Justiça concede liberdade a professor preso após filmar abordagem de PMs no Rio

O professor de artes cênicas, Lucas da Silva Nascimento, de 31 anos, preso neste domingo na Lapa, no Centro do Rio pode ser solto a qualquer momento. Ele teve liberdade provisória concedida, após a audiência de custódia realizada nesta segunda-feira na Central de Audiência de Custódia, em Benfica, na Zona Norte do Rio.

Por Marcos Nunes, do Extra 

O ator e professor de artes cênicas Lucas da Silva Nascimento Foto: Retirada do site Extra

A informação foi confirmada pelo advogado Aldo Júnior, que defende Lucas. Segundo Aldo, uma cópia da prisão em flagrante chegou à central e a audiência pôde ter sido feita ainda nesta segunda-feira. A liberdade foi concedida pelo juiz de plantão Pedro Ivo Martins Caruso D’ippólito.

— Foi uma vitória. O juiz entendeu que a prisão era desnecessária e excessiva — afirmou o advogado de Lucas.

Entenda o caso

Lucas Nascimento foi preso por policiais militares no Centro do Rio, após filmar uma abordagem feita por quatro PMs a dois rapazes. De acordo com amigos do professor, ele foi imobilizado com um golpe conhecido como mata-leão, logo após os suspeitos terem fugido. Levado para a 5ª DP (Gomes Freire), o professor — que trabalha na rede municipal do Rio — foi autuado em flagrante por facilitação de fuga, desacato e injúria racial.

Um vídeo que mostra o momento em que o professor foi preso circula em redes sociais. Nas imagens, é possível ver um dos PMs segurando Lucas pelo pescoço. Em seguida, ele cai. Outros policiais se aproximam e um deles algema o professor.

Procurada, a Polícia Militar informou, em nota, que os policias foram chamados para localizar dois suspeitos de portarem drogas e que um homem que teria auxiliado na fuga foi abordado, tendo insultado os agentes e oferecido resistência:

“Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na tarde de domingo (23/02), policiais militares do 5ºBPM (Praça da Harmonia) em patrulhamento pela Avenida Gomes Freire, no Centro da cidade do Rio, foram acionados por transeuntes informando sobre dois indivíduos com material entorpecente naquela via. Os policiais iniciaram buscas e, na ação, um homem que teria auxiliado na fuga destes dois indivíduos foi abordado, tendo proferido insultos e oferecido resistência na condução à delegacia. Ocorrência encaminhada para a 5ª DP.”

+ sobre o tema

Qual Natal queremos celebrar e comemorar

O que você quer ganhar no Natal, este ano? As...

Nova música de Tom Morello faz parte de campanha contra o racismo

"Marching On Ferguson" mostra apoio do músico a comunidades...

Atriz recusou papel em Pantera Negra por não ter pele escura o bastante

A atriz Amandla Stenberg, mais conhecida por seus papéis em...

Norte-americanos brancos se unem aos protestos contra o racismo

Cada dia mais americanos brancos se unem aos protestos...

para lembrar

BA: Homicídio de jovens negros aumenta mais de 300% em oito anos

Na última quinta-feira (29/11), o Centro Brasileiro de Estudos...

“Vítimas são culpadas pela violência policial até que se prove o contrário”

Parte das mortes cometidas por agentes do Estado durante o...

Uma chacina permanente

As 28 execuções no Jacarezinho não são uma exceção....

“Ninguém nasce odiando, para ser racista é preciso ter o aprendizado do ódio”

As educações que ensinam o racismo por Ricardo Alexandre Correa...
spot_imgspot_img

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...
-+=