Governadora do RN anuncia plantão 24h na Delegacia da Mulher e núcleo especializado de investigação de feminicídios

Fátima Bezerra (PT) fez anúncio nesta sexta-feira (8), contudo não deu data para implementar os projetos.

Do G1 RN

Fátima Bezerra, mulher branca de cabelo curto liso, de costas em pé durante um discurso.
Fátima Bezerra (PT) anunciou plantão 24h na Delegacia da Mulher em solenidade na Escola de Governo (Foto: Elisa Elsie)

A governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou a instituição de atendimento 24h na Delegacia de Assistência à Mulher da Zona Norte de Natal. Além disso, a chefe do Executivo potiguar também adiantou que será criado um núcleo de combate ao feminicídio dentro da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No entanto, não foi informada a data em que os projetos vão começar a funcionar.

Os anúncios aconteceram durante solenidade que aconteceu nesta sexta-feira (8) na Escola de Governo, dentro do Centro Administrativo, na Zona Sul da capital.

“O Rio Grande do Norte atravessa uma situação de calamidade financeira, que vem sendo enfrentada com zelo e responsabilidade pelo nosso governo. Mas isso não pode nos poupar de nenhum esforço no enfrentamento da cultura machista que vítima as mulheres em nosso estado”, declarou Fátima Bezerra.

O objetivo da criação do núcleo na DHPP, segundo o governo, é possibilitar mais agilidade nos inquéritos. Ainda de acordo com o Poder Executivo, o projeto do regime de 24 horas vai suprir uma “lacuna” no combate aos crimes contra mulheres, pois nenhuma das cinco delegacias especializadas desta área de atuação funciona em sistema de plantão no Rio Grande do Norte.

O governo explicou que a escolha pela Delegacia da Mulher da Zona Norte se deu pelo fato de a maioria dos casos de violência contra as mulheres acontecerem naquela região administrativa de Natal. Além disso, quase metade da população da ZN é do sexo feminino, segundo o Governo do Estado.

Juntas, aplicativo de Enfrentamento a Violência contra Mulher - Clique na imagem e acesse o aplicativo JUNTAS
Juntas, aplicativo de Enfrentamento a Violência contra Mulher – Clique na imagem e acesse o aplicativo JUNTAS

+ sobre o tema

Morre atriz de ‘Barrados no Baile’ Denise Dowse, aos 64 anos

A atriz da série norte-americana ‘Barrados no Baile’ e...

Católicas vão às ruas contra a aprovação da PEC 181/15

Ontem (08/11), em Comissão Especial da Câmara dos Deputados,...

Deputado neonazista bate em mulheres e corre o risco de parar na prisão

Neonazista do partido Amanhecer Dourado, o grego Ilias Kasidiaris...

para lembrar

STF: gestante com contrato temporário tem estabilidade e licença

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta...

Refugiadas e Mães: 5 histórias que vão te emocionar

Você provavelmente já sabe, mas não custa repetir: o...

Chance de homicídio de mulheres agredidas é 151 vezes maior

Os homicídios e suicídios correspondem a 83% das mortes...

A mulher negra e suas contribuições para o Brasil em pauta na Unesc

Encontro comemora o Dia Mundial da Mulher Negra Do Engeplus A...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=