sexta-feira, agosto 12, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoDiretora é indiciada por racismo e constrangimento após humilhar alunos em escola...

Diretora é indiciada por racismo e constrangimento após humilhar alunos em escola no interior do Ceará

Em seus ataques, a mulher usava elementos como raça, cor, tipo de cabelo, vestimenta e orientação sexual para constranger as vítimas.

Fonte: G1

A diretora de uma escola de ensino médio em Sobral, no interior do Ceará, foi indiciada pelos crimes de racismo e constrangimento ilegal praticados contra seis alunos. As investigações sobre o caso foram concluídas na última sexta-feira (1º), mas o resultado da apuração só foi divulgado pela polícia nesta segunda-feira (4).

Conforme a Polícia Civil, os crimes ocorreram entre os anos de 2013 a 2021. Os levantamentos apontaram que a mulher utilizava da sua posição para humilhar as vítimas, usando, em seus ataques, elementos como raça, cor, tipo de cabelo, vestimenta e orientação sexual.

A defesa da diretora diz que ela é inocente e está sendo “vítima de perseguição”. “(…) já está no cargo há mais de 18 anos como diretora e mais de 25 na educação pública, sempre preservando pela integridade e desenvolvimento do aluno, não tendo nenhuma conduta que desabonasse a postura e integridade sempre íntegra. E quanto relatório do Inquérito Policial, se trata de um procedimento inquisitorial, que não oportuniza o contraditório, tendo sido instruído inteiramente pelas pessoas envolvidas, com depoimentos completamente fora de contexto fático e temporal, e que será provada a inocência da diretora na Justiça”, traz a defesa.

As investigações tiveram início no ano passado, após as vítimas se apresentarem na Delegacia Municipal de Sobral e registrarem formalmente as ocorrências. Desde então, a polícia ouviu os depoimentos de testemunhas, da suspeita e das seis vítimas.

A Polícia Civil pediu o afastamento do cargo e a decretação de impossibilidade que ela exerça qualquer tipo de cargo parecido com esse em outra instituição de ensino.

“É necessário deixar claro que vivemos em um Estado democrático de direito e que qualquer tipo de atentado à diversidade e às liberdades individuais será severamente punido. Aproveitamos esse momento para estimular as vítimas de crimes como esse que procurem a delegacia mais próxima e registrem o fato. Só assim a Polícia Civil vai fazer a sua parte”, afirmou o Dr. Rafael Medeiros, da Delegacia Municipal de Sobral.

Com a coleta de informações, os investigadores constataram a veracidade das denúncias contra a diretora, levando ao indiciamento da mulher. O Inquérito Policial foi finalizado e apresentado ao Poder Judiciário.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench