Enredo e Samba: Beija-Flor convoca a todos para refletir sobre as questões urgentes de apoio à negritude

Carnavalesco Alexandre Louzada propõe um resgate de personagens pretos e de seus feitos de grande importância para a sociedade e que foram apagados pelos colonizadores europeus.

Beija-Flor de Nilópolis vai convocar a todos para refletir sobre as questões urgentes de apoio à negritude, na Sapucaí. Com o enredo “Empretecer o pensamento é ouvir da voz da Beija-Flor”, a escola luta para que a história de personagens negros, como Selminha Sorriso, Claudinho, Neguinho da Beija-flor Pinah, Laíla, gente da própria escola, não seja esquecida.

O enredo, segundo o carnavalesco Alexandre Louzada, é a proposta de um retorno às origens da civilização para que as pessoas possam ter noção da origem brilhante que o povo preto teve. E que foi apagada pela colonização europeia. Uma oportunidade para discutir e levar à reflexão sobre questões urgentes de apoio à negritude.

“O Egito não era como Hollywood mostrou, com Elizabeth Taylor. O Egito era negro. Foram os negros que construíram as pirâmides, a grande Biblioteca do Mali. A filosofia também nasceu na África e teve grandes artistas. Quando a gente propõe essa volta ao passado para resgatar sua origem, a gente começa a construir uma nova consciência. Empretecer o pensamento de até mesmo alguns negros que não têm noção da sua verdadeira história pelo apagamento que a colonização e a civilização branca impôs”, disse Louzada.

A porta-bandeira Selminha Sorriso, por exemplo, diz que tem orgulho de sua história.

“O samba me deu todas as oportunidades que eu sonhei. E hoje tenho gratidão por ser uma mulher preta, ex-moradora de comunidade, bacharel em direito, 1º sargento do Corpo de Bombeiros, mãe de um jovem. E porta-bandeira dessa escola de samba, que é uma escola de vida, que é a Beija-Flor de Nilópolis”, disse Selminha.

O enredo se propõe a dar destaque à verdadeira história dos negros e abordar questões urgentes de apoio à negritude, com seus personagens, na luta contra o preconceito, mostrando que ainda há muita desigualdade a ser vencida. E a Beija-Flor, como escola que tem grande participação da comunidade, quer começar, por exemplo, a enaltecer seus próprios heróis negros, como explica o diretor de criação André Rodrigues.

“O Cabana é um músico, um intelectual da música e do samba dos anos 1940, mas que principalmente vai ser um dos fundadores da Beija-Flor de Nilópolis. Ele vai reunir aqui na Baixada Fluminense, uma quantidade de negros embaixo de uma bandeira azul e branca. A partir desse momento, nesse enredo que a Beija-Flor começa a falar sobre Cabana e a importância da intelectualidade dele, como um homem que não é reconhecido, como vários sambistas não são reconhecidos como intelectuais, ela traz para si a responsabilidade de apresentar esse homem para o mundo. Ele ergueu a escola e hoje está sendo homenageado no desfile”, disse Rodrigues.

A porta-bandeira Selminha Sorriso, que tem uma projeto social para crianças na Beija-Flor, diz que é importante que as crianças entendam quem foi Cabana, Pinah, Neguinho da Beija-Flor, pessoas pretas que contribuíram não só para o samba, mas para a formação de Nilópolis.

“Nosso enredo é uma luta para que essas histórias não sejam contadas de formas diferentes para que os personagens não sejam esquecidos ao longo dos anos e que haja respeito e a educação é o grande viés para que isso aconteça: o respeito, a cidadania, a reparação. Eu sou sambista, eu sou brasileira, eu sou carioca, eu sou preta”, disse a porta-bandeira Selminha Sorriso.

+ sobre o tema

Pinacoteca abre exposição só com obras de artistas negros

Qual a exposição? “Territórios: Artistas Afrodescendentes no Acervo da Pinacoteca”,...

Hoje na História, 1935, nascia Lélia Gonzalez

Lélia Gonzalez nasceu em 1º de fevereiro de 1935,...

The lack of black faces in the crowds shows Brazil is no true rainbow nation

The World Cup was supposed to show Brazil's cultural...

Dia da Consciência Negra: conheça roteiro afro em São Paulo

Assim como os negros invisíveis que, por séculos, ajudaram...

para lembrar

Cidade de Chicago retira estátuas de Cristóvão Colombo após protestos

O gabinete da prefeita da cidade informou em comunicado...

Lupita Nyong’o é eleita a mulher do ano pela a revista Glamour

Depois de ser eleita a mulher mais bonita do ano...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

NICHO 54 lança publicação inédita que investiga a história do Cinema Negro no Brasil 

Pesquisa que mapeou e consolidou dados sobre filmes produzidos por pessoas negras no Brasil de 1949 a 2022 encontrou 1.104 obras; 83% de toda...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...
-+=