Instituto Avon lança Fundo Fale sem Medo para apoiar ações de enfrentamento à violência doméstica contra as mulheres

Instituto Avon e o ELAS – Fundo de Investimento Social unem-se para a primeira seleção nacional de projetos a serem apoiados financeiramente com recursos do Fundo Fale sem Medo, contando com o apoio institucional da ONU Mulheres Brasil e estratégico da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. O fundo tem como objetivo apoiar ações de grupos e organizações da sociedade civil que trabalham para o enfrentamento da violência doméstica contra a mulher. A parceria estratégica para a causa une a experiência com o movimento social dentro do país adquirido pelo ELAS ao longo de 12 anos de trabalho e apoio a mais de 250 organizações e grupos de mulheres em prol de ações voltadas para os direitos humanos das mulheres, e a força de ação e de arrecadação do Instituto Avon, por meio da  campanha global da Avon Fale sem medo – não à violência doméstica, que tem direcionado recursos importantes para a causa nos últimos anos.

A campanha Fale Sem Medo foi lançada globalmente em 2004 e implantada no Brasil em 2008, sob a coordenação do Instituto Avon. Desde então, foram direcionados mais de R$ 7 milhões para projetos, em todo o país, que visam a erradicação da violência doméstica contra a mulher, atuando especialmente na disseminação de informação sobre o que é a violência doméstica, os alcances e as possibilidades da Lei Maria da Penha e o serviço Ligue 180, que orienta mulheres vítimas de violência, em todo o Brasil.

O objetivo dessa campanha é promover a erradicação da violência contra as mulheres por meio de apoio a leis e ações que atuem nesse sentido, assim como promover a disseminação de informação sobre o tema e inspirar debates que levem a reflexões e construção de políticas para acabar com a violência contra a mulher.

Os recursos para essa campanha são obtidos por meio de doação direta da Avon, direcionando para a causa 7% dos valores dos cosméticos que apoiam a causa, vendidos nos folhetos de produtos da marca, e por meio da doação de consumidores, ao adquirirem itens da linha de acessórios criados especialmente para arrecadar fundos para a campanha. Os cosméticos e os acessórios são oferecidos por mais de 1,5 milhão de revendedores autônomos de produtos Avon em todo o país.

FUNDO FALE SEM MEDO

O Instituto Avon e o ELAS – Fundo de Investimento Social unem-se para a primeira seleção nacional de projetos a serem apoiados financeiramente com recursos do Fundo Fale sem Medo, contando com o apoio institucional da ONU Mulheres Brasil e estratégico da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. O fundo tem como objetivo apoiar ações de grupos e organizações da sociedade civil que trabalham para o enfrentamento da violência doméstica contra a mulher. A parceria estratégica para a causa une a experiência com o movimento social dentro do país adquirido pelo ELAS ao longo de 12 anos de trabalho e apoio a mais de 250 organizações e grupos de mulheres em prol de ações voltadas para os direitos humanos das mulheres, e a força de ação e de arrecadação do Instituto Avon, por meio da  campanha global da Avon Fale sem medo – não à violência doméstica, que tem direcionado recursos importantes para a causa nos últimos anos.

A campanha Fale Sem Medo foi lançada globalmente em 2004 e implantada no Brasil em 2008, sob a coordenação do Instituto Avon. Desde então, foram direcionados mais de R$ 7 milhões para projetos, em todo o país, que visam a erradicação da violência doméstica contra a mulher, atuando especialmente na disseminação de informação sobre o que é a violência doméstica, os alcances e as possibilidades da Lei Maria da Penha e o serviço Ligue 180, que orienta mulheres vítimas de violência, em todo o Brasil.

O objetivo dessa campanha é promover a erradicação da violência contra as mulheres por meio de apoio a leis e ações que atuem nesse sentido, assim como promover a disseminação de informação sobre o tema e inspirar debates que levem a reflexões e construção de políticas para acabar com a violência contra a mulher.

Os recursos para essa campanha são obtidos por meio de doação direta da Avon, direcionando para a causa 7% dos valores dos cosméticos que apoiam a causa, vendidos nos folhetos de produtos da marca, e por meio da doação de consumidores, ao adquirirem itens da linha de acessórios criados especialmente para arrecadar fundos para a campanha. Os cosméticos e os acessórios são oferecidos por mais de 1,5 milhão de revendedores autônomos de produtos Avon em todo o país.

Como a maior empresa de venda direta de cosméticos, presente em mais de 100 países, com mais de 6 milhões de revendedores autônomos, a Avon adquiriu globalmente a experiência de conectar as pessoas em rede, e tem aproveitado esse potencial na divulgação da campanha Fale Sem Medo, não à violência doméstica. Ao lançar o edital em parceria com o ELAS, abre-se um enorme potencial para construção de uma nova cultura da doação. Significa o apoio a inúmeras ações que serão realizadas por grupos e organizações de mulheres no enfrentamento da violência doméstica, provocando mudanças sociais nas suas realidades locais e consequentemente no país. A parceria entre ambas as instituições representa também infinitas oportunidades de transformação social, pela multiplicação de informações e ações sobre o fim da violência doméstica, além da interlocução entre esses diversos atores.

O Instituto Avon, em parceria com o ELAS, lança o Fundo Fale Sem Medo, que tem abrangência nacional. Serão investidos, na sua totalidade, mais de 3 milhões de reais visando o fim da violência doméstica, com a seleção de 30 projetos em todo o Brasil. A iniciativa é parte da campanha global da Avon Fale sem Medo – não à violência doméstica.

Objetivo Geral

Fortalecer institucionalmente por meio do apoio financeiro, de capacitação e de acompanhamento, grupos e organizações que desenvolvam iniciativas com enfoque no direito humano das mulheres a uma vida sem violência doméstica, com segurança, liberdade, paz e saúde.

Fonte: Compromisso e Atitude

+ sobre o tema

Leia o discurso de Sueli Carneiro no Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS)

Bom dia a todas, todos e todes. Sr. Presidente, Brasileiras e...

10 livros imperdíveis sobre vivência lésbica (escritos por lésbicas!)

De poesia a romance, passando pelos contos, conheça ótimos...

Cem mil trabalhadoras rurais pedem apoio para marchar em Brasília

A sexta marcha das Margaridas está na fase final...

A cultura do estupro e o “estupro culposo”

Nos últimos dias ganhou grande repercussão o caso do...

para lembrar

Estudante cabo-verdiana é assassinada no Brasil

Namorado, de nacionalidade brasileira, poderá ser o autor do...

Médicos Sem Fronteiras reconhecem 24 casos de assédio e abuso sexual em 2017

A organização de ajuda humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF)...

Feminícidio ou sobre os homens que não amam as mulheres (por Misiara Oliveira)

Há um fenômeno histórico que cresce no Brasil, fruto...
spot_imgspot_img

Elogio ao estupro e ódio às mulheres

Nem sempre é fácil dizer o óbvio. Mesmo porque, quando essa necessidade se impõe é fundamental entender as razões que estão por trás dela. Mas...

Angela Davis: “O desafio é manter a esperança quando não vemos sinais”

Angela Davis, filósofa professora americana, é como uma estrela de rock do ativismo pelos direitos humanos e do movimento negro. Sua popularidade atravessa gerações...

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...
-+=