“Estou aqui como mãe, mulher, negra e sua irmã”, disse Meghan em visita à África do Sul

Em sua primeira visita à África do Sul, em Nyanga, Meghan Markle faz discurso empoderador e emocionante

Por Ana Carolina Pinheiro, da Revista Cláudia

(CHRIS JACKSON/Getty Images)

Ao lado do príncipe Harry, Meghan Markle visitou nesta segunda-feira (23) a organização The Justice Desk, que apoia crianças e pessoas vulneráveis em Nyanga, na África do Sul. A Duquesa de Sussex fez um discurso emocionante e engajado para a comunidade.

“Estou aqui com você como mãe, como esposa, como mulher, como mulher negra e como sua irmã”, disse Meghan. Vale lembrar que o país possui uma taxa de feminícidio cinco vezes maior do que a média global e sofre com o abandono das questões sociais, como saúde, moradia, educação, entre outros pontos.

Sobre a série de assassinatos de mulheres nas últimas semanas, Meghan também se pronunciou e aproveitou para valorizar o trabalho realizado por instituições voluntárias. “O trabalho que está sendo feito aqui é manter mulheres e crianças mais seguras, o que é necessário agora mais do que nunca”, valorizou a duquesa.

No discurso, a integrante da Família Real ainda citou a frase da poeta e ativista dos direitos civis Maya Angelou.”Cada vez que uma mulher se defende, sem saber, possivelmente sem reivindicá-la, ela defende todas as mulheres”.

(SAMIR HUSSEIN/Getty Images)

Confira, abaixo, o discurso de Meghan Markle na íntegra:

“Olá! É um privilégio conhecer todos vocês hoje e começar nossa visita, minha primeira vez na África do Sul, aqui em Nyanga.

Acabamos de passar algum tempo vendo todo o trabalho incrível que o Departamento de Justiça faz e, é claro, todas vocês mulheres incríveis e homens que estão aqui ajudando, como Mbokodo, você é incrível e o que está fazendo é tão poderoso, porque você é todo poderoso.

O trabalho que está sendo feito aqui é manter mulheres e crianças mais seguras, o que é necessário agora mais do que nunca. Esta é uma questão que está na vanguarda da mente das pessoas aqui na África do Sul e, é claro, em todo o mundo, principalmente no mês passado.

Por favor, saibam que eu e meu marido temos acompanhado de perto o que vocês estão passando aqui – da melhor maneira que podemos de longe. Mas agora que estamos com vocês, estamos ansiosos para aprender e ver em primeira mão o trabalho que estão fazendo e tudo o que está sendo feito no local gera uma grande mudança que vocês não apenas precisam, mas merecem.

Vocês nos receberam nesta comunidade, foram abertos e honestos conosco, tanto sobre os perigos que as mulheres e as crianças enfrentam quanto sobre como a maneira que estão lidando com elas. Os direitos das mulheres e meninas são próximos do meu coração, e a causa pela qual passei a maior parte da minha vida advogando, porque sei que quando as mulheres têm poder, toda a comunidade floresce.

Então, para poder encontrar todos vocês hoje que estão defendendo o que é certo diante das adversidades, eu os aplaudo. Somos encorajados a ouvir seu Presidente dar os próximos passos no sentido de prevenir a violência baseada em gênero por meio da educação e das mudanças necessárias para reforçar os valores da África do Sul moderna.

Devo dizer que me sinto honrada por estar na presença de todos vocês, enquanto permanecem firmes em seus valores fundamentais de respeito, dignidade e igualdade.

Li uma citação há algumas semanas e ela ressoou comigo enquanto observava o que estava acontecendo aqui e seus esforços ativos. Maya Angelou, a lendária poeta e ativista dos direitos civis, disse uma vez: ‘Cada vez que uma mulher se defende, sem saber, possivelmente sem reivindicá-la, ela defende todas as mulheres’.

Agora sei que não é fácil e às vezes deve parecer insuperável, mas seu compromisso com o que é certo nos dá esperança, especialmente seus irmãos e irmãs aqui em sua comunidade que precisam que você continue a brilhar sua luz. Seu compromisso é inspirador, energizante e extraordinário. Você deve continuar, você deve saber que o que você está fazendo não importa apenas, é vital porque VOCÊ é vital.

E apenas em uma nota pessoal, posso apenas dizer que enquanto estou aqui com meu marido, como membro da Família Real, quero que saiba que, para mim, estou aqui com você como mãe, como esposa, como mulher, como mulher negra e como sua irmã. Estou aqui com você e estou aqui por você e muito obrigada por mostrar a mim e ao meu marido o espírito do Ubuntu e estou ansiosa pelo nosso tempo nos próximos dias juntos.

Muito obrigada por nos receber”.

Leia Também:

Realeza Africana: 8 belas princesas negras

+ sobre o tema

A mulher negra no mercado de trabalho

Rousseau, considerado um pensador progressista, dizia que a mulher...

Quantas vezes nós, mulheres negras, fomos amadas?

Inicio esse texto com uma adaptação do título do...

A radicalidade do conceito de direitos reprodutivos

Escrevi, na semana passada, sobre a propriedade de a...

para lembrar

Ayobami Adebayo, jovem escritora nigeriana, vai participar da Flip 2019

Autora de 'Fique comigo', ela foi aluna de Chimamanda...

Destaque da Vai-Vai Alexandra Loras fala sobre racismo: ‘Ricos veem negros como empregados’

Alexandra Loras, consulesa da França, foi destaque do abre-alas...
spot_imgspot_img

Tina Turner: 10 dos maiores sucessos da lenda da música

A cantora Tina Turner, que morreu nesta quarta-feira (24/05) aos 83 anos, criou muitos clássicos com sua combinação de R&B, funk, rock e pop,...

Morre Tina Turner, cantora considerada a rainha do rock’n’roll, aos 83 anos

Morreu nesta quarta-feira, dia 24, a cantora Tina Turner, aos 83 anos. A morte foi confirmada por um assessor da cantora. A cantora morreu em casa,...

Livro de Sueli Carneiro mostra que racismo opera pelo Estado e por práticas sociais

Sueli Carneiro inicia sua obra do lugar de escrava. Do espaço reservado aos negros excluídos da "rés(pública)", que vivem na condição de não cidadãos. É...
-+=