terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalMãe Stella de Oxóssi é tema de desfile de escola de samba...

Mãe Stella de Oxóssi é tema de desfile de escola de samba no Rio de Janeiro; confira enredo

Desfile da Unidos do Porto da Pedra será no dia 20 de abril, Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Escola faz parte do grupo de acesso.

Fonte: G1

“O Caçador que traz Alegrias” é o tema do desfile da escola de samba Unidos do Porto da Pedra, do Rio de Janeiro, que homenageia a yalorixá Mãe Stella de Oxóssi. O desfile será no dia 20 de abril, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. [Veja o samba-enredo abaixo]

De São Gonçalo, a Porto da Pedra é uma das escolas de samba que estão no grupo de acesso e disputam o título e uma vaga no grupo especial em 2023. A carnavalesca Annik Salmon explicou a escolha do enredo.

“Foi uma escolha que veio como magia, como é esse enredo. Uma das coisas muito importantes do candomblé é a oralidade, que é passada dos mais antigos para os mais novos, esse conhecimento, e ela vê que isso é muito importante e falou: ‘é preciso registrar’. Tem uma frase dela, que foi o que deu norte para o meu enredo, que é: o que não se registra, o tempo leva”.

“Ela conseguiu levar todo o seu conhecimento, toda a importância da religião, da cultura africana para o mundo”.

Mãe Stella de Oxóssi é tema de desfile

Considerada uma das maiores yalorixás do país, Mãe Stella morreu aos 93 anos, na cidade de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano. Ela foi iniciada no candomblé aos 14 anos. Na juventude, sempre gostou de ler.

Formou-se enfermeira, profissão que exerceu durante 30 anos. Em 1976, aos 51 anos de idade, foi escolhida pelos orixás para ser a nova líder do terreiro de São Gonçalo do Retiro. Mãe Stella foi a quinta ialorixá a comandar o Ilê Axé Opó Afonjá.

Em 1999, Mãe Stella conseguiu que o terreiro fosse tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em 2005, recebeu o título de doutor honoris causa pela Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Quatro anos depois, recebeu o mesmo título pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Além disso, Mãe Stella foi agraciada com a Comenda Maria Quitéria, da Prefeitura de Salvador, com a Ordem do Cavaleiro, do Governo do Estado, e a Ordem do Mérito, do Ministério da Cultura.

Mãe Stella criou uma biblioteca itinerante, escreveu mais de 10 livros, tem várias publicações e foi reconhecida mundialmente

Mãe Stella de Oxóssi é tema de desfile de escola de samba no Rio de Janeiro — Foto: Alan Tiago Alves/G1

Importância atemporal

Membro da escola Unidos do Porto da Pedra, a auxiliar administrativo Ana Vitória falou sobre a visão que tem da homenageada.

“A Mãe Stella tem uma importância atemporal no candomblé. Ela é uma ancestral forte, um exemplo a ser seguido como líder religiosa, como religiosa, como mulher, como militante, como revolucionária”.

“Eu tenho certeza que a ancestralidade de Mãe Stella está muito feliz com esse enredo, vai guiar a gente como a flecha de Oxóssi, vai ser certeiro, e a gente vai subir para o grupo especial esse ano”.

Um dos sobrinhos de Mãe Stella, Adriano Azevedo, que é Obá Abiodun, disse que recebe a homenagem com orgulho.

“Minha relação com minha tia, é uma relação de orgulho. É uma relação da qual eu sinto muita falta, uma relação de amor, de carinho. Era uma convivência dupla: por ser sobrinho e por ser filho de santo. Mãe Stella teve uma educação muito rígida, onde a escola e o estudo eram primordiais. Então, essa didática dela veio para dentro do candomblé”.

“Mãe Stella criou uma escola de ensino fundamental, Mãe Stella lutou em prol do negro, do povo de matriz africana, e a expectativa é grande, de poder estar vendo o nome dela, mais uma vez, sendo projetado, dessa vez em forma de música”.

O babalorixá Doté Ivan D’Logunedé também falou sobre o conhecimento levado pelo legado da yalorixá.

“Nós cultuamos energias da natureza, e nesses dias de hoje que a gente está vivendo, de ódio, as pessoas atacam. Às vezes é por ignorância, e quando eu falo ignorância, eu falo da falta de conhecimento. Mãe Stella trouxe esse conhecimento. Ela escreveu livros. A cultura está aí. O que eu não conheço, eu não posso criticar”.

“E Oxóssi é energia da alegria, é a energia que nos traz a prosperidade, a certeza de que tudo vai dar certo. Que mesmo caminhos tortuosos, a flecha vai nos guiar e vamos chegar nos nossos objetivos”.

Confira samba-enredo em homenagem à Mãe Stella de Oxóssi:

“Hoje vai ter festa no orum
Mata virgem deixa serenar
Brilha uma estrela
Assenta o orixá
É o caçador seu eledá
Okê arô! Okê okê arô!
Menina vagueia ao som do tambor!
Okê arô! Okê okê arô!
Pisa na areia e bate o tambor!
Chefe da casa escolheu yaô (ê kaô)
Quem veste branco abençoa iyá (epa babá)
Protege a senhora do ouro
A lei é o grande tesouro
Seis pra defender
Seis para julgar
O santo dança… céu relampejou!
Não tem demanda! Não tem cativeiro
Meu filho, antes de nos darem cor
Já escutava a voz dos terreiros
Tem fita vermelha e branca
Alma na ponta da lança
Ensina nossas crianças: destino é lutar
Memórias o vento não pode levar
Escritas à luz do luar
Roda yabá… é ginga!
Canta pra firmar… curimba!
No toque do aguerê chamei o povo
Agogô mi ro lese, Mãe Stella Motumbá!
Flecha certeira de Odé eu quero ver segurar
Cabeça feita quando o tigre passar”.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench