto, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp, deputado Carlos Bezerra Junior, a deputada Leci Brandão, a presidente da UBES, Barbara Melo, a representante do movimento Mães de Maio, Debora Silva, do Círculo Palmarino, Joselicio Freitas dos Santos Junior, da Articuladores da Juventude de SP, Whelder de Araújo Barros de Jesus, da CONEN, Tamires Sampaio, o secretário de Igualdade Racial do município de São Paulo, Mauricio Pestana, entre outras lideranças.

+ sobre o tema

Mover-se para além da dor

Para sermos livres, devemos escolher além de só sobreviver...

Juíza nega pedido de inclusão de candidato em concurso público na cotas de negros

A juíza da 3ª Vara Cível de Brasília proferiu...

Advogados de Rafael Braga afirmam que juiz nega direito à ampla defesa do ex-catador

Magistrado Ricardo Coronha afirmou ser “impertinente” pedido de acesso aos...

para lembrar

Moradores do Alemão criam crachá temendo que autista seja morto

Amigos e parentes contam que Dudu não consegue ouvir...

Racismo, ainda. Por Hiltor Mombach

  Os episódios de racismo contra o...

Nada mudou, vamos mudar?

Em 21 de março de 1988, discurso do presidente...
spot_imgspot_img

Como o diabo gosta

Um retrocesso civilizatório, uma violência contra as mulheres e uma demonstração explícita do perigo que é misturar política com fundamentalismo religioso. O projeto de lei...

Homens, o tema do aborto também é nossa responsabilidade: precisamos agir

Nesta semana, a escritora Juliana Monteiro postou em suas redes sociais um trecho de uma conversa com um homem sobre o aborto. Reproduzo aqui: - Se liberar o...

A falácia da proteção à vida

A existência de uma lei não é condição suficiente para garantir um direito à população. O respaldo legal é, muitas vezes, o primeiro passo...
-+=