terça-feira, agosto 4, 2020

    Tag: Mãe Stella de Oxóssi

    Mãe Stella de Oxóssi — Foto- Danutta Rodrigues

    Nova avenida de Salvador terá uma estátua de Mãe Stella de Oxóssi

    Obra foi encomendada ao artista plástico Tatti Moreno   Por Vinícius Nascimento, do Jornal CORREIO   Mãe Stella de Oxóssi — Foto- Danutta Rodrigues Mãe Stella de Oxóssi terá sua imagem exibida na nova via que recebe seu nome, inaugurada nesta quarta-feira (2), em evento que contou com a presença do prefeito ACM Neto, o vice-prefeito Bruno Reis, além de familiares da Ialorixá homenageada, que morreu no último dia 27 de dezembro. Na cerimônia, ACM Neto anunciou que uma estátua de Mãe Stella enfeitará o local. O responsável por elaborar a peça será o artista plástico Tatti Moreno, o mesmo artista responsável pelos orixás do Dique do Tororó. Ainda não há previsão de entrega da escultura. A nova avenida, que faz a ligação entre a Paralela e a orla de Stella Mari, foi construída com o objetivo de desafogar o trânsito na região. Com a construção da nova via, a Alameda Dilson ...

    Leia mais
    Mãe Stella de Oxóssi — Foto- Danutta Rodrigues

    Multidão acompanha enterro de Mãe Stella de Oxóssi em Salvador

    Mãe Stella de Oxóssi foi enterrada por volta das 11h30 (12h30 de Brasília) deste sábado (29), no cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. O corpo da ialorixá, considerada uma das mais importantes do país, foi levado para o local após um cortejo que saiu da Terreiro Ilê Opô Ajonjá, em São Gonçalo do Retiro, pelas ruas do bairro. Uma multidão participou da cerimônia. Vestidos de branco, como manda a tradição da religião, filhos e filhas de santo do templo religioso liderado pela ialorixá, além de representantes de terreiros irmãos, acompanharam as últimas homenagens. Enterro de Mãe Stella de Oxóssi, no Jardim da Saudade, em Salvador — Foto- Phael Fernandes: G1 Ao chegar no cemitério, o corpo de Mãe Stella foi levado para uma das capelas, mas ficou pouco tempo no local, que foi tomado pelos amigos, familiares e admiradores da religiosa. Logo depois, foi iniciada a ...

    Leia mais
    Mãe Stella morreu nesta quinta-feira aos 93 anos. — Foto- Alan Tiago Alves:G1

    Das folhas que tocam o chão 

    Todas as vezes em que o Òrun estiver em festa, provavelmente vamos estar nos sentindo órfãs aqui no Àiyé. Oh! Mãe Stella, quisera o seu Orí, fostes conduzida, novamente, para Orún no dia em que nos, aqui no Aiyé, celebramos a consagração de tua cabeça, Oxossi! Quisera Xango, fazer de ti uma das maiores representatividades negras e uma das maiores defensoras das nossas culturas religiosas afro-brasileiras! Sois vós, no auge da sua juventude do nonagésimo terceiro ano da sua existência, a grande dama negra que reluz neste dia como a nossa grande Iyalorixa, e agora ancestral. Fostes mãe, irmã, amiga dentro e fora do teu Egbé e nunca deixou de acolher com sorrisos sinceros os que chegavam até a ti. Certa vez, li um escritor malinês que assim definiu: "na África, cada ancião que morre é uma biblioteca que se queima". E com certeza é assim, que todas e todos nós estamos nos sentindo, mas cientes de que tu ...

    Leia mais
    Mãe Stella morreu nesta quinta-feira aos 93 anos. — Foto- Alan Tiago Alves:G1

    Mãe Stella de Oxóssi morre aos 93 anos na Bahia

    Morreu na tarde desta quinta-feira (27) a ialorixá Mãe Stella de Oxóssi. Ela estava internada desde a sexta-feira (14) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Incar (INCAR) de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo. Ela tinha 93 anos. A informação foi confirmada ao CORREIO pela assessoria da unidade de saúde. Mãe Stella faleceu por volta de 16h. Ainda de acordo com o INCAR, o atestado de óbito com as causas da morte está sendo preenchido pela equipe médica responsável pelos cuidados ds ialorixá, que estava internada desde o dia 14 de dezembro. A companheira dela, a psicóloga Graziela Domini Peixoto, disse à reportagem que Mãe Stella havia sido internada após apresentar um quadro de infecção. Um dia após dar entrada no hospital, ela chegou a sair da UTI, mas retornou após piora no quadro de saúde. Mãe Stella era ialorixá do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, no bairro de ...

    Leia mais
    Mãe Stella (Foto: Alan Tiago Alves/G1)

    Mãe Stella é internada em Salvador

    A ialorixá baiana Maria Stella de Azevedo Santos, conhecida como Mãe Stella de Oxóssi, 92 anos, foi internada na manhã desta sexta-feira (27), no Hospital da Bahia, em Salvador. Por meio de nota, a assessoria do Hospital da Bahia informou que Mãe Stella foi internada na UTI Cardíaca da unidade de saúde para avaliação médica especializada, controle de sintomas e realização de exames complementares para diagnóstico do quadro clínico neurológico, após dar entrada no hospital com mal estar, seguido de intensa dor de cabeça e desorientação. Ainda segundo a nota Mãe Stella está consciente e conversando, mas não há previsão de alta. A religiosa comanda o terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, em Salvador, e é uma das mais importantes mães de santo do país. No mês passado, lançou um canal no YouTube, onde faz vídeos com ensinamentos e referências da cultura iorubá, memórias, depoimentos e textos sobre a sua vida. ...

    Leia mais
    (Foto: Lucíola Pompeu)

    Mãe Stella de Oxóssi

    Todo mundo tem o seu orixá, até o Papa Por Fernanda Pompeu em seu blog Foto: Reprodução/fernandapompeu.com.br Bem que tentaram, por séculos a fio, aniquilar a religiosidade africana. Durante a escravidão, o catolicismo dos brancos foi um morde e assopra. Depois de suplícios e chibatadas, eram distribuídos terços e sermões. Mesmo após a Abolição, e na maior parte do século 20, o candomblé foi continuamente perseguido. Desqualificado, era chamado de seita ou de idolatria. Discriminado, era caso de polícia. Para soar os atabaques só com permissão do delegado. Mas esse esforço de etnocídio em nada resultou. Os terreiros de candomblé entram no terceiro milênio vivíssimos. Sendo que alguns deles são verdadeiras escolas de cidadania, onde se praticam a iniciação ao mundo dos orixás e a educação para a vida. Tal exemplo de resistência e de transformação se deve principalmente às ialorixás – mães-de-santo –, responsáveis pela governança ...

    Leia mais
    blank

    Mãe Stella de Oxóssi comemora 90 anos e fala sobre planos

    Mãe Stella deseja ampliar sua Animoteca. Os novos projetos da ialorixá são Brincadeira Tem Hora e um concurso de poesia Por Camila Botto, do Correio 24 Horas Longevidade. Tranquilidade. Sabedoria. Essas três palavras podem ajudar a definir - pois resumir é impossível - Mãe Stella de Oxóssi, que completa 90 anos hoje. O ritual do dia de aniversário é acordar, agradecer a Oxóssi por mais um ano de vida e tomar café com seus inúmeros filhos de santo. De noite, a partir das 19h, é hora de festa no terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, em São Gonçalo do Retiro, no Cabula, local que comanda desde 1976. “Aniversário de criança tem é chocolate né? (risos). Depois você vai crescendo e as coisas mudam. É muito interessante, eu gosto de fazer aniversário. Gosto muito de festa”, afirma a ialorixá.Serena e com uma estante cheia de corujas - símbolo da sabedoria -, Mãe ...

    Leia mais
    blank

    Surdo de convença’ por Mãe Stella

    Surdo por conveniência Em uma determinada repartição pública de Salvador existia um servente tido por muitos como relapso, pois não obedecia às ordens que lhe eram dadas. Quando lhe perguntavam o motivo da desobediência, ele respondia que não havia escutado a ordem. Preocupada com o problema, a chefe da repartição mandou o funcionário para um médico amigo, para que fosse realizada uma avaliação auditiva no mesmo. Depois de feito o exame, a chefe procurou saber do resultado e o funcionário respondeu: "O doutor mandou avisar à senhora que eu tenho um problema, sim, sou surdo de 'convença'". Esse "causo" é um excelente representante da falta de compromisso de um funcionário com a função que lhe coube exercer, até mesmo porque o referido homem só era considerado um funcionário, e recebia um salário como tal, por ter uma função a cumprir. Apesar do tema deste artigo ser a surdez por conveniência ...

    Leia mais
    blank

    Mãe Stella: “O tempo leva o que não se escreve”

    A cadeira nº 33 da Academia de Letras da Bahia (ALB), cujo patrono é Castro Alves, passa a partir de agora a ser ocupada por uma nobre personalidade, Maria Stella de Azevedo Santos, a mãe Stella de Oxóssi, ialorixá do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá. Enfermeira de formação, é autora de cinco livros que tratam da herança cultural africana e sua interpretação. Por seu trabalho, ganhou o prêmio jornalístico Estadão em 2001, recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em 2009, e da Universidade Federal da Bahia, em 2005. Foi agraciada com a Comenda Maria Quitéria (Prefeitura de Salvador), Ordem do Cavaleiro (Governo da Bahia) e Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura. Marjorie Moura - O candomblé é conhecido pela oralidade, pela transmissão dos conhecimentos de forma oral.  A senhora rompeu esta tradição ao escrever sobre a tradição africana. Como se ...

    Leia mais
    mae-stella-oxossi

    Ialorixá Mãe Stella de Oxóssi é a nova ‘imortal’ da Academia de Letras da BA

    Mãe-de-santo foi eleita pelos acadêmicos na tarde desta quinta-feira (25). Ela ocupa cadeira 33, que era do historiador e professor Ubiratan Castro. A ialorixá do terreiro Ilê Axé Opó Afonjá, Mãe Stella de Azevedo dos Santos, também chamada de Mãe Stella de Oxóssi, a partir desta quinta-feira (24), passa a ocupar a cadeira de número 33 da Academia de Letras da Bahia. A mãe-de-santo recebeu 22 votos dos acadêmicos em sessão realizada nesta quinta-feira (25) com objetivo de escolher o novo nome para vaga deixada pelo historiador Ubiratan Castro, que morreu em janeiro. Mãe Stella foi comunicada pelo presidente da Academia, Aranis Ribeiro Costa, e aceitou ser a nova "imortal". "Acredito que é a primeira vez que uma mãe-de-santo entra em uma Academia de Letras. Isso é absolutamente pioneiro, não tenho conhecimento disso em nenhum outra do Brasil ou do mundo. Representa o reconhecimento de uma cultura, de uma raça e ...

    Leia mais
    mae-stella-oxossi

    Hoje na História, 1925 nascia Mãe Stella de Oxóssi

    Maria Stella de Azevedo Santos, Mãe Stella de Oxóssi, Odé Kayodê, nasceu no dia 2 de maio de 1925, em Salvador,Bahia. É a quarta filha de Esmeraldo Antigno dos Santos e Thomázia de Azevedo Santos. Seus irmãos, por ordem de nascimento são: Coryntha de Azevedo Santos (falecida), Bellanizia de Azevedo Santos (falecida), José de Azevedo Santos, Milta de Azevedo Santos e Adriano de Azevedo Santos. Sua avó materna foi Theodora Cruz Fernandes, filha de Maria Konigbagbe, africana de etnia egbá. Aos nove anos de idade, Maria Konigbagbe estava na aldeia quando mandaram que ela entregasse uma encomenda em um navio, assim que chegou foi presa e trazida para o Brasil. Sua tia, Dona Arcanja, também conhecida como Dona Menininha, tinha o posto de arobá no Gantois e de Sobalojú no Opô Afonjá nos tempos de Mãe Aninha, de quem era afilhada. Por volta dos treze anos de idade, Mãe Stella ...

    Leia mais
    blank

    Mãe Stella: Que orixá rege o ano?

    Este é um artigo que possui objetivo esclarecedor. Tentarei tornar compreensível um assunto que surge todo princípio de ano. A imprensa faz reportagens e as pessoas indagam uma das outras ou perguntam a si mesmas sobre o orixá que influenciará o novo ano que surge. Fazem isso na tentativa de adivinhar o que é preciso ser DIVINADO. por: Maria Stella de Azevedo Santos Adivinhar é fazer conjecturas sobre um tema usando a intuição, o que todo ser humano pode fazer. Divinar, todavia, é entrar em comunicação com o sagrado, através de rituais guiados por sacerdotes. É claro que todo ser vivo, por possuir uma parcela divina, é capaz de se conectar com os deuses. Mas a utilização de oráculos, os quais fornecem informações mais precisas sobre o destino da comunidade, requer uma preparação especial e um estilo de vida que propicia à intuição, inerente a todos, apresentar-se de maneira muita mais ...

    Leia mais
    blank

    Mãe Stella: Atire a primeira pedra…

    ...aquele que não fala da vida alheia. Esse é um comportamento comum aos humanos porque somos seres que vivemos em sociedade e temos o poder da fala. Se entendêssemos a linguagem dos animais tidos como irracionais, com certeza ouviríamos um falando do outro. Quanta gente, neste exato momento, não está falando de mim ou de você, meu querido leitor? Não estou dizendo que estão falando mal ou bem, mas que simplesmente estão falando. Quantos não estão comentando a vida das "celebridades"? por: Maria Stella de Azevedo Santos no Mundo Afro Parece que nossa língua gosta de trabalhar. Também, é o único músculo voluntário do corpo que não fadiga... É um órgão fantástico e que por isto mesmo deve ser usado com cautela, pois ele é considerado como uma chama que queima ou uma navalha que corta. Muitas tradições só consideram que o homem é dono de si quando adquire controle sobre ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist