Livros de mulheres que assinaram com pseudônimos masculinos são relançados

Obras tiveram capas recriadas para incluir nomes das autoras que, por preconceito da época, tiveram que assinar com nomes de homens

Por muitos anos, mulheres não puderam assinar seus livros. Não era aceito pela família, bem visto pela sociedade ou, simplesmente, não venderia. Por isso, usavam nomes masculinos. O projeto Original Writers, feito em parceria com HP, tenta corrigir uma parte desse erro histórico criando novas capas para livros com o nome das autoras.

Entre os livros selecionados, clássicos franceses, como Valetine, escrito por Amandine Dupin, que assinava como George Sand; A Filha do Bosque, escrito por Eugénie-Caroline Saffray, que assinava como Raoul de Navery. A lista completa pode ser conferida aqui.

Eles incentivam a impressão das capas para usá-las em bibliotecas pelo mundo, substituindo as antigas.

Imagens: HP/Reprodução

+ sobre o tema

Culpa materna: por que ainda damos ouvidos a esse monstro?

A culpa nos relega ao posto esperado para as...

Laudelina, o aplicativo da Trabalhadora Doméstica

#nãobaixeacabeçabaixeoapp É com muito orgulho que apresentamos a campanha...

A burguesia sem charme, sem finesse, machista e despudorada

“Eu não vou me deixar atemorizar por xingamentos que...

Nota de solidariedade da CUT a Luiza Bairros

  Secretaria de Mulheres e Secretaria Nacional de...

para lembrar

As empregadas e a escravidão – por Urariano Mota

Por caminhos tortos, Joaquim Nabuco teve uma das suas...

Para se apaixonar por quem quer que seja, faça isso

Escritora narra no 'The New York Times' como colocou...

Professora pede para criança de 4 anos prender ou alisar o cabelo

Educadora disse que "as crianças não estavam se adaptando"...

40 anos com Leci Brandão

Numa manhã gripada de julho, caminho pela primeira vez...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=