Lula vai ao STF para que seja cumprida determinação da ONU sobre sua candidatura

Os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins protocolaram nesta terça-feira, 4, no Supremo Tribunal Federal recurso para que seja cumprida pela Justiça Eleitoral a determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que garante todos os direitos políticos do ex-presidente Lula; “Não cabe aos órgãos judiciários brasileiros sindicar as decisões proferidas pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU, mas, sim, dar cumprimento às obrigações internacionais assumidas pelo Brasil”, diz a defesa de Lula

Do Brasil 247

Montagem Brasil 247

Os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins protocolaram nesta terça-feira, 4, no Supremo Tribunal Federal (STF) recurso para que seja cumprida pela Justiça Eleitoral a determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU, que garante todos os direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia, abaixo, nota dos advogados sobre o assunto:

Defesa de Lula pede ao STF cumprimento da decisão da ONU

Protocolamos hoje (04/09) perante o Supremo Tribunal Federal pedido de tutela de urgência para que, com base na decisão liminar (interim measure) proferida pelo Comitê de Direitos da ONU em 17/08/2018, seja afastado qualquer óbice à candidatura do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2018.

A petição realça o caráter vinculante da decisão do Comitê, pois:

(i) o Pacto de Direitos Civis e Políticos da ONU foi aprovado pelo País em 1992 (Decreto Legislativo nº 582/91);

(ii) o Brasil reconheceu a competência do Comitê de Direitos Humanos da ONU para analisar comunicados individuais sobre violações ao Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos (Decreto Legislativo nº 311/09);

(iii) a Constituição Federal impõe a exigibilidade irrestrita dos direitos humanos na ordem interna e a eficácia imediata das normas sobre o temas (art. 5o, § 1º), o que inclui as decisões do Comitê de Direitos Humanos da ONU;

(iv) Não cabe aos órgãos judiciários brasileiros sindicar as decisões proferidas pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU, mas, sim, dar cumprimento às obrigações internacionais assumidas pelo Brasil.

Na mesma petição demonstramos a urgência na apreciação do pedido diante das determinações do TSE último dia 31/08.

+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de...

para lembrar

Domingo Espetacular mostra a influência de Carlinhos Cachoeira sobre a revista Veja

A revista ainda não se manifestou com clareza em...

Dilma anuncia que conferência Rio+20 será adiada para 20 de junho

Evento sobre meio ambiente seria realizado no Rio de...

Serra critica política de Lula e não fala sobre educação

Por: Flávio Freire Ao mesmo tempo em que disparou ataques...

Vestibular 2010: UEAP divulga novos cursos

Fonte: Corrêa Neto - Engenharia Química, Engenharia Ambiental e...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...

Taxação dos super-ricos tem que ser encarada de frente, diz Neca Setubal

Maria Alice Setubal diz que não saiu ilesa daquele 2014. O ano era de eleição presidencial, e Neca, como é conhecida, integrava o núcleo duro...
-+=