terça-feira, janeiro 18, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoExposição sobre orixás aborda religião e cultura negras, em Brasília

Exposição sobre orixás aborda religião e cultura negras, em Brasília

Mostra ‘Geometria, símbolos e cores’ fica em cartaz no Museu da República até 29 de março. Entrada é gratuita.

Por Marília Marques, do G1

blank
Foto: Chico Furtado/Inspira Filmes

Os orixás – entidades cultuadas em religiões de matriz africana – transcenderam o sagrado religioso e viraram tema de uma exposição gratuita no Museu Nacional da República, em Brasília. A mostra “Geometria, símbolos e cores” entra em cartaz nesta terça-feira (28) e vai até o dia 29 de março (veja detalhes abaixo).

A exposição reúne esculturas, quadros e instalações do artista plástico Josafá Neves, de 48 anos. Natural do Gama, o escultor é autodidata e, há 24 anos, se dedica a criar obras que, segundo ele, “provocam a reflexão sobre arte, religião e origens”.

” A ideia é fazer as pessoas conhecerem, cada vez mais, essas religiões [Candomblé e Umbanda] que tanto sofreram com a cultura de negação do legado afro no país.”

“Os orixás são os elementos da natureza e, na minha visão, deus é isso: o ar, o vento, a água e o fogo. É preciso saber o que é [crença] para não negar nossa história”, disse Josafá ao G1.

blank
Josafá Neves ao lado de duas de suas obras — Foto: Chico Furtado/Inspira Filmes

Obras inéditas

Para os visitantes, na exposição inédita em Brasília, o artista selecionou obras que usam os símbolos e as cores referentes a cada um dos 16 orixás. A proposta, conta, é “mergulhar na história negra do país”.

No museu, quem sobe a rampa que dá acesso ao mezanino, enxerga esculturas em gesso, dispostas em forma de ciranda, que fazem referência a Oxalá. No centro da roda, pintada a mão, uma bacia de água e um pouco de terra ao redor.

Em outro espaço, uma homenagem a Xangô: uma peça feita com madeira do Cerrado é cercada de terra deste bioma e representa os elementos associados ao orixá justiceiro, detentor dos trovões, das tempestades e do fogo.

blank
Exposição sobre orixás no Museu da República, em Brasília — Foto: Chico Furtado/Inspira Filmes

Visita guidada

Nesta terça (28), durante a abertura da exposição, Josafá Neves e o curador da mostra, Marcos Lontra, farão uma visita guiada, às 19h30.

Ainda à noite, a escritora, atriz e professora de teatro Cristiane Sobral, fará uma intervenção no evento para divulgar a poesia criada para cada um dos 16 orixás representados na exposição.

Sobral coleciona nove livros publicados, e ficou conhecida pelas obras “Não vou mais lavar os pratos” e contribuições em Cadernos Negros.

O artista

Nascido na região do Gama, no DF, Josafá Neves começou a desenhar aos 5 anos nas calçadas e ruas onde morava.

Ainda menino, Josafá se mudou para Goiânia (GO) com a família, aos 7 anos, e foi na capital goiana que passou a se dedicar integralmente às artes plásticas, desde 1996.

Na pintura a óleo, o uso de tintas pretas chamam a atenção. Para o artista, o negro expressa a “firmeza de sentimentos”.

Programe-se

‘Orixás: geometria, símbolos e cores’

Data: 29 de janeiro a 29 de março
Abertura: 28 de janeiro, às 19h
Horário: das 14h às 18h30 (segunda-feira) e das 9h às 18h30 (terça a domingo)
Local: Museu Nacional da República – Esplanada dos Ministério
De graça
Classificação livre

Leia também:

Viva Nossa Voz • Artes

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
RELATED ARTICLES