Doença falciforme atinge uma a cada 455 pessoas em Salvador

No dia 19 de junho é celebrado o ‘Dia Mundial da Conscientização da Doença Falciforme’. Em Salvador, uma a cada 455 pessoas possuem a doença. A patologia é resultado de uma alteração genética responsável por deformar as hemácias, que endurecem, dificultando a passagem do sangue pelos pequenos vasos e a oxigenação dos tecidos.

Do A Tarde

(Getty Images/)

A doença é hereditária e acomete principalmente pessoas negras. Desde 2008, é obrigatória a notificação da doença após a sua identificação, feita através do teste do pezinho, exame realizado logo após o nascimento do bebê.

Os principais sintomas da doença falciforme são a anemia crônica, palidez, cor amarelada na pele e no branco dos olhos, inchaços nos pés e mãos, geralmente com muita dor; além de crises dolorosas nos ossos. Também podem ser registrados atraso no crescimento, feridas nas pernas, tendência a infecções e problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais, músculos e articulações.

Quem tiver dúvidas sobre se possui ou não a doença pode solicitar o exame em uma consulta médica. A depender do diagnóstico, o paciente será encaminhado a um especialista nos multicentros de saúde Carlos Gomes e Vale das Pedrinhas, que são unidades de referência para este tratamento. A partir de então, passam a receber gratuitamente medicamentos que auxiliam no controle da doença.

Até o fim de 2018, foram cadastrados 1.106 pacientes nos ambulatórios especializados em doença falciforme na cidade e foram feitas 2.300 notificações no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). Entre os 27.161 nascidos-vivos em 2018, 56 crianças foram atestadas com a doença.

 

+ sobre o tema

Conselho Federal de Medicina deu atestado de ignorância ao repudiar campanha contra racismo

Fátima Oliveira: “O CFM não tem a menor noção...

Mais da metade dos novos médicos de SP é reprovada em exame do Cremesp

Mais da metade dos recém-formados em medicina no Estado...

Fiocruz abre inscrições para 600 vagas em curso gratuito de especialização a distância

As inscrições foram prorrogadas e podem ser realizadas até...

para lembrar

As consequências dos 40 anos da legalização do aborto na França

Dentre as maiores conquistas do pós-68 na França, sem...

7 sinais de câncer de colo do útero que as mulheres precisam observar

O câncer cervical ou de colo do útero é...

Aborto será tema de audiência pública interativa no Senado

Católicas abortam. Evangélicas também. Loiras, morenas, negras, pobres, ricas,...

Deputados aprovam identificação de raça e etnia em registros do SUS

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara...
spot_imgspot_img

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com maior registro de casos prováveis de dengue em 2024 no Brasil. Os dados são do painel de...

Saúde: 307 crianças ianomâmis desnutridas foram resgatadas em 2023

Ao longo do ano de 2023, 307 crianças ianomâmis diagnosticadas com desnutrição grave ou moderada foram resgatadas e recuperadas, segundo o Ministério da Saúde. Há quase...

Anvisa cancela registro de mais de 1,2 mil pomadas de modelar cabelos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou nesta sexta-feira (29) os registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays para modelar, trançar ou...
-+=