domingo, novembro 27, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoLoja de roupas é acusada de racismo após colocar rosto de criança...

Loja de roupas é acusada de racismo após colocar rosto de criança negra em camisa com estampa de macaco; veja foto

Uma loja de roupas de San Diego, nos Estados Unidos, foi acusada de racismo por internautas, nesta quarta-feira, após uma imagem da nova campanha de vestuário infantil deles parar no Twitter. A fotografia, feita dentro do estabelecimento, mostra, em uma arara, um cabide estilizado – com a impressão do rosto de um menino negro – sendo usado para sustentar uma camisa cuja estampa é o corpo de um macaco. A empresa responsável pela loja classificou o caso como um mal-entendido. As informações são do “Daily Mail”.

A enxurrada de críticas contra a loja de roupas “Just Add A Kid” começou depois que um internauta, indignado, usou o Twitter para compartilhar a foto polêmica do modelo e sua camisa estampada. “Senhor e Senhora Obama, como podemos tolerar isso?”, escreveu ele na legenda da imagem.

Rapidamente, muitos participantes da rede social criticaram a companhia, acusando-a de racismo. Com a má repercussão, a empresa “Thanks a Million”, responsável pela loja, usou o site para se desculpar.

camisa2

“A imagem inapropriada e amplamente distribuída de um de nossos cabides de campanha com uma camisa não correspondente não foi autorizada ou será tolerada”, explicou o porta-voz da companhia David Oates. “Sinceramente, lamentamos esta ocorrência e já pedimos a resolução do problema”, concluiu ele, que classificou tudo como um “mal entendido” e afirmou que situação semelhante não voltará a acontecer.

Ainda segundo a companhia, as camisas e seus cabides são vendidos separadamente e cabe a cada loja montar a combinação que desejar.

Fonte: Extra 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench