Guest Post »
Identidades, branquitude e pertencimento, Maria Lúcia da Silva

Identidades, branquitude e pertencimento, Maria Lúcia da Silva

Redefinir a questão racial, atribuindo-lhe o lugar das experiências cotidianas e pensar como o olhar do outro influencia a concepção dos indivíduos, estes foram os desafios do segundo encontro do curso Educação, Relações Raciais e Direitos Humanos, que trouxe ao debate os temas identidades negras, branquitude e pertencimento racial.

A psicóloga e psicoterapeuta Maria Lúcia da Silva, do Instituto AMMA Psique e Negritude, afastando-se da prática de teorização da temática racial, estimulou os/as participantes a pensarem em suas experiências relacionadas à discriminação. 

“Em um grupo diverso — composto por brancos, negros, homens e mulheres — nós pudemos perceber que as humilhações foram de toda ordem, do ponto de vista do gênero, racial, de condição social, ou porte físico”, comenta a psicoterapeuta.

Confira como foi estruturada tal atividade nesta entrevista! E não deixe de visitar o site da formação:http://www.acaoeducativa.org.br/fdh/

 

Veja também

Pesquisadora do Instituto de Psicologia da USP mostra a resistência do racismo no Brasil

Eu, mulher, psicóloga e negra

Ser vítima de racismo assemelha-se a experiência de viver uma situação traumática, diz pesquisa

 

População Negra, Racismo e Sofrimento Psíquico

 

 

Escreva um comentário e participe!

Related posts