Guest Post »
Estupra a dor
Créditos da foto: Reprodução- Twitter

Estupra a dor

Reprodução – Twitter

Por Lelê Teles enviado para o Portal Geledés 

os çábios da minha aldeia costumam se reunir às sextas-feiras de lua.

sempre homens.

nessas reuniões, costumam dissertar sobre tudo e sobre todos.

os machos se juntam, sempre, em volta da luz que emana de uma fogueira.

bebem, se abraçam, gritam, elogiam uns aos outros e falam mal de suas mulheres.

é sempre assim na nossa ágora ígnea.

dessa vez falavam sobre o aborto. diziam que, mesmo sendo estuprada, a mulher não deveria abortar.

então, levantei o dedo e perguntei:

“mestre, se acaso tua filha ou tua esposa fossem estupradas – note que isso é uma probabilidade não muito remota, dado os dados que nos chegam – o senhor deixaria ela ter o filho? e se ela o tivesse, ele seria registrado em nome do pai, o vil violentador, ou o senhor assumiria como teu o fruto desta brutal violência?”

o fogo seguiu crepitando, não se ouviu palavra.

questões enigmáticas.

***Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do PORTAL GELEDÉS e não representa ideias ou opiniões do veículo. Portal Geledés oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.

Artigos relacionados