Itamaraty vai verificar se 113 candidatos a diplomatas são negros tal como disseram

Eles fizeram a autodeclaração durante a inscrição para o concurso promovido pelo ministério

por Murilo Ramos no Época

Entre sexta-feira (2) e domingo (4), o Ministério das Relações Exteriores vai verificar, em Brasília, se 113 candidatos a cargos de diplomatas são negros de fato conforme declaração que fizeram durante a inscrição no concurso.  Eles pleiteam ingressar na carreira por meio do sistema de cotas. A averiguação do Itamaraty é uma resposta a declarações falsas feitas por candidatos em provas do Itamaraty realizadas anteriormente. No ano passado, a ONG Educação e Cidadania a Afrodescendentes e Carentes (Educafro) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo que tal verificação fosse efetivada.

A procuradora da República Ana Carolina Roman, que atuou no caso, entende que o fenótipo deve ser levado em conta no momento da verificação pela comissão julgadora – e não apenas a genética. “(Ser negro) Envolve a textura do cabelo, nariz, boca. Há outras feições que farão com que se tenha o mínimo de certeza. Nos casos de dúvida muito extrema não há solução: a autodeclaração terá de valer para alguma coisa”, disse, no ano passado, a EXPRESSO.

+ sobre o tema

Show de Ludmilla no Coachella tem anúncio de Beyoncé e beijo em Brunna Gonçalves; veja como foi

Os fãs de Ludmilla já estavam em polvorosa nas redes sociais...

Geledés faz em Santiago evento paralelo para discutir enfrentamento ao racismo nos ODS

Geledés - Instituto da Mulher Negra realiza, de forma...

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços,...

As mulheres que se rebelam contra venda de meninas para casamentos no México

Inicialmente, Claudia* não havia pedido dinheiro em troca da...

para lembrar

Ação na Justiça pede indenização da União à população negra por racismo estrutural

A Fundação Educafro entrou com uma ação civil pública...

Universidade opressora, não passará e nem calará – Por Stephanie Ribeiro

Única mulher, negra e bolsista da PUC-Campinas no curso...

Confissões de um cotista

Desde que o Brasil é Brasil – e a...

ECA-USP adota cotas raciais

Cursos como jornalismo e editoração vão receber estudantes cotistas em...
spot_imgspot_img

O Brasil branco é um produto de cotas

Quem observa a oposição às cotas raciais nas universidades e no serviço público é capaz de pensar que o Brasil nunca adotou cotas anteriormente. Errado. O...

Folha ignora evidências favoráveis às cotas raciais

Na quinta-feira (7), pela oitava vez, esta Folha publicou um editorial ("Cotas sociais, não raciais") explicitando sua posição ideológica sobre as cotas raciais, negando os evidentes resultados...

Reitor da USP repudia ataques a cotas; veja entrevista

Os comitês que decidem quais alunos podem entrar nas universidades por meio das cotas raciais passaram por uma série de polêmicas nos últimos dias...
-+=