Em nota Deputados Federais se recusam a ir a reunião de Governador do Rio

*NOTA DOS DEPUTADO FEDERAIS DO RIO* PORQUE NOS RECUSAMOS A IR

O governador Wilson Witzel convidou a bancada federal do Rio para uma reunião sem pauta definida nesta segunda-feira (6), porém, nós, deputados e deputadas federais aqui assinalados, nos recusamos a comparecer ao encontro. Esta posição é tomada em protesto à política homicida que vem sendo posta em prática no estado e divulgada com fervor nas redes sociais do governador.

enviado por Benedita da Silva

imagem- Divulgaçao-Facebook Benedita da Silva

Witzel anuncia a ação, entra no helicóptero e estaria, supostamente, numa das aeronaves no momento em que aparecem sendo feitos disparos de cima, contra favelas de Angra dos Reis, na Região da Costa Verde. Pessoas com envolvimento em crimes devem ser julgadas e punidas de acordo com as leis do Estado brasileiro. O governador do Rio não pode, por decisão sua, instaurar a pena de morte, em frontal desrespeito à Constituição brasileira ou colocar em risco a vida de moradores dessas comunidades.

A política adotada por Witzel é inconstitucional, de lesa-humanidade e fere tratados internacionais assinados pelo Brasil, como a Convenção de Genebra e o Estatuto de Roma. Essa política banaliza a violência e oficializa a barbárie num estado que já convive com um aumento alarmante de mortes decorrentes de ação policial. O primeiro trimestre de 2019 já registra o maior número de mortes deste tipo em 10 anos, com aumento de 450%.

Tomaremos as devidas providências no âmbito nacional e internacional contra a repugnante e criminosa ação do governador do Rio, que quer transformar o extermínio em política de segurança pública.

Assinam:

Jandira Feghali
Deputada federal (PCdoB/RJ)

Alessandro Molon
Deputado federal (PDT/RJ)

Marcelo Freixo
Deputado federal (PSOL/RJ)

Benedita da Silva
Deputada federal (PT/RJ)

Chico D’Angelo
Deputado federal (PDT/RJ)

Glauber Braga
Deputado federal (PSOL/RJ)

Talíria Petrone
Deputada federal (PSOL/RJ)

Paulo Ramos
Deputado federal (PDT/RJ)

David Miranda
Deputado federal (PSOL/RJ)

+ sobre o tema

Mercado imobiliário dos EUA revela piora na desigualdade racial em uma década; entenda

Sharan White-Jenkins é uma mulher negra, proprietária de um...

Literatura africana em sala de aula: uma proposta didática

A relação entre história e literatura vem de longa...

Leci Brandão sai em defesa da Vai-Vai: ‘Nenhuma instituição está acima da crítica’

'A crítica social é necessária na medida em que...

Nota de esclarecimento GRCSES VAI-VAI

Em 2024, a escola de samba Vai-Vai levou para...

para lembrar

Uma conversa de Marielle com Deus

Uma conversa de Marielle com Deus. Nove meses se passaram...

Kaddish para Marielle Franco

O Kaddish é a oração pela qual a tradição...
spot_imgspot_img

Caso Marielle: mandante da morte de vereadora teria foro privilegiado; entenda

O acordo de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser o autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), não ocorreu do dia...

Pacto em torno do Império da Lei

Uma policial militar assiste, absolutamente passiva, a um homem armado (depois identificado como investigador) perseguir e ameaçar um jovem negro na saída de uma...

Enviado ao STJ, caso Marielle passa a ter dois eixos de apuração: executores e mandantes

O caso da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, assassinados em 2018, foi dividido em dois eixos. Uma parte segue no Rio...
-+=