Filosofia: para que serve?

No dia 26/04, Bolsonaro tornou pública, por mensagem no Twitter, a opinião de que não considera a Filosofia útil para a sociedade. Mas para que serve a Filosofia?

Por Marcos Martins via Facebook 

 Marcos Martins (Reprodução/Facebook)

Discutir a utilidade da filosofia é recorrente a quem é da área, pois se depara a todo momento com esse tipo de indagação. E as respostas, normalmente, começam com uma nova pergunta: o que se entende por utilidade?

A considerar como útil o que serve para alguma coisa, algumas coisas mais importantes da vida são inúteis. Pense na amizade: a riqueza desse tipo de relação reside no fato de que ela não serve para nada, porque se servir para alguma coisa, deixou de ser amizade porquanto se tornou algo útil. E aquele que me é útil pode ser qualquer coisa, menos meu amigo de verdade. Então, só é amizade verdadeira quando é inútil.

Todavia, não parece ser esse o espírito da fala do Presidente. Supõe-se que o que ele pretendeu dizer é que a Filosofia não é útil porque não tem aplicabilidade prática imediata, ou seja, ela não passa pelo crivo do pragmatismo. Sendo assim, não merece ser financiada por recursos públicos e os cursos de Filosofia, então, devem ser fechados ou não contarem mais com o dinheiro do contribuinte.

Considerando esse entendimento da Filosofia, é preciso dizer que, realmente, ela não tem aplicabilidade prática porque não é ciência aplicada. A propósito, filosofia não é ciência. Embora ambas tenham identidades, pois são racionais (baseadas na razão e não na fé, por exemplo), radicais (vão à raiz dos problemas) e rigorosas (têm métodos bem definidos), as ciências produzem conhecimento sobre objetos específicos (História: tempo; Física: movimento; Química: transformação das substâncias), enquanto a filosofia não tem um objeto, porque é uma reflexão global sobre os problemas humanos e, inclusive, investe-se da condição de consciência crítica das ciências.

Se Filosofia não é ciência, menos ainda é ciência aplicada. Se é que se pode diferenciar as ciências entre puras (básicas) ou aplicadas, as primeiras procuram compreender os “porquês” dos fenômenos e as outras detém-se em resolver problemas, em responder “como” fazer algo. As ciências aplicadas, sobretudo, desenvolvem-se como um processo de produção do conhecimento, que visa a gerar algo como um produto, um equipamento, um instrumento qualquer, enfim, tecnologias (aplicação do conhecimento no cotidiano). A filosofia, diversamente, se processa como reflexão, de modo que seu produto é reflexivo e, assim, se identifica com a formação humana.

E para que serve a referida “formação humana”? Para formar pessoas críticas (que não se deixam levar pelas aparências das coisas) e com senso ético (consciência da própria ação), aptas à civilidade e não à barbárie. Na educação escolar, a Filosofia procura ensinar o sujeito a expressar-se, a pensar-se e a pensar sobre os problemas da existência no mundo, com racionalidade, radicalidade, rigorosidade e amplitude. Observe que a Constituição põe como finalidade da educação nacional três objetivos básicos: “pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho” (Art. 205). As ciências, puras e aplicadas, não são suficientes para alcançar esses objetivos, porque eles dependem de processos reflexivos e, assim, a Filosofia se torna necessária na educação básica e no ensino superior.

Além disso, a Filosofia também é a consciência das ciências. As grandes revoluções científicas (e também as sociopolíticas e religiosas) da humanidade foram precedidas, estimuladas e consolidadas por reflexões filosóficas. As teorias científicas encontram fundamento na filosofia, bem como são questionadas, em larga medida, com argumentos filosóficos. Isso sem contar a contribuição da Filosofia para algumas áreas específicas, por exemplo: a) Direito: impossível exercitá-lo e mesmo formar pessoas para essa área, cujo objeto é o bem, sem a Filosofia; b) Economia: ampara-se em teorias cujo fundamento se encontra na Filosofia; c) Administração: como formar gestores sem as teorias da administração, que se sustentam em discussões e proposições filosóficas?
Em relação à fala de Bolsonaro sobre Filosofia, cabe lhe responder que seria producente gastar menos tempo no Twitter e mais na leitura filosófica… bem como na gestão do País.

Prof. Dr. Marcos Francisco Martins
Graduado em Filosofia, docente da UFSCar campus Sorocaba e pesquisador do CNPq ([email protected])

+ sobre o tema

MEC abre edital para inscrição de tecnologias educacionais para zona rural

O  Ministério da Educação recebe, até 12 de março, inscrições...

Índios entregam Projeto de Lei que cria carreira de professor indígena

Etnias querem estruturação do magistério nas aldeias DO Portal do Meio...

PLANO DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO

Por: Suelaine Carneiro         ETAPA 2 - Plenárias por Subprefeituras   Prezadas/os companheiras/os...

SISU: Ainda desconhecida, 2ª edição de seleção via Enem começa amanhã

5 instituições aderiram ao Sisu, das quais 8 novas;...

para lembrar

Em SP, só aluno do 1º ano terá aula de espanhol

O governo de SP anunciou ontem que apenas alunos...

Desmoralizaram os professores

Apenas 2% dos estudantes do ensino médio querem ser...

MEC edita dois livros sobre questões étnico-raciais

O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de...

Sobram mais de 7 mil vagas no Sisu, aponta balanço do MEC

O Mistério da Educação (MEC) divulgou nesta quarta-feira um...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...
-+=