Livro sobre Ogum orixá guerreiro e lançado por sociólogo

Autor de obras de referência sobre sociologia das religiões, Reginaldo Prandi analisa os mitos envolvendo o deus do ferro dos iorubás

Na Folha de São Paulo

O escritor e sociólogo Reginaldo Prandi em sua casa, em São Paulo – Foto: Zanone Fraissa/Folhapress

Autor de uma vasta obra de referência sobre sociologia das religiões, em especial as de origem africana, o sociólogo Reginaldo Prandi lança nesta terça-feira (3) em São Paulo o livro “Ogum”, no qual analisa os mitos envolvendo o orixá guerreiro.

“Ogum é visto, por um lado, como um orixá guerreiro, sanguinário, cruel, instável, dominador e impaciente. Por outro, é aquele que abre os caminhos, mostra novas oportunidades, propicia a força necessária nas disputas e dificuldades do dia a dia”, escreve Prandi no livro.

“É aquele que nos dá os instrumentos materiais necessários à̀ nossa sobrevivência, que garante a nossa segurança e vence por nós as nossas guerras. Ogum é também protagonista de mitos que falam de amores e paixões carnais —e chega ao ponto de ir à guerra por amor”, afirma o sociólogo.

O novo livro integra a coleção Orixás, da editora Pallas, que chega a 11 títulos com o lançamento de “Ogum” e de “Iemanjá”, do sociólogo Armando Vallado. Já foram retratados Exu, Iansã, Iroco, Logunedé, Nanã, Oxum, Obá, Euá e Xangô.

Prandi lembra que o tráfico de escravos da África para as Américas teve como consequência um certo “contrabando cultural”, sendo Ogum, deus do ferro para os iorubás, “um desses tijolos que alicerçaram a construção do Brasil moderno”.

O universo dos orixás é terreno conhecido de Prandi. Em obras anteriores, o professor aposentado de sociologia na USP tratou de apresentá-lo para leitores jovens e adultos.

Reuniu 301 relatos mitológicos sobre a religião no best-seller “Mitologia dos Orixás”, publicado em 2000 pela Companhia das Letras, e venceu o prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil em 2003 por “Ifá, o Adivinho” (Companhia das Letrinhas).

OGUM: CAÇADOR, AGRICULTOR, FERREIRO, TRABALHADOR E REI

Quando: Nesta terça (3), às 19h
Onde: Livraria da Travessa, r. dos Pinheiros, 513, Pinheiros, São Paulo. Grátis
Preço: R$ 33 (176 págs.)
Autor: Reginaldo Prandi
Editora: Pallas

+ sobre o tema

Lázaro Ramos não renova contrato e deixa Globo após 18 anos

Em comum acordo, Lázaro Ramos e a TV Globo...

Regina Advento

A DANÇARINA Marten Vanden Abeele (foto). A Sagração da Primavera....

Benjamim de Oliveira: O primeiro palhaço negro do Brasil

Benjamim significa o filho da felicidade e Benjamim de...

Com resistência negra, Aparelha Luzia é o melhor espaço cultural de 2016

Aparelha Luzia reúne gente inteligente no centro paulistano Fonte: Blog...

para lembrar

África e Europa: Naufrágio da dignidade humana

O Continente Africano foi por muitos séculos, e ainda...

Atriz Octavia Spencer fecha sessão pra famílias de baixa renda assistirem filme sobre negras que revolucionaram a NASA

O filme “Estrelas Além do Tempo” conta a história de três mulheres...

A história de luta e força das mulheres do quilombo de Ivaporunduva

No quilombo de Ivaporunduva as mulheres têm o papel...

Google abrirá primeiro centro de inteligência artificial na África

Acra, capital de Gana, reunirá pesquisadores que desenvolverão técnicas...
spot_imgspot_img

Jordan Peele faz anúncio misterioso nas redes sociais

Jordan Peele tem planos para outubro. Ele publicou uma foto com a data de 23 de outubro deste ano em fundo preto e não acrescentou...

Gilberto Gil é homenageado na Uerj por contribuições culturais ao país

Cantor, compositor, escritor, produtor musical, imortal da Academia Brasileira de Letras, ex-ministro da Cultura. Dono de vários talentos e posições, Gilberto Gil ganhou nesta...

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...
-+=