Espirito Santo: Juventude Negra promete ingressar com Ação Civil Pública contra o Estado durante Marcha

 

O Fórum Estadual de Juventude Negra do Espírito Santo – FEJUNES, juntamente com outras organizações do Movimento Negro, prometem ingressar com uma Ação Civil Pública exigindo do Estado uma série de medidas que visam à promoção da igualdade racial no Espírito Santo.

A Ação será protocolada durante a realização da III Marcha Estadual Contra o Extermínio da Juventude Negra, que acontece na próxima sexta-feira, 19/11, véspera do Dia da Consciência Negra, no Centro de Vitória.

Na Ação as entidades contextualizam o histórico de violações sofridas pelo povo negro no estado e abordam a violência sistemática que atinge a juventude negra, principalmente manifestada pelas altas taxa de homicídios.

O Espírito Santo é um dos estados que mais se mata jovens no Brasil. Segundo o FEJUNES, cerca de 85% dos jovens assassinados no estado são negros. Além disso, uma enorme quantidade de jovens negros está aprisionada em cadeias ou em cumprimento de medidas sócioeducativas nas unidades de internação.

A Ação é fundamentada juridicamente no Estatuto de Promoção da Igualdade Racial que entrou em vigor no mês de outubro e na Lei 7.723/04 que institui as Políticas de Promoção da Igualdade Racial no âmbito estadual.

Dentre as medidas pleiteadas na Ação destaca-se a necessidade de criação de uma política de combate ao racismo institucional; a instalação de Centros de Atendimento às Pessoas Vítimas de Violência Racial; a reestruturação da Defensoria Pública Estadual; e a instituição de disciplinas de relações étnicoraciais voltadas aos agentes de segurança pública.

Com o ingresso da Ação às entidades almejam uma discussão dos problemas enfrentados pelo povo negro no Espírito Santo num nível resolutivo, para que o Estado consiga dar respostas urgentes frente às questões levantadas.

Além do ingresso da Ação Civil Pública, durante a Marcha ocorrerão outros Atos Políticos com intuito de chamar à atenção das autoridades e da sociedade em geral para necessidade de garantir políticas efetivas de promoção da igualdade racial.

+ sobre o tema

FNDE lança plataforma Antonieta de Barros, iniciativa para consolidar dados da educação brasileira

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia...

Termina hoje (14) prazo para inscrição no Enem

Termina hoje (14) o prazo para inscrições no Exame...

Estudantes têm até esta sexta-feira (14) para se inscrever no Enem

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrições no Exame...

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes...

para lembrar

Educação em Direitos Humanos e diferencas culturais: Questões e Buscas

RESUMO Este artigo se situa no contexto da pesquisa “Multiculturalismo,...

USP: Pressão por mais inclusão deve crescer sobre a universidade

Por: ANTÔNIO GOIS Quando bem torturados, números confessam qualquer...

Fraude nas Cotas: a culpa é de quem?

As ações afirmativas estão, sem dúvidas, entre as maiores...
spot_imgspot_img

Quem se inscreveu no Enem 2024 tem até quarta-feira (19) para pagar taxa

O participante que se inscreveu no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 têm até a próxima quarta-feira (19) para pagar a taxa de...

FNDE lança plataforma Antonieta de Barros, iniciativa para consolidar dados da educação brasileira

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), lançará na próxima terça-feira, 18, a plataforma Antonieta de...

Termina hoje (14) prazo para inscrição no Enem

Termina hoje (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro...
-+=