Mãe precisa monitorar filha de 10 anos por risco de suicídio depois de cyberbullying

Caso aconteceu no Reino Unido e foi provocado por uma enquete maldosa no Instagram

Mia, de 10 anos, e as irmãs Lexi-May Bennett, 9, e Neave-Marie Bennett, 4 (Foto: Arquivo pessoal)

A inglesa Corrinia Bennett, de 33 anos, revelou ao Daily Mail estar de coração partido por ter que monitorar 24 horas por dia a filha de 10 anos. A mãe acredita que existe risco de a menina se suicidar depois de ter sido vítima de ciberbullying.

Tudo começou com um post do Instagram que tinha a foto do rosto da pequena Mia Lili e continha a pergunta: “Quem acha ela feia?”. Os usuários podiam responder com: “com certeza” ou “de jeito nenhum”. Mais da metade deles (53%) optou pela primeira opção.

A conta puggirl123456 foi criada por bullies que usavam o nome de Mia Lili sem que ela soubesse e postou a enquete em junho. Somente na semana passada Corrinia e o marido John, de 42 anos, foram alertados de que a página existia através de amigos. Imediatamente eles fizeram denúncias ao Instagram que retirou o post do ar em questão de horas.

Porém, já era tarde demais, pois Mia Lili já havia visto o post e estava inconsolável. “Ela ainda não parou de chorar”, disse Corrinia ao Daily Mail. “Eu e o pai dela não a deixamos sozinha nem por um minuto durante o dia porque ela fica falando sobre acabar com tudo”. A Divisão de Crimes Virtuais da Polícia Britânica está investigando o caso, mas ainda não apresentou suspeitos.

Enquete feita no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram )

+ sobre o tema

Coalizão de entidades lança campanha por mais negros nos parlamentos

A Coalizão Negra por Direitos, que reúne mais de...

Kenarik Boujikian é nomeada para a Secretaria Nacional de Diálogos Sociais da Presidência

A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Kenarik...

Precarização do trabalho rural impacta mais pessoas negras e mulheres

Um relatório da Oxfam Brasil indica que mulheres e pessoas negras...

Em Ceilândia, Anielle Franco anuncia R$ 1,6 milhão para organizações

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, anunciou, nesta...

para lembrar

‘Ex-Pajé’: um retrato poético, triste e urgente sobre a erosão da cultura indígena

Perpera, o ex-pajé, caminha no meio da floresta. Calça...

Diversidade Cultural, esquecida da Justiça – Por: ELA WIECKO V. DE CASTILHO

Apesar das conquistas da Constituição e de convenções...

O que as pesquisas eleitorais não conseguiram prever

Em alguns estados, as pesquisas de intenção de voto...

OABRJ levará absolvição dos policiais no caso João Pedro ao STF

A Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OABRJ) levará o caso da absolvição dos policiais na morte do jovem João Pedro...

O grande bazar de direitos

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, declarou nesta semana estar "muito entusiasmado com a iniciativa do STF  de, ao invés de simplesmente decidir pela inconstitucionalidade daquilo que...

Mães de vítimas da violência policial em SP, RJ e BA vão à Comissão Interamericana de Direitos Humanos denunciar o Estado brasileiro

Representantes de movimentos de mães de vítimas da violência do Estado e organizações de direitos humanos como Anistia Internacional, Conectas Direitos Humanos, Instituto Vladimir...
-+=