Estudantes unidos contra o racismo

Alunos apresentam trabalhos relacionados com os temas em debate, como Dança da Capoeira, Batuque, mitos, provérbios, lendas e carnaval

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Nossa Senhora das Graças, da localidade de Suzana, no município de Marcelino Ramos desenvolve um projeto, de quinta a oitava série, voltado para o combate ao preconceito e à desigualdade social e racial, tendo como culminância o dia 20 de novembro. Nesse dia os alunos apresentam trabalhos relacionados com os temas em debate: Dança da Capoeira, Batuque, mitos, provérbios, lendas, carnaval e instrumentos de percussão, os negros na Literatura, influência africana na culinária brasileira, pluralidade de saberes, etc.

A luta por igualdade racial começa antes da abolição da escravatura no Brasil e o movimento negro, ao longo dos anos, vem contribuindo de modo decisivo para a conquista de espaços de igualdade social; cultural; educativa e política, por meio do fortalecimento coletivo da identidade étnica.

A comemoração do Dia Nacional da Consciência Negra homenageia Zumbi dos Palmares, assassinado no dia 20 de novembro de 1695 e tendo sido um dos mais importantes líderes do Quilombo de Palmares, localizado no Estado de Alagoas.

Por longo tempo, a data símbolo no Brasil era o dia 13 de maio, data da Abolição da Escravatura com assinatura da Lei Áurea, em 1888, pela princesa Isabel, a qual, na prática, não representava os ideais de lutas construídos pela população negra e, muito menos, ajudava a superar as barbáries sofridas pelos negros escravizados.

Por essa razão, era necessário encontrar nova data e outro acontecimento que melhor representasse a luta dos afro-brasileiros em defesa da afirmação e do reconhecimento da identidade negra e que esse dia fosse dedicado à conscientização da população, uma vez que a visibilidade do dia dedicado à consciência negra apresenta homens e mulheres que lutam e se organizam para concretizar a superação das desigualdades; garantindo direitos e promovendo justiça racial e social.

A Lei Federal Nº 10.639/03 abriu caminhos pedagógicos no combate ao Preconceito Racial, do mesmo modo que alternativas de intervenção nos currículos de escolas brasileiras, afirma a Diretora da Escola, professora Cleris Dalmut.

Fonte: Diário da Manhã

+ sobre o tema

Faraos Negros

Egito foi, ao longo de sua história, alvo...

Governo lança campanha para reduzir consumo de energia com Taís Araújo

Governo lança campanha com Taís Araújo para reduzir consumo...

Filipe Zau: O negro e o Estado Novo – Angola face à ideologia política do Estado Novo

por Filipe Zau Para uma melhor compreensão das políticas educativas...

Assassino de Malcolm X ganha liberdade condicional depois de 40 anos de prisão

O assassino do ativista dos direitos dos negros Malcolm...

para lembrar

Políticas de combate ao racismo

Movimento negro em São João da Barra realiza atividades...

Família de Michael Jackson organiza cerimônia para lembrar morte

Para lembrar o aniversário de um ano da morte...

Presidentes e delegações da ALBA aprovarão Declaração de Otavalo

Os presidentes do Equador, Venezuela e Bolívia, o vice-presidente...

Afro-Americanos: 10 nomes que estão destruindo no metal

Lista de inteira responsabilidade de Frank Godla e do...
spot_imgspot_img

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...
-+=