sábado, outubro 1, 2022
InícioEm PautaELEIÇÃO 2010: Até petistas simpatizam com candidatura do líder do Olodum ao...

ELEIÇÃO 2010: Até petistas simpatizam com candidatura do líder do Olodum ao Senado

O presidente do Olodum João Jorge, pré-candidato ao Senado pelo PV baiano, justificou ao Bahia Notícias a sua pretensão com base na mudança cultural e valorização da raça negra. Ele compara a sua possível eleição com o impacto promovido por um dos maiores juristas e jornalistas brasileiros ao ingressar na política.”Imagine um cenário em que um senador rastafári, plural como eu sou, toma posse em Brasília. Neste momento a Bahia está ausente no cenário nacional e precisa ter um exemplo igual ao que Ruy Barbosa deu em sua época. Eu também quero ser um senador plural e republicano. Caso eu seja eleito haverá um impacto internacional. Será uma nova representação mundial na Bahia”, destacou. Antes, porém, o postulante precisa resolver as objeções em seu próprio partido. De acordo com ele, o diálogo tem avançado no sentido de demonstrar que o seu projeto é coletivo e ajudará a fortalecer a base da legenda no estado, além do que o seu nome poderia revolucionar a representação baiana no Congresso Nacional. “O único senador negro do país é do Rio Grande do Sul, que tem minoria negra, e a Bahia, que tem maioria negra, não pode se furtar de mandar para o Senado um homem negro, das ruas de Salvador, do Centro Histórico, com vivência internacional”, enalteceu.

 

Apesar de o Partido Verde ter oficialmente rompido com o governo, o diretor-presidente da Companhia de Processamento de Dados da Bahia (Prodeb), Elias Sampaio, avalia como positivo o possível lançamento de João Jorge na disputa pelo Senado. Petista, o gestor ainda aguarda a definição do imbróglio que envolve a possibilidade de aliança do PT com os verdes, hoje descartada pela Executiva Estadual do PV, para poder declarar o seu apoio ao líder do Olodum. “O PV está saindo da base do governo e com isso terá uma candidatura que passa ao largo das candidaturas que serão colocadas pelo partido. Agora, uma candidatura de João Jorge, pelo que ele representa para a política, para a cultura e, principalmente, para a democracia e o movimento negro, é extremamente interessante”, ressaltou. Em relação às suas próprias pretensões, ele assegura que não sairá candidato e fará campanha para a reeleição do deputado federal Luiz Alberto.

Fonte: Lista de Discriminação Racial

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench