Geledés Retoma Roda de Diálogos com Meninas Negras em 2024 para fortalecer trajetórias educacionais

Enviado por / FonteFernanda Meneses

Artigo produzido por Redação de Geledés

Geledés – Instituto da Mulher Negra retomou a iniciativa da Rodas de Diálogos com Meninas Negras em 2024, que vem se desenvolvendo desde 2023, especialmente considerando a transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio. 

Rodas de Diálogos com Meninas Negras

A iniciativa é uma ação desenvolvida no escopo das ações do Projeto SETA, com o propósito de monitorar o contexto educacional das meninas negras, principalmente após o aumento das desigualdades causadas pela pandemia de Covid-19. Além disso, visa abrir espaço para ouvir as aspirações e desafios percebidos pelas jovens, estabelecendo os encontros como um ambiente seguro para troca de informações, esclarecimento de dúvidas e diálogos sobre possibilidades e alternativas para suas trajetórias.

Rodas de Diálogos com Meninas Negras

Para este ano, o projeto conta com a ajuda da Macambira Sociocultural, que chega para somar como facilitadora dos encontros. Tendo uma atuação basilar na educação popular e valorização da cultura de territórios, a Macambira promove e fomenta ações inovadoras intensificando a identidade das iniciativas de desenvolvimento econômico e social local, fortalecendo a produção e difusão da cultura popular e urbana em diálogo com a educação.  As Rodas de Diálogo seguem como uma iniciativa essencial para a troca de experiências e conhecimentos, para a construção de trajetórias que possibilitem um futuro mais justo e inclusivo,  por meio da valorização do pertencimento racial, a identidade de gênero e as culturas territoriais.

+ sobre o tema

“Ser líder negra é ser infinita, como toda grande força”, diz Neon Cunha

Geledés no Debate inicia 2019 entrevistando Neon Cunha, ativista,...

Quilombolas do Rio Grande do Sul pedem socorro para receber alimentos

“Os alimentos não estão chegando às comunidades quilombolas. Estamos...

Use sua arma mais poderosa: o voto!

Há poucos dias do pleito, a cédula eleitoral é...

para lembrar

“Eu condeno a violência que há contra as mulheres, sejam as africanas ou não”, diz Oumou Sangaré

Oumou Sangaré é uma das maiores vozes africanas na luta contra o sexismo e o racismo. Originária da região Wassoulou, no Mali, Oumou canta...

“Feito com amor, dedicação e o talento de várias pessoas”, diz Lázaro Ramos sobre documentário Bando, Um Filme De:, que dirigiu

“Feito com amor, dedicação e o talento de várias pessoas”, diz Lázaro Ramos sobre documentário Bando, Um Filme De: Lázaro Ramos, em parceria com Thiago...

“Aprendi que em cada momento histórico, devemos nos posicionar com muita sabedoria e análise do contexto”

A professora e pesquisadora Antonia Aparecida Quintão assumiu há um mês a presidência do Geledés – Instituto da Mulher Negra- e destaca para a...
-+=