quarta-feira, novembro 30, 2022
InícioQuestões de GêneroMulher NegraEleita deputada em Portugal, primeira negra de origem africana participa de palestras...

Eleita deputada em Portugal, primeira negra de origem africana participa de palestras em Salvador

Joacine Katar participou do Fórum Marielles, e estará em uma roda de conversa na Uneb sobre Mulheres nos Espaços do Poder Institucional, na quinta (17)

No Bahia.ba

Joacine Katar Moreira (Foto: Miguel Silva)

A primeira mulher negra de origem africana, Joacine Katar, participa de palestras na capital baiana. Joacine foi recém-eleita no parlamento português, em Portugal, no último domingo (6), com mais de 50 mil votos.

Joacine participou na tarde desta terça-feira (15) do Fórum Marielles e estará presente em uma roda de conversa da Uneb de Salvador, no Cabula, às 17h, na próxima quinta-feira (17). A atividade terá como tema Mulheres nos Espaços do Poder Institucional e será realizada em frente à biblioteca do campus.

A roda de conversa também terá a participação de Vilma Reis, ex-ouvidora-geral da Defensoria Pública do Estado da Bahia; Georgina Gonçalves, Reitora eleita e não nomeada pela UFRB; Marta Rodrigues, vereadora (PT) na capital baiana; Rosane Vieira, diretora da Uneb do Campus de Coité, Nilza Martins, profª da Uneb de Barreiras, ex-vereadora e ex-vice-prefeita; Paulette Furação, ex-coordenadora a pasta LGBT da Secretaria de Justiça do Estado; Cris Barros, presidenta do PSOL em Salvador; e Creuza Oliveira, Sindicato das Trabalhadoras Domésticas de Salvador. A mediação será da coordenadora geral da Aduneb, Ronalda Barreto.

A roda de conversa integra a programação do Candaces – III Ciclo Internacional Mulheres Negras e Produção de Epistemologia das “Amefricanas”. O objetivo é debater sobre as novas formas de conhecimento, produzidas por mulheres negras a partir das suas experiências históricas na Diáspora Africana.

Joacine Katar Moreira é ativista do movimento negro, tem 37 anos e nasceu na cidade de Guiné-Bissau. Ela é graduada em História Moderna e Contemporânea, fez mestrado em Estudos do Desenvolvimento e doutorado em Estudos Africanos pelo Instituto Universitário de Lisboa. Entre sua atuação militante ganhou destaque por defender pautas contra o racismo, o machismo, a justiça social e questões relacionadas ao meio ambiente.

Leia também

Joacine, Cristas, Catarina Martins. Três mulheres… ou cinco, ou 89

“Não se pode defender apenas algumas igualdades”, pedem as feministas negras

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench