Tag: Joacine Katar Moreira

    MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

    Joacine: “Eu nasci para estar ali. Vou continuar ali. Não me imagino em mais sítio nenhum”

    Numa marcha em apoio a Cláudia Simões, a deputada criticou a postura da Esquerda na luta contra o racismo e respondeu à retirada de confiança política do Livre. "Eu adoro estar aqui porque a minha gaguez desaparece, mas enquanto a minha gaguez não desaparecer na Assembleia da República não saio de lá também", atirou. Por Cátia Andrea Costa, do Sábado Portugal Joacine Katar Moreira durante a marcha  (Foto: MANUEL DE ALMEIDA / LUSA) A deputada Joacine Katar Moreira participou, este sábado, numa marcha para pedir justiça para Cláudia Simões, a mulher que disse ter sido agredida pela polícia na Amadora. Cerca de três centenas de pessoas desceram a Avenida da Liberdade, em Lisboa, e Joacine não foi a única política presente: alguns deputados deslocaram-se ao local de partida da manifestação para demonstrar a sua solidariedade, nomeadamente Beatriz Dias (Bloco de Esquerda) e Rita Rato (PCP). Em ...

    Leia mais
    Joacine Katar Moreira.© Orlando Almeida/Global Imagens

    Joacine manifesta “consternação” e “repúdio” por morte de estudante

    Deputada do Livre publicou um comunicado onde presta ainda as condolências à família e amigos de Luís Giovani dos Santos Rodrigues e pede justiça. Do NOTÍCIAS AO MINUTO Joacine Katar Moreira.© Orlando Almeida/Global Imagens Joacine Katar Moreira publicou, este domingo, um comunicado onde manifesta a sua "consternação" e "repúdio" pela "violência e assassinato" de Luís Giovani dos Santos Rodrigues, o estudante cabo-verdiano que morreu no último dia do ano passado após ter sido "espancado impiedosamente por um grupo de cerca de quinze indivíduos armados com ferros e paus, que o deixaram inconsciente, com um traumatismo cranioencefálico", em Bragança. A deputada única do partido Livre prossegue, na mesma nota colocada este domingo à tarde no Facebook, que "esta brutal violência de que Giovanni foi vítima e que o levou à morte não mereceu, desde logo, e ao contrário de outros crimes, a necessária divulgação noticiosa" e pede ...

    Leia mais
    © GlobalImagens

    Joacine Katar: “A missão dessa geração é cortar o cordão umbilical com o colonialismo”

    Filha de migrantes africanos, a deputada de Portugal constrói laços com o movimento de mulheres negras na Bahia Por Mariana Gomes, do Agenda Arte e Cultura © GlobalImagens Estar em roda é um dos princípios de transmissão de saber nas culturas de matrizes africanas. “A oralidade é importante para nós, mas a escrita é o que mais assusta o sistema colonial”, assim falou Joacine Katar Moreira, mulher negra eleita no início deste mês para o parlamento português, durante a roda de conversas no Ilê Axé Iyá Nassô Oká, mais conhecido como Casa Branca. Baseada no respeito, bons ouvidos e olhos atentos, em roda a palavra de transformação contra o colonialismo circulou nesta terça-feira (15) em terreno sagrado, através da atividade do Fórum Marielles. “Não era pra eu estar aqui”, afirmou a política portuguesa. Nascida em Guiné Bissau, Joacine é a filha mais velha de onze. Seus ...

    Leia mais
    Joacine Katar Moreira comemora a sua entrada no Parlamento, pelo Livre. © Sara Matos / Global Imagens

    A eleição de deputadas negras em Portugal e as cicatrizes coloniais

    O ódio à Joacine Katar Moreira e o pensamento colonialista português Por Bruno Falci, do Jornalistas Livres Joacine Katar Moreira comemora a sua entrada no Parlamento, pelo Livre. (Foto: Sara Matos / Global Imagens) O país socialista que víamos como uma espécie de respiro da Europa, em relação ao crescimento da extrema direita, está sofrendo uma tensão entre as três deputadas negras que foram eleitas – sendo uma delas “cabeça de lista” do partido Livre, Joacine Katar Moreira – e o primeiro representante da extrema direita a ser eleito em Portugal (não reproduzo aqui o seu nome porque já vimos como a publicidade e exploração midiática pode contribuir para a volta e consolidação de ideias fascistas). Joacine está sofrendo ataques de ódio. Após tantos e tantas terem menosprezado suas convicções e sua capacidade, ao mencionarem como fator preponderante a sua gagueira, ela agora está sendo acusada ...

    Leia mais
    https://www.dn.pt/poder/joacine-beatriz-e-romualda-as-tres-mulheres-que-trazem-a-diversidade-ao-parlamento-11379176.html

    A sua amiga negra

    A eleição das deputadas Joacine Katar Moreira, Beatriz Gomes Dias e Romualda Fernandes é um passo rumo à descolonização de mentes em Portugal. Já não se fará mais política sem elas. Por Cláudia Silva, do Público Joacine Katar Moreira celebra a vitória© Sara Matos / Global Imagens Lembro-me há uns anos, na minha adolescência biológica e intelectual, que não compreendia bem o que faziam os norte-americanos ao distinguirem os cidadãos por origem étnica, as chamadas “identidades hifenizadas”, como Italian-American, Mexican-American, Asian-American, African-American, e etc. Orgulhava-me por ser brasileira e ponto final. No entanto, à medida que fui amadurecendo, entendi que esta distinção para fins de dados demográficos, embora sociologicamente não seja o mecanismo perfeito, não só pode ajudar na identificação cirúrgica de desigualdades socioeconómicas e educacionais, como também pode despoletar políticas de reparação das mesmas. Além disto, passei a ter uma identidade hifenizada e a entender ...

    Leia mais
    Foto: Miguel Silva

    Eleita deputada em Portugal, primeira negra de origem africana participa de palestras em Salvador

    Joacine Katar participou do Fórum Marielles, e estará em uma roda de conversa na Uneb sobre Mulheres nos Espaços do Poder Institucional, na quinta (17) No Bahia.ba Joacine Katar Moreira (Foto: Miguel Silva) A primeira mulher negra de origem africana, Joacine Katar, participa de palestras na capital baiana. Joacine foi recém-eleita no parlamento português, em Portugal, no último domingo (6), com mais de 50 mil votos. Joacine participou na tarde desta terça-feira (15) do Fórum Marielles e estará presente em uma roda de conversa da Uneb de Salvador, no Cabula, às 17h, na próxima quinta-feira (17). A atividade terá como tema Mulheres nos Espaços do Poder Institucional e será realizada em frente à biblioteca do campus. A roda de conversa também terá a participação de Vilma Reis, ex-ouvidora-geral da Defensoria Pública do Estado da Bahia; Georgina Gonçalves, Reitora eleita e não nomeada pela UFRB; Marta Rodrigues, ...

    Leia mais
    A candidata do Livre, Joacine Katar Moreira (D) acompanhada pelo fundador do partido, Rui Tavares (E) no início da campanha eleitoral, a 24 de setembro de 2019. (Foto: MIGUEL A. LOPES / LUSA)

    Livre no Parlamento: Joacine promete uma esquerda antifascista, antirracista, feminista radical e verde. E dançou…

    Candidata do Livre por Lisboa foi eleita deputada numa noite em que o partido fez história. Num discurso entusiasmado e ao som da canção que deu o mote à sua campanha, Joacine Moreira disse que será uma voz desconfortável no Parlamento Por Pedro lima, do Espresso A candidata do Livre, Joacine Katar Moreira (D) acompanhada pelo fundador do partido, Rui Tavares (E) no início da campanha eleitoral, a 24 de setembro de 2019. (Foto: MIGUEL A. LOPES / LUSA) A explosão de alegria na Fábrica Braço de Prata só chegou às 00h24 quando finalmente foi confirmada a eleição de Joacine Moreira como deputada. A mulher que fica na história destas legislativas por ser a primeira afrodescendente a chegar ao Parlamento (ex-aequo com uma eleita do Bloco) irrompeu pelo palco ao som da música que foi usada para a campanha, criada pelos Fado Bicha, em que se ...

    Leia mais
    Joacine Katar Moreira comemora a sua entrada no Parlamento, pelo Livre. © Sara Matos / Global Imagens

    Joacine, Cristas, Catarina Martins. Três mulheres… ou cinco, ou 89

    As mulheres estão cada vez mais presentes na política. E estas eleições mostraram isso, mais que nunca. Por Catarina Carvalho, do Diário de Notícias Joacine Katar Moreira comemora a sua entrada no Parlamento, pelo Livre. © Sara Matos / Global Imagens 1. Três mulheres Há três mulheres negras no parlamento. Há uma estrela, Joacine Katar Moreira, eleita pelo Livre, em Lisboa. Elegeu-se com técnicas de campanha e marketing - uma canção bonita, um vídeo modernaço, as redes sociais, e etc... Mas também com ideias - a ideia dela própria, para já. A de uma mulher que ultrapassou as suas limitações: tinha uma gaguez agonizante, mas que se tornou força porque a assumiu, riu-se dela, e fez dela um slogan. A política faz-se de inspirações, que tantas vezes faltam, e Joacine era certamente uma. Há mais duas mulheres negras no Parlamento, que eram anónimas até agora, Romualda ...

    Leia mais
    Joacine Katar Moreira, eleita pelo Livre. (Sara Matos / Global Imagens

    Livre elege Joacine Katar Moreira para o Parlamento

    Joacine Katar Moreira foi eleita deputada pelo Livre. Este partido junta-se assim ao Iniciativa Liberal e ao Chega na estreia parlamentar. Do Negócios Joacine Katar Moreira, eleita pelo Livre. (Sara Matos / Global Imagens) O Livre fundado em 2014 pelo historiador Rui Tavares assegurou, pela primeira vez, representação no Parlamento. Joacine Katar Moreira foi a cabeça de lista por Lisboa e será a representante do Livre no Parlamento. A futura deputada tem 37 anos e é natural da Guiné-Bissau. Licenciada em História Moderna e Contemporânea – vertente de Gestão e Animação de Bens Culturais e mestre em Estudos do Desenvolvimento. É doutorada em Estudos Africanos pelo ISCTE-IUL. Foi bolseira de Investigação a trabalho em arquivos e consultora em Organizações não-governamentais. É ativista anti-racista. Joacine Katar Moreira, cabeça-de lista do Livre, foi eleita por Lisboa LUSA/RODRIGO ANTUNES Depois de ter alcançado 2,18% dos ...

    Leia mais
    A candidata Joacine Katar Moreira, primeira mulher negra a concorrer ao cargo de primeira-ministra de Portugal - Pedro Catarino - 24.set.19/Correio da Manhã

    Historiadora é 1ª mulher negra candidata a primeira-ministra de Portugal

    Presença de Joacine Katar Moreira como liderança de um partido impulsionou debate racial no país Por Giuliana Miranda, da Folha de São Paulo A candidata Joacine Katar Moreira, primeira mulher negra a concorrer ao cargo de primeira-ministra de Portugal. (Foto: Pedro Catarino/Correio da Manhã) Com doutorado em estudos africanos e um longo histórico de militância contra o racismo, a historiadora Joacine Katar Moreira, 37, é a primeira mulher negra a concorrer ao cargo de premiê em Portugal. Primeira na lista do partido Livre, pequena legenda de esquerda que ainda não tem representação parlamentar, Joacine, segundo as pesquisas de intenção de voto, não tem chances de chefiar o Executivo, embora alguns dos levantamentos indiquem que é possível que seja eleita deputada no pelito que ocorre neste domingo (6). Atualmente, só há um negro entre os 230 legisladores portugueses. Nascida na Guiné-Bissau, Joacine mudou-se com a família para ...

    Leia mais
    A candidata Joacine Katar Moreira, primeira mulher negra a concorrer ao cargo de primeira-ministra de Portugal - Pedro Catarino - 24.set.19/Correio da Manhã

    Carta aberta a Beatriz, Joacine e Romualda

    Mais de 45 anos depois da ditadura, temos a possibilidade de sentar três mulheres negras na Assembleia da República a tempo inteiro. Por Mamadou Ba, do PÚBLICO A candidata Joacine Katar Moreira, primeira mulher negra a concorrer ao cargo de primeira-ministra de Portugal - Pedro Catarino - 24.set.19/Correio da Manhã Conhecemo-nos há vários e longos anos e estivemos muitas mais vezes do mesmo lado dos combates que importam para a democracia. Em termos de percursos e de filiação militante, tenho relações distintas com cada uma de vós, mas juntam-nos as lutas contra o racismo e pela igualdade. Por filiação ideológica, sou do Bloco de Esquerda e, obviamente, por condição material e por imperativo de sobrevivência numa sociedade pós-colonial, sou antirracista irredutível, pelo que o meu compromisso político maior é a luta contra o racismo que, naturalmente, obriga a um igual compromisso com todas lutas contra todas ...

    Leia mais
    (Foto: © Marlene Nobre/Notícias ao Minuto)

    Legislativas em Portugal: O que quer Joacine Katar Moreira?

    Pesquisadora do Instituto Universitário de Lisboa, 36 anos, criou o Instituto da Mulher Negra (Inmune, Instituto da Mulher Negra) e quer participar da abertura democrática de um país que ainda apresenta uma resistência a abrir-se à diversidade. Por Karfa Sira Diallo, No Bantumen Joacine Katar Moreira (Foto: © Marlene Nobre) De origem guineense, a jovem está no topo da lista nas eleições legislativas portuguesas de outubro de 2019. No país europeu precursor do tráfico de escravos e onde a presença negra era a mais maciça e a mais durável, a investidura desta professora é uma chance para a diversidade e a abertura democrática do país. Ecologia, direito de voto dos imigrantes, direitos das mulheres e estatísticas étnicas para levar Portugal à modernidade. Revelação das eleições europeias de maio de 2019, quando a imprensa já a qualificava como “primeira candidata negra em posição elegível” na lista de ...

    Leia mais
    blank

    Livre defende quotas étnico raciais para “reduzir assimetrias”

    Cabeça de lista do Livre por Lisboa assume que partido vai tentar eleger mais do que um deputado nas legislativas de outubro e defendeu quotas étnico raciais para "reduzir assimetrias estruturais". Da Agência Lusa MIGUEL A. LOPES/LUSA A cabeça de lista do Livre por Lisboa assume que o partido se está a esforçar para eleger mais do que um deputado nas legislativas de outubro e defendeu quotas étnico raciais para “reduzir assimetrias estruturais”. “Realisticamente, o nosso objetivo é elegermos um , mas o nosso esforço não é para elegermos um. O nosso esforço, o nosso enfoque, os nossos objetivos é para nós, obviamente, realizarmos a existência de um grupo parlamentar”, disse Joacine Katar Moreira em entrevista à agência Lusa, no âmbito das eleições de 06 de outubro. “Mas, obviamente, que elegendo uma deputada neste exato momento, isto inevitavelmente nos vai dar hipótese ...

    Leia mais
    blank

    Vídeo. Fado Bicha, o Livre e a candidata afrodescendente

    Música conta a história da primeira mulher negra a encabeçar uma lista à Assembleia da República. Do Diário de Notícia  Joacine Katar Moreira tem 37 anos e nasceu na Guiné-Bissau.© Orlando Almeida / Global Imagens O Partido Livre, liderado por Rui Tavares, lançou um vídeo de campanha com a música "O-sem-precedente" que é uma alusão ao facto de pela primeira vez uma mulher afrodescendente encabeçar uma lista à Assembleia da República. Joacine Katar Moreira, de 37 anos, é cabeça de lista do Livre pelo círculo eleitoral de Lisboa. A música é da autoria da dupla Fado Bicha (Lila Fadista e João Caçador), da rapper Telma Tvon, Xinobi e Teo. O vídeo - no qual Rui Tavares e a Joacine aparecem diversas vezes a cantar e a dançar - acaba por ser um momento musical divertido. Desde logo, começa com um trocadilho com o nome da candidata, ...

    Leia mais
    Joacine Katar Moreira.© Orlando Almeida/Global Imagens

    Joacine Katar Moreira: “Eu gaguejo. Isso não me impede de rigorosamente nada”

    Joacine Katar Moreira, candidata pelo Livre nas próximas legislativas, esteve num colégio interno, tomou conta de oito irmãos, andou a apanhar tomate e trabalhou em supermercados enquanto frequentava a universidade. E entrou na política para mostrar que há espaço para todos. Por Maria João Caetano, do DN  Joacine Katar Moreira.© Orlando Almeida/Global Imagens "Sou mulher, sou negra, venho de uma família com dificuldades económicas e, como se não bastasse, ainda gaguejo impecavelmente." Joacine Katar Moreira termina esta frase com uma enorme gargalhada. Nasceu na Guiné-Bissau há 37 anos e desde os 8 que mora em Portugal. Licenciada em História Moderna e Contemporânea, com um mestrado em Estudos do Desenvolvimento e doutorada em Estudos Africanos, Joacine foi uma das fundadoras do INMUNE - Instituto da Mulher Negra em Portugal e é a cabeça-de-lista do Livre às próximas eleições legislativas. Está feliz com os ventos de mudança que ...

    Leia mais
    © GlobalImagens

    “Não são só partidos de Direita que precisam reforçar ação antirracista”

    Joacine Katar Moreira, a primeira mulher negra a ser eleita cabeça-de-lista de um partido político português, é a entrevistada de hoje do Vozes ao Minuto Por JOACINE KATAR MOREIRA, do Notícias ao Minuto © GlobalImagens Joacine Katar Moreira é a primeira mulher negra a ser eleita cabeça-de-lista de um partido político português. A investigadora de 36 anos concorre às eleições Legislativas de outubro deste ano pelo círculo eleitoral de Lisboa, em representação do partido LIVRE, tendo como número dois Carlos Teixeira. Licenciada em História Moderna e Contemporânea, com um mestrado em Estudos do Desenvolvimento e doutorada em Estudos Africanos, Joacine granjeia de experiência como investigadora, no Instituto Universitário de Lisboa, e no associativismo, sendo presidente do Instituto da Mulher Negra em Portugal (INMUNE). Em entrevista ao Notícias ao Minuto, a candidata do LIVRE, que foi também número dois de Rui Tavares na corrida às eleições Europeias, fez um ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist