Deixado de fora da Semana de 22, Lima Barreto é celebrado por nomes como Lázaro Ramos, Conceição Evaristo e Djamila Ribeiro

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

Campanha realizada pela Universidade de Princeton e pela editora Companhia das Letras pretende demonstrar a atualidade do escritor; leitores poderão baixar e-book gratuitamente.

O Brazil LAB da Universidade de Princeton (EUA) e a editora Companhia das Letras lançam nessa próxima quarta-feira (16), no Brasil e nos Estados Unidos, a campanha Espalhe Lima.

A iniciativa inaugura os eventos pelo centenário de morte do escritor e demonstra a atualidade do autor carioca deixado de fora da Semana de Arte Moderna. A vida e obra de Lima Barreto iluminam, de forma visceral, dilemas contemporâneos como racismo, exclusão social, valores republicanos e democráticos.

A campanha, que também tem como objetivo difundir a obra de Lima Barreto no exterior, começa em meio às comemorações pelos cem anos da Semana de 22, e segue até novembro, data de morte do escritor.

Ao longo desse período, a cada mês um texto de Lima Barreto será lido/interpretado por personalidades, artistas e intelectuais negros e negras de diversas nacionalidades.

Os vídeos, que terão legendas em inglês, serão disponibilizados em uma plataforma especialmente desenvolvida para a campanha: www.espalhelima.com.br

Entre os nomes que darão voz aos textos de Lima Barreto estão: Lázaro Ramos, Conceição Evaristo, Sílvio Almeida, Elisa Lucinda e Hilton Cobra. 

A filósofa Djamila Ribeiro abre a plataforma Espalhe Lima lendo o conto “Clara dos Anjos”. O lançamento irá acontecer durante o evento Múltiplos Modernismos, com Luís Augusto Fischer e Lilia Schwarcz, às 18h30 de Brasília, no canal do Brazil LAB no YouTube

A campanha, que nos Estados Unidos ganhou o título de Hearing Lima, termina em 1º de novembro, com a remontagem da leitura e biografia do escritor, apresentada por Lilia Schwarcz e Lázaro Ramos na Flip 2017.

+ sobre o tema

Assombrando o mainstream

Liderada pelo rapper Emicida, gravadora Laboratório Fantasma quer se...

Internado na terça-feira, Pelé recebe alta após cirurgia no quadril

A operação impediu que ele viajasse para Nova Jersey...

Ídolo do Flamengo, Andrade está hospitalizado com infecção

Ídolo do Flamengo, Andrade está hospitalizado com infecção Por: Raphael...

para lembrar

Negro, marginal e rebelde, Lima Barreto será o próximo homenageado da Flip

A organização da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty)...

Ninguém me pediu, mas vai assim mesmo

Ao contrário da minha geração, muitos escritores e poetas...

Dar voz aos dominados na língua do dominador

A FLIP homenageou este ano o escritor Lima Barreto,...
spot_imgspot_img

Para autores, racismo contamina a crítica, que também quer ser lacradora

Em 2022, o escritor e tradutor Stefano Volp provocou uma onda de solidariedade e indignação ao compartilhar no Twitter uma crítica negativa a seu...

Wole Soyinka: ‘Quando entro em um museu europeu, quero roubar de volta o que me pertence’

Aos 88 anos, o dramaturgo, poeta e romancista nigeriano Wole Soyinka passou por 20 horas de voo para chegar anteontem de manhã ao Rio, saindo de...

Guerreiro Ramos, pioneiro nos estudos do racismo no Brasil

Não foram poucas as controvérsias protagonizadas, em vida, pelo sociólogo e político Alberto Guerreiro Ramos (1915-1982), no âmbito das discussões étnicas no país. Negro,...
-+=