Mano Brown se torna Pantera Negra em série de rappers e HQs

Uma dupla de ilustradores (leia a entrevista aqui) criou o Rap em Quadrinhos, que nasce com a proposta de ilustrar 10 personalidades em uma série que os eleva ao posto de super heróis. Ao longo da série, Load e Loud colocam ainda mais inspiração no significado de figuras como Emicida, Sabotage e Negra Li.

Do  Hypeness

Desta vez, o retratado foi ninguém menos do que Mano Brown. Membro dos Racionais Mc’s, o rapper paulistano veste a roupa de Pantera Negra. De acordo com o duo, a escolha se dá pela representatividade do artista, que colocou no mapa, de forma positiva, o bairro do Capão de Redondo e toda a periferia de São Paulo.

“Não tem como falar do Capão sem lembrar do Brown. Assim como você lembra de Wakanda e lembra do T’challa”disse Load em sua página do no Facebook.

Mano Brown é um herói de seguidas gerações Foto: Reprodução/Hypeness

O trabalho realizado pela dupla está chamando a atenção de muitas pessoas. Além de acumular milhares de curtidas nas redes sociais, os desenhos foram compartilhados por nomes como o cantor João Gordo.

Com a escolha de Mano Brown – lutador pela equidade racial e defesa dos direitos humanos, Rap em Quadrinhos, parafraseando Brown, mostra que o rap agoniza, mas não morre. Novos tempos exigem outros métodos, mas é fato que o rap segue como a voz contra a desigualdade.

“O rap salvou várias vidas e salva até hoje. Digo que o hip hop salvou minha vida, aliás  meu canal é a prova disso, os projetos que faço são a prova disso, minhas amizades também. O hip hop salvou minha vida, porque hip hop é a união. É quando geral se une para fazer algo de bom e progressivo para todos”, finaliza Load.

 

Alucinante @w.loud #rapnacional @manobrown10

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

 

☞@w.loud

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

Sensacional @w.loud

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

 

+ sobre o tema

Seu Jorge fala sobre música tema do Pan-Americano; veja trechos

Cantor brasileiro gravou canção em parceria com mexicano Alejandro...

Site resgata obras inéditas de Chiquinha Gonzaga

  Primeira maestrina do Brasil, pioneira na luta...

O documentário ‘Anderson Silva: Como Água’ será lançado no Brasil em 2012 – Trailer

O documentário "Anderson Silva: Como Água" será lançado no...

para lembrar

The Beatles do dia: americanas conseguem bater recorde de 27 anos

Quarteto do revezamento 4x100m feminino reduz em 55 centésimos...

A história de mulheres negras no esporte

Bobby Gee | Traduzido por Guilherme Ferreira Venus Williams,...

Frank Negrão presta tributo a Luiz Gonzaga

Com larga experiência em música popular brasileira, Frank Negrão...

Ouça ‘Somewhere’, música inédita de Jimi Hendrix

RIO - "Somewhere", música inédita gravada por Jimi...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

“O batuque da caixa estremeceu”: Congado e a relação patrimonial

“Tum, tum-tum”, ouçam, na medida em que leem, o som percussivo que acompanha a seguinte canção congadeira: “Ô embala rei, rainha, eu também quero...
-+=