Depois de massacre, empresa ameaça mineiros sul-africanos com demissões

A empresa mineradora Lonmim pressionou neste domingo os mineiros em greve da mina sul-africana de Marikana a voltar ao trabalho na manhã de segunda-feira sob o risco de “possíveis demissões”, após o massacre policial que deixou 34 mortos na quinta-feira nesta mina de platina.

“O ultimato final foi adiado até segunda-feira, dia 20, após os acontecimentos de quinta-feira”, disse Gillian Findlay, porta-voz da Lonmin em um e-mail enviado à AFP.

Os trabalhadores em greve ilegal para exigir aumentos salariais têm “uma última oportunidade de retomar o trabalho ou enfrentar uma possível demissão”, afirma a nota da empresa.

A ação policial contra os trabalhadores em greve deixou 34 mortos, 78 feridos e 259 detidos, segundo dados da polícia, no que é considerado o pior massacre desde o fim do apartheid, em 1994.

 

 

Fonte: EM

+ sobre o tema

VII Seminário Agosto Para a Igualdade Racial : Homenagem à Marielle Franco e Wangari Maathai

  Programação na Universidade  Estadual da Paraíba  e Universidade Federal...

Afreaka: A mágica da técnica – A arte dos quadros de areia

Vermelho do deserto, amarelo de Lompoul, cinza da região...

Venezuela rompe relação com Colômbia

Por: ANDREA MURTA e FLÁVIA MARREIRO Decisão ocorre momentos...

Cidade de Chicago retira estátuas de Cristóvão Colombo após protestos

O gabinete da prefeita da cidade informou em comunicado...

para lembrar

Documentário sobre Abdias do Nascimento estreia na TV Senado

Filme traz depoimento da ministra da Igualdade Racial, Luiza...

Feriado da Consciência Negra é antecipado para o dia 18 em São Vicente

Decisão foi tomada pelo prefeito Luis Cláudio Bili, devido...

Exposição “Orisum Asa” mostra importância da cultura negra através da filatelia

Exposição "Orisum Asa" traz selos que resgatam a importância...

A ”papa-ouros” chegou: Simone Biles brilha e brigará por cinco títulos no Rio

Aos 19 anos, fenômeno dos Estados Unidos confirma expectativa...
spot_imgspot_img

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta pela primeira vez no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=