Diante de protestos de professores, Serra cancela ida a evento

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), cancelou hoje sua ida à inauguração de um complexo viário na zona norte da capital paulista, após manifestantes ligados ao Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) chegarem ao local para exigir negociação com o Estado. Os professores estão em greve há duas semanas e reivindicam reajuste salarial.

Apesar da ausência do governador, o evento foi mantido e coube ao deputado federal José Aníbal (PSDB-SP) e ao prefeito da Capital, Gilberto Kassab (DEM), responderem às vaias e aos gritos de “mentiroso”, vindos dos mais de 50 manifestantes.

 

A participação de Serra na inauguração do Complexo Viário do Jaraguá foi informada, às 10h20, na agenda oficial do Palácio dos Bandeirantes. O evento estava previsto para as 12h. Às 12h15, contudo, a assessoria de imprensa do Palácio avisou os repórteres que o tucano não compareceria.

 

A assessoria de Serra informou primeiro que havia acontecido um “erro de agenda” e que o governador não iria por não ter participação na obra. Logo depois, os assessores corrigiram a informação e disseram que Serra não iria porque estava vistoriando outras obras e que, por engano, o informe de agenda foi distribuído para a imprensa sem o aval do governador.

 

Mesmo sem a presença de Serra, os professores da regional Lapa da Apeoesp apitaram e gritaram palavras de ordem ininterruptamente durante os 30 minutos da cerimônia. No palco, ao microfone, o vereador Celino Cardoso (PSDB) chamou os manifestantes de “agitadores baratos” e Aníbal completou, acusando-os de serem “a turma do apito antidemocrático”. O deputado federal tentou contemporizar e disse que vestia camisa branca, “em sinal de paz” e que Kassab usava a gravata vermelha “da conciliação”.

 

Em seguida, Aníbal foi novamente interrompido por gritos de “mentiroso” e reagiu: “Mentirosa é a quadrilha do Bancoop, chefiada pelo PT.” Já Kassab usou como estratégia para driblar os protestos, repetidos pedidos de aplauso para a comunidade do Jaraguá, para Serra e para “os bons professores, que estão em sala de aula”. Em coletiva após o evento, o prefeito disse que a manifestação não era inteligente. “Inibir a festa da comunidade é um grande erro. Parece que eles estão gostando do carnaval.”

 

O prefeito negou que Serra tenha fugido do evento por causa da manifestação dos professores. “Só falta vocês acharem que o governador não veio aqui por conta de meia dúzia de pessoas que estão gritando.” E emendou: “Serra não fugiu. Ontem à noite, ele já havia me dito que não viria.”

 

Ontem, em evento do governo em Francisco Morato, na Grande São Paulo, manifestantes protestaram da presença do governador e chegaram a jogar ovo no carro oficial do tucano. Hoje, os integrantes da Apeoesp reiteraram que seguirão com a estratégia de acompanhar a agenda do governador em busca de uma abertura para negociação. “Onde Serra estiver, os professores estarão”, afirmou a professora de ensino médio Maria Sifaneide Rodrigues.

Fonte: Uol

+ sobre o tema

Datafolha: Maioria acha que faltam vereadores negros e mulheres

O número de mulheres e negros nas Câmaras Municipais ainda é considerado insuficiente...

5 dados que explicam por que arma de fogo virou crise de saúde pública nos EUA

A maioria dos americanos ou de seus familiares já...

CONAQ: Nota de repúdio

CONAQ repudia matéria da revista Carta Capital intitulada “Quilombo...

para lembrar

Google lança site para a eleição presidencial de 2012 nos Estados Unidos e Egito

Este ano acontecem as eleições presidenciais nos Estados Unidos...

Cordel do vento encantado para Dilma

  Um presente do Pe. Reginaldo Veloso para...

“Preconceito contra Bolsa Família é fruto da imensa cultura do desprezo”, diz pesquisadora.

Com Isadora PeronO Programa Bolsa Família fez 10 anos...

Estatuto da Igualdade Racial deve ser votado em duas semanas

Fonte: Congresso em Foco - O projeto que estabelece o...

Ministra defende criação de marcos da cultura para evitar retrocessos

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, defendeu, nesta quinta-feira (4), a institucionalização da cultura no país, para evitar retrocessos como em governos anteriores. Ao...

Plano Safra é relevante para combater inflação

É de pobreza franciscana o debate macroeconômico brasileiro, restrito, quase sempre, às estimativas e análises de operadores do mercado financeiro. Nada contra bancos, corretoras,...

‘Ela terá a correção necessária’, diz Benedita da Silva após Carla Zambelli a chamar de ‘Chica da Silva’

A deputada Benedita da Silva (PT-SP) disse que vai notificar judicialmente a também deputada Carla Zambelli (PL-SP), após a parlamentar bolsonarista a chamar de "Chica da Silva" durante uma...
-+=