Jamie Foxx produzirá série limitada sobre vida de Marvin Gaye

“A história dele sempre me fascinou”, diz o ator

Por Rolling Stone Do Rolling Stone

Jamie Foxx irá transformar a brilhante e trágica trajetória pessoal e profissional de Marvin Gaye em uma série limitada para televisão. Ao lado de Suzanne de Passe e Madison Jones, da Passe Jones Entertainment, o ator norte-americano produzirá o projeto.

“Sempre fui um grande fã a minha vida toda. A genialidade da música dele é incomparável”, disse Foxx em um comunicado. “A história de Marvin Gaye sempre me fascinou.”

Berry Gordy Jr., fundador da Motown e responsável por assinar em 1961 o contrato de Gaye à lendária gravadora de Detroit, deu uma espécie de aval simbólico à produção da série: “Marvin era o artista mais verdadeiro que já conheci”, disse ao The Hollywood Reporter. “Estou confiante de que essa é a equipe certa para tornar pública a história dele de uma maneira autêntica e convincente.”

Como parte da Motown, Gaye encontrou sucesso comercial ao encarnar uma persona musical romântica, cantando em duetos com gente como Mary Wells e Tammi Terrell. Posteriormente, ele passaria a explorar temas como questões sociais e sexuais em alguns dos seus LPs, o que aconteceu com What’s Going On (1971) e Let’s Get It On (1973), respectivamente.

Depois de uma decaída comercial no fim da década de 1970, Gaye reencontrou o sucesso com Midnight Love (1982) que traz o hit “Sexual Healing”. Mas a história do músico terminou tragicamente em 1984, quando ele foi assassinado, aos 44 anos, pelo próprio pai.

Muitos atores, músicos e cineastas tentaram conseguir autorização para produzir uma biografia audiovisual do cantor. No entanto, Foxx foi o primeiro a ser autorizado pela família do cantor e compositor. “Esse projeto será uma forma poderosa e definitiva de contar a trajetória de Gaye”, disse Marvin Gaye III, filho do músico, que também será um dos produtores executivos do trabalho.

Suzanne produziu anteriormente diversos filmes e especiais televisivos sobre a história da Motown, como o documentário de mais de duas horas Motown 25: Yesterday, Today, Forever, de 1983, e também Motown 40: The Music Is Forever (1998). Ela e Madison estão discutindo com a Sony/ATV, que detém os direitos autorais de todas as músicas de Gaye, sobre quais canções poderão ser usadas na série.

img-1039462-realeza-da-soul-music

img-1032350-marvin-gaye-e-sly-stone-se-reinventam-1971

img-1011379-pr-jamie-foxx

+ sobre o tema

ITGIRLS: JULIA SARR-JAMOIS

A editora de moda da I-D (uma das revistas mais descoladas que tem...

Beluce Bellucci: A nova conjuntura africana

A virada do milênio representa uma virada na...

ALBA decide consolidar soberania e avançar para o socialismo

Caracas, 20 abr (Prensa Latina) Os países da Aliança...

Vígilia pela libertação dos jovens angolanos pró-democracia

O escritor José Eduardo Agualusa e várias associações convocaram...

para lembrar

Maria d’Apparecida cantora lírica brasileira ganha biografia

A história de Maria d’Apparecida tinha tudo para se...

Livro analisa o processo escravagista brasileiro

Uma publicação que sintetiza, com riquezas de detalhes, a...
spot_imgspot_img

Jordan Peele faz anúncio misterioso nas redes sociais

Jordan Peele tem planos para outubro. Ele publicou uma foto com a data de 23 de outubro deste ano em fundo preto e não acrescentou...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...
-+=