Fábricas de Cultura apresentam espetáculos que abordam a ancestralidade e memória dos territórios periféricos

Obras foram produzidas por aprendizes e arte-educadores das Fábricas de Cultura dentro do Projeto Espetáculo, que neste ano volta a realizar apresentações presenciais nas unidades das zonas Norte e Sul de São Paulo e de Diadema

Pensando nas “histórias que a história não conta”, aprendizes e arte-educadores das Fábricas de Cultura das zonas Norte e Sul de São Paulo, além de Diadema, desenvolveram manifestações artísticas que resgatam a ancestralidade, a memória e a representatividade dos territórios periféricos onde estão inseridos. Após duas edições virtuais, devido à pandemia, o Projeto Espetáculo 2022 retorna ao formato presencial com apresentações de 18 de outubro a 12 de novembro, em cada uma das unidades. Tudo gratuito e aberto para todos os públicos. 

As obras cênicas fazem parte do Projeto Espetáculo, ação artístico-pedagógica de produção coletiva que reúne jovens a partir dos 12 anos para participar de um processo artístico, que engloba todo o processo de pesquisa, construção e apresentação de um espetáculo. 

Durante oito meses, aprendizes e arte-educadores realizaram estudos teóricos e entrevistas, trouxeram relatos pessoais, assistiram espetáculos e filmes, e analisaram letras e melodias musicais do álbum AmarElo do rapper Emicida. Toda essa bagagem levou a construção de cinco espetáculos e de um filme que refletem características de cada um dos territórios: Memória d’água (Brasilândia); Canto de um canto do mundo (Capão Redondo); Mãe, quem cuida das dores do passado? (Jaçanã); Raízes: Nossas Marias (Jardim São Luís); Festival: O que você é antes de crescer? (Vila Nova Cachoeirinha); e Flores de Maio (Diadema). Confira os detalhes:

De 18 de outubro a 1º de novembro, aprendizes da Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha apresentam o espetáculo FESTIVAL: O que você é antes de crescer?. A obra conta a história de Nave, Amália e Ariel, três jovens distintos com uma característica em comum: estão diante de grandes dilemas sobre seus futuros. Um festival de música pode ser a chance deste trio conseguir expressar suas angústias, fortalecer e construir suas identidades individuais e coletivas.

Passado e presente se encontram no espetáculo Raízes: Nossas Marias que será apresentado de 20 a 26 de outubro na Fábrica de Cultura Jardim São Luís. Olhos no passado, pés no presente e mãos para construir futuros, é a partir deste pensamento que os aprendizes da unidade recontam as histórias dos que vieram antes.

O resgate da herança dos povos originários e escravizados norteia o espetáculo Memória d’água, dos aprendizes da Fábrica de Cultura Brasilândia. A produção busca desvendar as histórias que estão por baixo dos rios tupis-guaranis, como o Tamanduateí, Tietê, Ipiranga e Anhangabaú, agora cobertos por avenidas e ruas nomeadas pelos colonizadores. As apresentações vão de 26 de outubro a 12 de novembro.

Aprendizes da Fábrica de Cultura Jaçanã trazem para o palco reflexões sobre a jornada dupla-tripla de diversas mulheres a partir de relatos biográficos encontrados nas histórias de vida de suas mães, avós e irmãs. Em Mãe, quem cuida das dores do passado? se investiga as narrativas daquelas que cuidam, mulheres que desde a infância desenvolvem trabalhos domésticos e maternos invisibilizados para a “história oficial”. As apresentações vão de 27 de outubro a 5 de novembro.

De 3 a 12 de novembro, o público poderá assistir na Fábrica de Cultura Capão Redondo o espetáculo Canto de um canto do mundo. O espetáculo une jovens músicos e poetas em cantos de protesto contra os preconceitos vivenciados por minorias que são das periferias, apoiando-se na nostalgia de momentos felizes e fazendo o possível para conquistar seu espaço no mundo.

Teatro e cinema se unem na Fábrica de Cultura Diadema. O filme Flores de Maio apresenta a história de mãe e filha que passam por uma profunda crise em sua relação. Internada numa espécie de clínica de reabilitação, Carol (filha) precisa enfrentar a si mesma para superar os traumas que a colocaram na condição de paciente em tratamento. As exibições ocorrem de 22 a 26 de novembro.

Confira mais informações sobre o Projeto Espetáculo 2022 no site das Fábricas de Cultura. As unidades recomendam o uso de máscaras nos ambientes internos. O programa Fábricas de Cultura é da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis.

Serviço:

(Gratuito)

Classificação indicativa: livre

FÁBRICA DE CULTURA VILA NOVA CACHOEIRINHA

Endereço: Rua Franklin do Amaral, 1575 | Telefone: (11) 2233-9270

FESTIVAL: O QUE VOCÊ É ANTES DE CRESCER?

Datas e horários: 18/10 (15h30) | 19/10 (15h30) |  22/10 (18h) |  25/10 (15h30) |  27/10 (15h30) | 28/10 (15h30) |  29/10 (18h) | 01/11 (15h30)

Local: Sala Multiuso

Duração: 45 min.

FÁBRICA DE CULTURA JARDIM SÃO LUÍS

Endereço: Rua Antônio Ramos Rosa, 651 | Telefone: (11) 5510-5530

RAÍZES: NOSSAS MARIAS

Datas e horários: 20/10 (15h e 19h) | 21/10 (15h e 19h) | 22/10 (19h30) | 23/10 (16h) | 25/10 (19h) |  26/10 (19h)

Local: Teatro da unidade

Duração: 45 min.

FÁBRICA DE CULTURA BRASILÂNDIA

Endereço: Avenida General Penha Brasil, 2508 | Telefone: (11) 3859-2300

MEMÓRIA D’ÁGUA

Datas e horários: 26/10 (15h) | 27/10 (15h) | 01/11 (19h) | 03/11 (10h45) | 08/11 (15h) | 09/11 (10h45) | 11/11 (19h) | 12/11 (19h)

Local: Teatro da unidade

Duração: 45 min.

FÁBRICA DE CULTURA JAÇANÃ

Endereço: Entrada 1: Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138 | Entrada 2: Rua Albuquerque de Almeida, 360 | Telefone: (11) 2249-8010

MÃE, QUEM CUIDA DAS DORES DO PASSADO?

Datas e horários: 27/10 (19h) | 28/10 (19h) | 29/10 (16h e 19h) | 03/11 (15h) | 04/11 (15h) | 05/11 (16h e 19h)

Local: Sala Multiuso

Duração: 45 min.

FÁBRICA DE CULTURA CAPÃO REDONDO

Endereço: Rua Bacia de São Francisco, s/n | Telefone: (11) 5822-5240

CANTO DE UM CANTO DO MUNDO

Datas e horários: 03/11 (19h) | 04/11 (16h e 19h) | 05/11 (16h e 19h) | 10/11 (16h e 19h) | 11/11 (19h) | 12/11 (16h e 19h)

Local: Sala Múltiplo-Uso

Duração: 45 min.

FÁBRICA DE CULTURA DIADEMA

Endereço: Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135 – Centro – Diadema/SP | Telefone: (11) 4061-3180

FLORES DE MAIO

Datas e horários: 22/11 (19h) | 23/11 (15h) | 24/11 (15h) | 25/11 (10h) | 26/11 (10h)

Local: Teatro da unidade.

Apresentações especiais:

Dia 24/11, às 19h, na área externa da Fábrica (Cine ao ar Livre)

Dia 23/11, às 19h, no Coletivo 217 (End: R. Graciosa, 217 – Centro, Diadema – SP, 09910-660)

Dia 26/11, às 14h, no Cine Eldorado (End: Av. Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55 – Eldorado/Diadema – SP)

Duração: 45 min.

——

Funcionamento das unidades:

De terça a sexta, das 9h às 19h.

Unidades Jardim São Luís, Vila Nova Cachoeirinha e Jaçanã: Finais de semana e feriados, das 12h às 17h.*

Unidades Brasilândia, Capão Redondo e Diadema: Aos sábados das 9h às 17h.*

Unidade 4.0 de Osasco: de terça a sexta das 9h às 18h.

Unidade 4.0 de Iguape: de terça a sextas das 9h às 21h, e aos sábados das 9h às 17h.

*Para conferir o horário exato de sua unidade, favor entrar em contato por telefone com a recepção.

Acessibilidade: as Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís, e Diadema, oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso tátil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braille, leitor de audiobooks e acervo com mais de 110 exemplares em braille (livros e audiobooks).

SOBRE O PROGRAMA FÁBRICAS DE CULTURA

As Fábricas de Cultura são espaços de acesso gratuito que promovem diversas atividades artísticas. Criadas com o objetivo de ampliar o conhecimento cultural por meio da interação com a comunidade, as Fábricas oferecem uma programação cultural diversificada. Nas unidades você encontrará cursos, atividades, bibliotecas e estúdios de gravação. Em 2022, as Fábricas de Cultura – programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerenciado pela Poiesis – contam com o patrocínio do Instituto Center Norte e o Instituto GPA, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Apoios como estes contribuem para a realização de atividades de formação e difusão cultural para crianças, jovens e adultos.

SOBRE A POIESIS

A Poiesis – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

+ sobre o tema

Internado desde março, Luiz Melodia recebe alta

Luiz Melodia voltou para casa nesta sexta-feira (23), depois...

Protestos contra ONU por cólera se intensificam no Haiti

Manifestações se espalham pela capital, Porto Príncipe, a duas...

MODA E ARTE AFRO – Artes Visuais da Bahia

  Washinton José, o Yosh, é apontado como uma das...

Transição capilar resgata as raízes de homens e mulheres

"Eu vim aqui para você devolver a minha negritude"....

para lembrar

Educação matemática no samba que faz escola

Que as escolas de samba nos presenteiam todo ano...

Morre Bárbara Rosa, cantora da Liniker e os Caramelows

A classe artística da Araraquara está de luto. É...

Gel com retroviral reduz contágio de VIH

Por:Edgar Nascimento com agências "Pela primeira vez, os...
spot_imgspot_img

Festival literário propõe amor e diversidade como antídotos ao extremismo

O Festival Literário Internacional de Paracatu - Fliparacatu - vai colocar no centro do debate o amor, a literatura e a diversidade como pilares...

Oito em cada dez quilombolas vivem com saneamento básico precário

De cada dez quilombolas no país, praticamente oito vivem em lares com saneamento básico precário ou ausente. São 1,048 milhão de pessoas que moram...

Exposição e seminário em São Paulo celebram legado de Nelson Mandela

No dia 18 de julho é celebrado o Dia Internacional Nelson Mandela, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em reconhecimento à contribuição...
-+=