‘Hoje cativeiro é favela’

Sambas das escolas do RJ e de SP falam da importância do negro na sociedade

Para quem ainda não entendeu que o Carnaval é muito mais que um simples festejo ou um feriado prolongado, segue um alerta de spoiler. Em 2022, muitos sambas das escolas do grupo especial do RJ e de SP contêm temas sobre a importância do negro na construção da sociedade brasileira.

São enredos que exaltam a religiosidade, a resiliência, a capacidade, a consciência e o orgulho negro. Em tempos de manifestações cada vez mais bizarras e frequentes de ódio racial, discriminação e preconceito, é uma bela resposta pública às agressões.

O samba da Beija-Flor levanta questões como a subalternidade, o extermínio e a constante suspeição a que pessoas negras estão sujeitas. É um show de realidade em forma de poesia, que, entre outras coisas, diz:

“A nobreza da corte é de ébano/Tem o mesmo sangue que o seu/Ergue o punho, exige igualdade/Traz de volta o que a história escondeu/(…)/Mas você não reconhece o que o negro construiu/(…)/E o meu povo ainda chora pelas balas de fuzil/Quem é sempre revistado é refém da acusação/(…)Por um novo nascimento, um levante, um compromisso/Retirando o pensamento da entrada de serviço”.

Paraíso do Tuiuti, Salgueiro, Mocidade, Grande Rio, Tijuca e Vila Isabel saúdam o conhecimento e a resistência negra. “Um dia meu irmão de cor/Chorou por uma falsa liberdade/(….)/Hoje cativeiro é favela/De herdeiros sentinelas/Da bala que marca, feito chibata”, diz o Salgueiro.

Gaviões da Fiel canta que “Esta terra é de quem tem mais/Conquistada através da dor”. Colorado do Brás traz a história da escritora Carolina Maria de Jesus, e Mocidade Alegre a da sambista Clementina de Jesus. E tem ainda os sambas da Vai-Vai, Águia de Ouro e Barroca Zona Sul.

O Carnaval, além de rica manifestação cultural, movimenta a economia e serve como período de reflexão sobre as mazelas do Brasil. Como diz o jornalista Rafael Moraes Moura, é uma forma de pôr o país no divã.

+ sobre o tema

Casa da Utopia na FLIP

O Instituto Casa da Utopia é uma organização voltada...

Elenco de ‘O Tempo Não Para’ visita quilombo durante preparação para a novela

Olívia Araújo e Maicon Rodrigues contam detalhes da experiência Do...

Kendrick Lamar ganha o prêmio Pulitzer de música por “DAMN.”

É a primeira vez que a honraria não foi...

Ídolos 2010: você sabe quem é Tamires Santana?

Tamires Cristina de Santana tem 20 anos de idade,...

para lembrar

Conselho de Segurança da ONU critica Congo por violações contra mulheres

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações...

Comunidade quilombola aguarda reconhecimento oficial

Por: Victor Hugo e Kátia Susanna   Único quilombo...

Criei um exército de armas harmônicas, diz presidente do bloco Ilú Obá de Min

Criado em 2005, bloco de Carnaval reúne 450 mulheres...

Quilombolas repudiam pacote de obras anunciado para o oeste do Pará

Os projetos, que incluem hidrelétrica no Rio Trombetas, extensão...
spot_imgspot_img

Mel Duarte celebra cinco anos do álbum “Mormaço – entre outras formas de calor” com apresentações gratuitas em São Paulo

A cantora, escritora, poeta, compositora e produtora cultural Mel Duarte, conhecida por sua brilhante performance de "spoken word", celebra o quinto aniversário do seu...

Jordan Peele faz anúncio misterioso nas redes sociais

Jordan Peele tem planos para outubro. Ele publicou uma foto com a data de 23 de outubro deste ano em fundo preto e não acrescentou...

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser vista, caso sua história venha a ser uma cinebiografia em algum momento do futuro. A cantora...
-+=