Emicida, TUYO, Jessica Caitano e MC Marks estão no Festival Atlas das Juventudes que acontece de forma online e gratuita entre os dias 9 e 12 de junho

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

O evento marca o lançamento do Atlas das Juventudes, a plataforma com conteúdo mais completo e diverso sobre as juventudes brasileiras atuais

O rapper Emicida, a banda TUYO, o funkeiro Mc Marks e a repentista Jessica Caitano estão entre os nomes que compõem a programação do Festival Atlas das Juventudes, que acontece dos dias 9 a 12 de junho. O evento marca o lançamento do Atlas das Juventudes, a plataforma mais completa e diversa sobre as juventudes atuais, resultado de uma extensa pesquisa nacional que durou dois anos, coordenada pelas redes de organizações Em Movimento e Pacto das Juventudes pelos ODS, e que mapeou e destacou quem são os brasileiros de 15 a 29 anos.

Dentro da programação, será lançado também a pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus, coordenado pelo CONJUVE junto a outras organizações,  que em sua segunda onda ouviu mais de 68 mil jovens de todo o Brasil de março a  maio de 2021, e traz importantes descobertas sobre os impactos atuais da pandemia na vida das juventudes.

“Vivemos um momento crucial para garantir a inclusão e sustentabilidade das nossas juventudes. Por isso realizamos uma extensa pesquisa e envolvemos uma grande diversidade de organizações para que qualquer ator da sociedade possa utilizar os dados em prol de garantir os direitos das juventudes. Para que a pesquisa chegue em quem precisa chegar, faremos um grande festival com diversas atrações para chamar a atenção sobre as potencialidades e os desafios que os jovens vivem hoje no Brasil”, diz Mariana Resegue, co-realizadora da pesquisa e secretária executiva do Em Movimento.

O evento conta com atividades nas mais diversas linguagens, formatos e plataformas, possibilitando a integração da comunidade científica, as organizações e as juventudes para a reflexão sobre as questões identificadas na pesquisa. Online e gratuito, o festival entende a potência plural dos territórios que as diversas juventudes brasileiras estão inseridas e busca difundir pautas emergentes e urgentes para a construção de um futuro melhor para a maior geração de jovens da história do país. Além das apresentações musicais, o Festival Atlas das Juventudes também apresenta mesas de debate, oficinas, mesas de apresentação e diversas apresentações culturais. 

“O Festival será um momento de reconhecimento e celebração da diversidade e das potencialidades da maior geração de jovens da história do país, mas também um importante espaço para o debate sobre os principais desafios, caminhos e perspectivas em um contexto de violação de direitos, agravados pela pandemia do coronavírus”, afirma Marcus Barão, presidente do CONJUVE e co-realizador do Atlas. 

O Atlas das Juventudes foi realizado com o apoio do Instituto Sicoob, Instituto Arapyaú, Itaú Educação e Trabalho, Legado para a Juventude Brasileira, Fundação Arymax, Fundação Roberto Marinho, C de Cultura, Eureca e GOYN. Os parceiros são Fundação Arymax, Ashoka, Impact HUB São Paulo, Instituto Arapyaú, Instituto Elos, Historiorama, Grupo +Unidos, Brasil Junior, Choice, Conaje, Engajamundo, British Council, Parque Social, AIESEC, TETO, Presentizmo, Escoteiros do Brasil, FGV Social, Instituto Update, Rede Globo, Unesco Brasil, GIFE, CONJUVE, e Fundação FEAC.

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL ATLAS DAS JUVENTUDES

Durante quatro dias, o Festival Atlas das Juventudes conta com apresentações musicais, pocket shows, performances de slam, debates, oficinas, mesas e conferências. 

PROGRAMAÇÃO

09 de junho 

18h às 21h

  • 18h: Abertura: Atlas das Juventudes com Marcus Barão e Mariana Resegue
  • 18h45: Poetry Slam com Bixarte
  • 19h: Debate 1: O que pensam as juventudes?
  • 20h: Show: Emicida

10 de junho 

14h às 22h

  • 14h: Oficina: “Diálogo intergeracional das juventudes transformadoras” com Jovens Transformadores ASHOKA
  • 15h30: “Juventudes e a Saúde integral” com Agenda Jovem Fiocruz 
  • 18h:  Mesa: Qualitativa Atlas das Juventudes – Talk Inc. 
  • 19h20:  Slam: Meimei Bastos
  • 19h30: Mesa: Síntese de Evidências do Atlas das Juventudes – Instituto Veredas 
  • 20h30: Slam: Jessica Caitano
  • 20h45: Mesa: “A cultura como geração de renda e trabalho” 
  • 21h35: Pocket Show: Nayra Lays

11 de junho

14h às 22h

  • 14h: OFICINA: “Direitos sexuais e reprodutivos” com FEAC e Reprolatina
  • 15h30: OFICINA: “Card Jovem: Trabalho e habilidades socioemocionais” com GOYN
  • 18h00: Mesa: “Juventudes e a pandemia do coronavírus”
  • 19h30: Curta:  “A Conta Fica Para A Juventude”
  • 19h45: Pocket Show: Wera MC  
  • 20h05: Debate: “A inclusão produtiva das juventudes” com GOYN e Grupo +Unidos
  • 20h45: Slam: Midria
  • 20h55: Debate: “Juventudes Negras”
  • 21h40: Pocket Show: TUYO

12 de junho

14h às 17h

  • 14h15: Debate: “Juventudes em defesa do planeta” 
  • 14h55: Slam: Tonyyyymon
  • 15h05: Debate: “Qual o futuro da educação pós pandemia?”
  • 16h: Show: Mc Marks

SERVIÇO

FESTIVAL ATLAS DAS JUVENTUDES

De 09 a 12 de junho

Das 14h às 22h 

Gratuito

Onde ver: http://bit.ly/CanalAtlasdasJuventudes 

Mais informações: [email protected]

SOBRE EM MOVIMENTO

O Em Movimento é uma aliança de organizações que atuam dando suporte às juventudes para que possam mudar o mundo e fazer com que cada vez mais jovens se engajem, se desenvolvam e tenham acesso às oportunidades oferecidas pelo campo social. 

Com quase oito anos de história, o Em Movimento pauta o lugar de fala das juventudes, a diversidade e a inclusão a partir de uma atuação baseada em Inteligência Coletiva; Mobilização de jovens e Ampliação do Radar das Organizações; e Articulação das juventudes e dos atores que trabalham apoiando o desenvolvimento das juventudes. Por acreditarmos nas potencialidades das juventudes, nosso objetivo é comunicar, pesquisar, ampliar e articular oportunidades com e para as diferentes juventudes brasileiras. 

Nossa aliança é composta por sete organizações – Instituto Arapyaú, Ashoka, Itaú Educação e Trabalho, Impact Hub São Paulo, Instituto Elos, e Grupo +Unidos. https://www.emmovimento.org.br/

SOBRE PACTO DAS JUVENTUDES PELOS ODS

O Pacto das Juventudes pelos ODS é uma coalizão de organizações, movimentos e redes de juventudes representativas da sociedade civil, em articulação com governos, setor privado e as Nações Unidas. Seu objetivo é engajar, inspirar e mobilizar as juventudes brasileiras para o atingimento dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). 

O Pacto reforça um compromisso de construir uma mobilização das juventudes para a disseminação e engajamento com a Agenda 2030 bem como com a formação de líderes e cidadãos comprometidos e capazes de construir o país e o mundo que queremos. E tem como meta de impacto alcançar 10 milhões de jovens em 10 anos.

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 

+ sobre o tema

Rihanna posa à la Marilyn Monroe para revista

Rihanna posa à la Marilyn Monroe para revista. Rihanna gostou...

Oprah recebe um Oscar por seu trabalho humanitário

A apresentadora, atriz e produtora Oprah Winfrey, que dominou...

Nasce Ivy Blue Carter filha de Beyoncé e Jay Z

A cantora Beyoncé e o rapper Jay-Z tiveram sua...

Cabelos de Sheron Menezzes são referência fashion para a moda da mulher negra

Cabelos de Sheron Menezzes são referência fashion para a...

para lembrar

Emicida e Rael dividem trilha sonora de game da NBA com Ramones e Jay-Z

Emicida e Rael chegaram à liga mais importante de...

Emicida lança ‘Amarelo’ em album ao vivo e em documentário

“Eu humildemente acho que nós fizemos história nesse dia...

Monumentos de São Paulo apagam a história de negros e indígenas, mostra estudo

Dos mais de 360 monumentos que homenageiam personalidades e...
spot_imgspot_img

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

‘Ah, se não Fosse o Ilê Aiyê’: bloco afro mais antigo do país celebra 50 anos de resistência e pioneirismo

Se o bloco afro mais antigo do país enfrentou resistência ao desfilar pelo circuito de Carnaval de Salvador (BA) pela primeira vez, em 1975,...

Camisa Verde e Branco abre hoje desfile do grupo especial em SP

A escola de Samba Camisa Verde e Branco abre hoje (9), às 23h15, a primeira noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial...
-+=