‘Eu não quero morrer, fala com Deus’, disse adolescente morto por bala perdida na Zona Oeste

Corpo de Thiago Souza Mendonça permanece no IML. Família fez campanha para arrecadar dinheiro para o enterro

por Célia Costa no O Globo

Foto- Márcia Foletto : Agência O Globo

Rosângela Maria Almeida Mendonça, de 36 anos, contou emocionada como foram os últimos momentos do filho Thiago, de 14 anos, morto após ser atingido por uma bala perdida na localidade do Outeiro, na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. Segundo ela, o garoto estava brincando quando foi atingido nas costas enquanto brincava na localidade conhecida como Outeiro, no momento que começou uma troca de tiros.

– Meu filho estava brincando na pracinha do Outeiro por volta da meia-noite de quinta-feira quando começou o tiroteio. Ele veio correndo e gritando ‘mamãe, mamãe, levei um tiro. Eu não quero morrer, fala com Deus.’ Levantei a camisa dele é não vi nada. O tiro foi nas costas. Esperamos 47 minutos por socorro, mas ninguém ajudou – contou a mulher, que está desempregada e sustenta os cinco filhos com a venda de salgadinhos:

– Colocamos ele no carro e levamos para a UPA. Lá, os médicos correram para tentar salvá -lo. Ele só agradecia aos médicos e pedia que Deus o abençoassem.

O sonho do meu filho era ser jogador de futebol, mas o que ele mais queria agora era ter um quarto só dele. Estávamos construindo um barraco.

Thiago chegou a ficar dois dias internado no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, mas não resistiu e morreu. Ele passou por três cirurgias, mas perdeu muito sangue. O tiro atingiu o baço, fígado e os rins.

O corpo de Thiago permanece no Instituto Médico-Legal do Centro do Rio, e o enterro deve ser realizado no Cemitério da Pechincha, na terça-feira. A família precisou fazer uma campanha nas redes sociais para levantar o dinheiro necessário para pagar o enterro. Ao todo, eles conseguiram cerca de R$ 2 mil.

O menino estava lendo um livro da Turma da Mônica quando foi atingido. A família acusa a polícia. Segundo testemunhas, não houve troca de tiros no local no momento em que ele foi atingido.

+ sobre o tema

Como assassinos racistas estão se radicalizando pela internet

O ataque racista que deixou 10 pessoas mortas em 14 de...

Dilma se manifesta no Twitter contra assassinato de Douglas pela PM

"Assim como Douglas, milhares de outros jovens negros da...

Cotas para negros em concurso público ficam para 2013

O projeto ainda está em análise no Ministério do...

Corra! Jordan Peele, esse sabotador

Que belo filme de sabotagem é Corra! (Get Out)....

para lembrar

Hamilton Borges

Objeto de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), a...

Uma dívida irreparável

O assassinato da ialorixá Bernadete Pacífico, Coordenadora Nacional da Articulação...

Jornal da Santa Sé denuncia racismo na Itália

Cidade do Vaticano, 12 jan (RV) - O jornal...

Como pôr fim ao marco temporal

A tese do marco temporal, aprovada na Câmara nesta terça-feira (30),...
spot_imgspot_img

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...
-+=