sexta-feira, setembro 17, 2021
InícioÁfrica e sua diásporaNo OrunLula Rocha, ativista do movimento negro e militante do Círculo Palmarino, morre...

Lula Rocha, ativista do movimento negro e militante do Círculo Palmarino, morre aos 36 anos

Faleceu na manhã desta quinta-feira (11), em Serra (ES), o ativista do movimento negro e dos direitos humanos Luiz Inácio Silva Rocha, aos 36 anos.

Lula Rocha, como era conhecido, estava internado no Hospital Dório Silva para fazer uma hemodiálise e a causa de sua morte ainda não foi divulgada.

Como forte atuação em prol da causa negra no Espírito Santo, Lula Rocha foi membro do Círculo Palmarino, corrente nacional do movimento negro criado na cidade de Vitória em 2006.

“Lulinha, como era carinhosamente chamado por seus familiares e amigos próximos, deixa um legado imensurável em pouco tempo de sua existência, lacuna essa difícil de reparar a curto prazo. Uma perda inesquecível para as lutas políticas e sociais do Espirito Santo, o Brasil e para seus familiares e amigos que o amam”, diz nota de pesar divulgada pelo Círculo Palmarino.

O ex-presidente Lula, cujo nome foi a inspiração dos pais de Lula Rocha para batizar o filho, também lamentou a morte do militante.

“Não há palavras para definir ou confortar a dor de pais que perdem seu filho. Minha solidariedade nesse momento difícil para os companheiros Izaías Santana e Maria da Penha, que deram meu nome ao seu querido filho, e a minha certeza que a história e o exemplo de Lula Rocha irá emocionar e inspirar muitos outros jovens que lutam por um Brasil melhor”, escreveu o petista.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), usou as redes sociais para comentar o falecimento do ativista. “É com tristeza que registro o falecimento de Lula Rocha. Um importante militante dos movimentos sociais, incansável na defesa dos direitos humanos e justiça social. O estado perde um grande idealista. Minha solidariedade a família e amigos”, postou o mandatário.

RELATED ARTICLES