segunda-feira, setembro 26, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoDeputada corta cachê de Luiz Caldas por considerar canção racista

Deputada corta cachê de Luiz Caldas por considerar canção racista

O maior sucesso de Luiz Caldas incomodou a deputada estadual da Bahia, Luiza Maia (PT). Para ela, a canção “Fricote”, é considerada de “cunho racista e depreciativa às mulheres negras”. A canção tem a seguinte letra “Nêga do cabelo duro / Que não gosta de pentear / Quando passa na praça do tubo / O negão começa a gritar”. As informações são do jornal A Tarde.

A solução para a deputada foi determinar o corte do cachê de Luiz Caldas em 30%, quando o cantor se apresentou em Camaçari, interior da Bahia. Luiza Maia é mulher de Luiz Caetano, prefeito do município.

De acordo com a deputada, a canção abala a “auto-estima da mulher negra” mostrando uma imagem de que ela seria “feia e desleixada”. Para ela, isso constituiria também como “violência simbólica”.

Luiza Maia já chegou a fazer um projeto de lei proibindo patrocínio públicos para artista que cantem músicas que, na visão da parlamentar, promovem a humilhação de mulheres.

“Fricote” é o maior sucesso de Luís Caldas, canção bastante popular na década de 1980. O nome da música batizou o movimento que geraria a atual axé music.

Confira a letra completa de “Fricote” :

Nêga do cabelo duro

Que não gosta de pentear

Quando passa na praça do tubo

O negão começa a gritar

Olha a nêga do cabelo duro

Que não gosta de pentear

Quando passa na praça do tubo

O negão começa a gritar

Pega ela aí pega ela aí

Pra quê?

Pra passar batom

De que cor?

De violeta

Na boca e na bochecha

Pega ela aí pega ela aí

Pra que?

Pra passar batom

De que cor?

De cor azul

Na boca e na porta do céu

Veja também o vídeo da canção:

Fonte: O Reporter

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench