Estado dos EUA aprova lei que autoriza uso da maconha para tratamento de autismo

Depois de um longo processo de desenvolvimento, debates, estudos e rejeição, enfim a lei que permite o uso de maconha para o tratamento do autismo foi aprovada no estado do Colorado, nos EUA, e assinada pelo governador Jared Polis. Antes, porém, um outro projeto similar havia sido engavetado pelo governador anterior, John Hickenlooper, que não se via convencido cientificamente do benefício do tratamento para crianças autistas. Antes de ser eleito, porém, durante sua campanha, Polis já afirmava que assinaria a lei caso se tornasse governador.

Por Vitor Paiva, Do Hypeness

Governador Jared Polis, homem branco com pouco cabelo, de terno
Governador Jared Polis (AP Photo/David Zalubowski)

Para além da legislação específica, já era fato conhecido que famílias residentes no Colorado – estado onde a maconha é legalizada tanto para uso recreativo quanto medicinal – vinham tratando seus filhos autistas com a planta. E a alegação do governador anterior de quem não conhecia pesquisas que comprovassem o efeito positivo do uso da maconha sobre os pacientes não nega o fato de que tais pesquisas existem em diversos países – Chile e Israel já realizaram vastos estudos sobre o tema, comprovando efeitos positivos, e o Departamento de Defesa dos EUA já encomendou vasta pesquisa sobre.

Outros estados, como Rhode Island e Iowa, já incluíram o autismo entre as condições cujo uso da maconha medicinal é permitido.

Planta cannabis
(Foto: Pexels.com)

Para assegurar o rigor do processo até que uma criança tenha acesso à planta, à lei original foi acrescida uma emenda, exigindo que dois médicos recomendem o uso – um diagnosticando a condição, e outro para efetivamente receitar a maconha. Militantes e familiares afirmam que a demora para aprovação da lei acabou por melhorar suas condições – expandindo ainda mais o acesso ao tratamento e oferecendo melhores possibilidades para os pacientes.

+ sobre o tema

Política Nacional de Saúde Integral da População Negra

Política Nacional de Saúde Integral da População Negra SECRETARIA EXECUTIVA...

FHC não separa melancia de uma abóbora, diz MST

Principal porta-voz do MST, o economista João Pedro Stedile...

Imprensa negra em debate no Brasil e nos Estados Unidos

Por Sandra Martins   Comparações entre as imprensas...

para lembrar

No ritmo atual, Brasil só conseguirá vacinar 70% da população em 2024

Se o Brasil mantiver o atual ritmo de vacinação,...

Data Popular avalia que empreendedorismo é próximo motor da economia

Presidente de instituto de pesquisa acredita que micro e pequenos negócios...

Dilma afirma que MST não será tratado como caso de polícia

A presidente eleita, Dilma Rousseff, disse nesta quarta-feira (3/11)...
spot_imgspot_img

País tem 300,8 mil pessoas em situação de rua, mais de 80 mil em SP

Um levantamento feito pelo Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua, da Universidade Federal de Minas Gerais (OBPopRua/POLOS-UFMG), revelou...

Câncer de pênis: Brasil é considerado o país com maior número de casos do mundo; veja os 6 sinais mais comuns da doença

O Brasil é considerado o país com maior incidência de câncer de pênis no mundo, em especial nas regiões Norte e Nordeste. Este tumor representa...

Geledés participa da 54ª Assembleia Geral da OEA

Com o tema “Integração e Segurança para o Desenvolvimento Sustentável da Região”, aconteceu entre os dias 26 a 28 de junho, em Assunção, Paraguai,...
-+=