terça-feira, janeiro 26, 2021

Tag: escola de samba

Embaixada Copa Lord (Foto: Marco Santiago/ND)

Educação matemática no samba que faz escola

Que as escolas de samba nos presenteiam todo ano com o maior show da terra – como Didi e Mestrinho eternizaram no samba-enredo da União da Ilha do Governador em 1982 – já sabemos. Também sabemos que as agremiações são espaços de resistência e reinvenção, como bem sintetizaram Evandro Salles, Nei Lopes, Clarissa Diniz e Marcelo Campos. Sabemos, ainda, que o samba é um bonito modo de viver, como diz o poeta Nelson Sargento. Mas será que sabemos que as escolas de samba também são potentes espaços educativos, onde se desenvolvem práticas e aprendizagens (matemáticas)? Imagine se, para além do que já é sabido por todos, soubéssemos que uma escola de samba não se chama “escola” à toa? Que lá se aprende música, costura, economia, matemática, solidariedade… Lá se aprende a aprender e a ensinar! Imagine se soubéssemos que o desfile se constrói com gente muito comprometida, ...

Leia mais

“Muitos jovens negros da luta não sabem que suas pautas são as mesmas de Abdias há 40 anos”, diz André Rodrigues

A escolha de um dos maiores ativistas negros da história do Brasil, Abdias do Nascimento, para ser tema do enredo da Mocidade Unida da Mooca (MuM) está ajudando a transformar o papel da escola de samba no Brasil. O samba-enredo A Ópera Negra de Abdias Nascimento faz ecoar a voz de um dos maiores ativistas dos direitos humanos no país, ressaltando seu importantíssimo legado como poeta, escritor, dramaturgo e defensor das populações afrodescendentes. Foto: Guilherme Otero A coluna Geledés no debate entrevistou o carnavalesco carioca André Rodrigues, criador do samba-enredo, que destacou a relevância de se falar sobre Abdias Nascimento no atual momento do país. Geledés - Como se tornou um carnavalesco e qual a sua relação com as causas do movimento negro? Sou filho de empregada doméstica e desde os 15 anos de idade trabalho com escolas de sambas do Rio, prestando assistência na Grande ...

Leia mais
Imagem- Extra Globo

Neguinho da Beija-Flor denuncia racismo: ‘O cachê do branco é R$ 350 mil, e me oferecem R$ 25 mil’

O ano era 1975. Mais precisamente, 1º de junho. Rejeitado pelas quatro grandes escolas da época (Império Serrano, Mangueira, Portela e Salgueiro), Neguinho da Vala, puxador de um bloco carnavalesco em Nova Iguaçu (na Baixada Fluminense), bate à porta do Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, uma agremiação na fila para se tornar uma potência do carnaval carioca. Chamado pelo patrono da escola, o bicheiro Anísio Abraão, ele tinha a desafiadora missão de integrar a ala dos compositores e criar o samba-enredo de 1976. Não deu outra! Inspirado e animado com a possibilidade de uma nova vida, o franzino rapaz sonhou com rei, e o resultado você sabe qual é. Deu leão! Assim, exaltando o jogo do bicho, Neguinho se tornou da Beija-Flor há 43 anos e ajudou a escola a abocanhar o título com o desfile “Sonhar com rei dá leão”. Hoje, aos 70 anos, completados ontem ...

Leia mais
Marielle está mais viva do que nunca! (Foto: © SPUTNIK / PAULA MAGALHÃES)

Campeã absoluta, Mangueira exalta Brasil que não te ensinaram na escola

Marielle, vive! Aceita. Dói menos. Pouco mais de uma semana antes de completar um ano desde o assassinato da quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro, a Estação Primeira de Mangueira, fez novamente, ecoar a pergunta. Quem matou e quem mandou matar Marielle? A simbologia representada pela cria da favela da Maré foi o ponto de partida para um desfile sobre o Brasil de verdade. Negro, índio e cafuzo. O Brasil alvo insistente dos coturnos do apagamento. Vencedora do Estandarte de Ouro – oferecido pelo jornal O Globo para a melhor escola do Grupo Especial em 2019, a verde e rosa recontou a história do país chocolate mel trazendo consigo heróis da resistência negra e indígena. Esqueça Pedro Álvares Cabral, a família real portuguesa, os Bandeirantes de São Paulo, Princesa Isabel (viu, Vila?), na Sapucaí reinaram reis e rainhas negras e indígenas.  História para Ninar Gente Grande, assinado pelo carnavalesco Leandro Vieira, revelou a potência de símbolos ignoradas ou ...

Leia mais

Os 10 momentos mais politizados da história dos desfiles de escolas de samba do Rio

Como a maior festa popular do país, o carnaval é naturalmente visto como espelho e metáfora das duras realidades sociais e políticas do Brasil. Não é por acaso, portanto, que tantos pensadores partam da festa para pensar as singularidades e profundidades da identidade brasileira. Tendo muitas de suas origens enraizadas na cultura africana e negra, e acontecendo em um país de tradição racista e escravocrata como o Brasil, pensar o carnaval separado da política é impossível. Racismo, exploração, escravidão, desigualdade e luta – todos esses são temas necessariamente presentes, direta ou indiretamente, nos carnavais e desfiles. Por Vitor Paiva, Do Hypesnese Desde seu início a festa já foi muitas vezes perseguida, censurada, reprimida, adiada, até cancelada – mas nunca foi vencida. E o mesmo já ocorreu em sua mais celebrada e reconhecida manifestação: o desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Se o desfile reúne agremiações, profissionais e participantes ...

Leia mais
Tulio Thome/MS Fotos

Mestre Martinho da Vila ganha Biografia

Martinho da Vila chegou com seu jeito devagar, devagarinho no lançamento de sua biografia ontem (quarta-feira, 12/12) na Livraria da Travessa – Ipanema, no Rio. O livro ‘Martinho da Vila – Reflexos no Espelho’ foi escrito pela pesquisadora Helena Theodoro e publicado pela Pallas Editora, no ano em que o compositor está completando 80 anos. Um dos méritos da obra é situar o compositor não apenas como um artista, mas também como intelectual. por Geisa Souto enviado para o Portal Geledés Helena Theodoro e Martinho da Vila  (Foto: Tulio Thome/MS Fotos) “Estou me sentindo numa posição desconfortável. Gosto de receber homenagens, mas quando estou presente não sei o que fazer”, confessou Martinho. Ele disse ainda que estava muito feliz: “não apenas por mim, ‘por estar dentro do livro’, mas também pela Helena. Há 30 anos ela disse que queria escrever um livro que falasse sobre mim, confessou ...

Leia mais

Padre consegue vaga de passista na Grande Rio

Depois de muita oração e aulas de samba no pé, a graça foi alcançada. Padre Bráulio Francisco Tibúrcio, de 41 anos, conseguiu a tão sonhada vaga de passista na Grande Rio e vai desfilar na ala neste carnaval. O religioso participava com outros 15 rapazes de uma disputa para cinco vagas. Fonte: EXTRA — A oração faz parte da minha vida. Sempre recorro nesses momentos importantes, principalmente, com a ajuda do meu intercessor que é São Jorge. Acho que fui escolhido por mérito, por causa do meu esforço. Fiquei muito feliz que a escola reconheceu isso — disse o sacerdote. Desde que sua história foi divulgada, padre Bráulio recebeu diversas mensagens de apoio de fiéis e até de colegas de batina — alguns, segundo ele, chegaram a elogiar sua coragem e revelaram desejo de desfilar. O religioso agora terá que aumentar a sua carga de compromissos com a tricolor caxiense. ...

Leia mais
José Ricardo D' Almeida - Onde estão os negros para o desfile de Carnaval?

José Ricardo D’ Almeida – Onde estão os negros para o desfile de Carnaval?

O carnaval já não é mais o mesmo, faz tempo! Nos últimos anos as Escolas de Samba tem encontrado cada vez maior dificuldade para terem um número de negros em seus desfiles que não as deixem com cara de escola de samba do Brasil na Europa ameaçando a autenticidade do espetáculo por aqui. O Carnaval do Rio é há muito tempo é uma festa para o turista nacional e internacional como acontece em Salvador que também transformou seu carnaval em espetáculo para o turismo. O samba no Rio de Janeiro e as escolas de samba foram criadas como frentes de resistência política, de luta cultural e para o desenvolvimento social do negro contra o racismo no início do século XX. Desde logo, a mídia se transforma num aliado ambíguo que legitima o protagonismo negro e sua expressão social por meio do apoio e da divulgação dos desfiles, mas que vai ...

Leia mais
img_ju432-12a

Sambar com fé

  O samba, quem diria, constitui um importante eixo simbólico que promove a conexão entre dois espaços aparentemente opostos e contraditórios: as escolas de samba e as igrejas evangélicas. A constatação foi feita pela antropóloga Kelly Adriano de Oliveira, que acaba de defender a tese de doutorado "Deslocamentos entre o samba e a fé - Um olhar para gênero, raça, cor, corpo e religiosidade na produção de diferenças". O trabalho, apresentado no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, investigou a maneira como rainhas, musas, madrinhas e princesas de bateria de escolas de samba percebem e discutem as questões relativas ao estereótipo da mulata, normalmente associado à sexualidade, sensualidade e sedução. "A questão da religiosidade, que não estava prevista num primeiro momento, acabou surgindo como um elemento que permeia de alguma forma todos esses temas", afirma a pesquisadora, que foi orientada pela professora Mariza Corrêa. Fonte: Jornal da ...

Leia mais
movi

História recente dez anos dos movimentos negros

Hamilton Cardoso Há uma década, apenas, em 1978 os movimentos negros travaram, principalmente na cidade de São Paulo, o seguinte debate: o que fazer, no dia 13 de Maio, data da abolição da escravatura? Hoje o debate pertence a toda sociedade. A Globo, por exemplo, diz Axé. Na época, duas tendências da esquerda digladiavam-se, ao mesmo tempo que se contrapunham ao setor mais tradicional, favorável a comemorações da abolição. Uma delas queria uma postura passiva: "não devemos fazer nada, no dia 13", diziam. "Não devemos, sequer trabalhar". A outra queria uma denúncia ativa, com ampla participação, sob forma de protesto, de todas atividades comemorativas. Os ativistas partiam de algumas premissas: uma delas era o reconhecimento de que, independente da reflexão ou do caráter da abolição decretada no Brasil, a maior parte da população negra sempre comemorou no candomblé e na umbanda, nas congadas e escolas de samba e outras entidades ...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist