Endometriose: os quatro sintomas menos conhecidos da doença

Enviado por / FonteO Globo

Condição afeta 190 milhões de mulheres e meninas em idade reprodutiva em todo o mundo e pode causar infertilidade

Dor pélvica, menstruação intensa e dor durante o sexo são sintomas comuns da endometriose. No entanto, há outros sinais que o corpo dá que podem ser indícios da doença. O problema afeta 10% da população feminina mundial, o que equivale a 190 milhões de mulheres e meninas em idade reprodutiva, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A endometriose faz com que tecidos semelhantes ao revestimento do útero cresçam em outros lugares, como nos ovários e nas trompas, causando inflamação e dor.

“É uma doença crônica associada a dor intensa e com impacto na vida durante a menstruação, relação sexual, movimentos intestinais e/ou micção, dor pélvica crônica, distensão abdominal, náusea, fadiga e, às vezes, depressão, ansiedade e infertilidade”, resume a OMS, em comunicado, e alerta: “Os sintomas variáveis ​​e amplos da endometriose significam que os profissionais de saúde não a diagnosticam facilmente e muitas pessoas que sofrem dela têm consciência limitada da doença. Isso pode causar um longo atraso entre o início dos sintomas e o diagnóstico”.

Até o momento, não há cura para a endometriose e o tratamento consiste em controlar os sintomas. Remédios são usados e cirurgias podem ser feitas de acordo com os locais afetados. Esteroides contraceptivos, medicamentos anti-inflamatórios não esteroides e analgésicos são terapias comuns. Os tratamentos médicos para a endometriose concentram-se na redução do estrogênio ou no aumento da progesterona, a fim de alterar os ambientes hormonais que promovem a endometriose.

Veja abaixo os quatro sintomas pouco conhecidos da endometriose:

Problemas intestinais

Embora a endometriose afete o útero e seja associada a dores menstruais, ela também pode causar problemas intestinais. Por esta razão, a condição é muitas vezes diagnosticada erroneamente como Síndrome do Intestino Irritável (SII) devido aos problemas digestivos que a doença causa, como dor abdominal, inchaço e constipação.

Os sintomas são causados ​​pelo tecido endometrial que se liga aos intestinos e causa inflamação, o que pode levar a sintomas como inchaço, dor abdominal e diarreia.

Ela acrescenta que, em casos graves, o tecido endometrial pode causar um bloqueio no intestino, levando à constipação, náuseas e até vômitos. A endometriose pode causar sangue na urina ou nas fezes durante a menstruação.

Fadiga

Sentir-se cansada também é um sintoma de endometriose. A dor crônica e a inflamação associadas à condição podem contribuir para essa fadiga. No entanto, esse sintoma muitas vezes é negligenciado.

Estar fisicamente exausto pode ser um sintoma debilitante da condição que afeta a vida diária das mulheres, os níveis de estresse e o sono. Acredita-se que a fadiga seja causada pelo esforço do corpo para eliminar a condição, de acordo com a Endometriosis Foundation of America.

Especialistas dizem que o cansaço é resultado da tentativa do corpo de combater as toxinas inflamatórias causadas pela doença.

Dor ao urinar

Assim como o tecido da endometriose pode crescer no intestino, ele também pode crescer ao redor da bexiga, causando irritação. E isso pode causar dores ao urinar.

A endometriose da bexiga pode ser superficial — quando o tecido é encontrado na superfície externa da bexiga — ou mais profunda — quando o tecido é encontrado dentro do revestimento ou parede da bexiga.

Seus sintomas incluem irritação da bexiga, necessidade de urinar com mais frequência, dor quando a bexiga está cheia, sangue ocasional na urina e às vezes dor na área dos rins, de acordo com a Endometriosis UK.

Problemas para engravidar

Muitas mulheres com endometriose lutam para engravidar, mas ainda não se sabe o porquê. Devido à falta de pesquisas, as ligações entre os problemas de fertilidade e a condição não são totalmente conhecidas. Mas os médicos acreditam que pode ser devido ao fato de a doença afetar os órgãos reprodutivos.

Isso pode fazer com que as mulheres precisem fazer uma cirurgia ou passar por fertilização in vitro para engravidar.

Mas é um equívoco dizer que as pessoas com endometriose não serão capazes de conceber naturalmente. No entanto, normalmente é mais difícil engravidar sem o auxílio de técnicas de reprodução assistida.

+ sobre o tema

Outubro Rosa: desafios na luta contra o câncer de mama em mulheres idosas

No cenário da campanha Outubro Rosa, que tem como...

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Dennis de Oliveira: O plebiscito, os médicos e a contradição entre Casa Grande e Senzala

A presidenta Dilma Rousseff buscou retomar a iniciativa política...

Promotoras Legais Populares do Geledés recebem netos de Nelson Mandela em atividade de prevenção a AIDS

   Por: Nilza Iraci Fotos: Renato Oliveira As Promotoras Legais Populares do...

para lembrar

Mãe, a culpa é sua

Desde segunda-feira, 2, circulam pelas redes sociais alguns links,...

Grupo Mulheres do Brasil destaca importância de falar sobre racismo

O Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil lança...

Moda escrava: mulheres são maioria em trabalho indigno na área têxtil em SP

No ano passado, 139 pessoas foram resgatadas em condições...
spot_imgspot_img

Direito ao voto feminino no Brasil completa 92 anos

As mulheres são atualmente 52% do eleitorado brasileiro, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar de serem maioria, há menos de um século  elas...

De 2,1 milhões inscritos no concurso público nacional, 56% são mulheres e maioria está na faixa até três mínimos

O Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), também chamado de “Enem dos concursos”, teve 2.144.435 inscrições confirmadas, sendo 1.543.560 pagantes e 600.875 isentos. De acordo...

Miss é eliminada por ser mãe. Em que ano estamos?

Elas precisam ser lindas, altas e magras. Além disso, é necessário que tenham entre 17 e 27 anos, não sejam casadas e não tenham...
-+=