Marcelo Paixão – PUC Rio – Coletivo Nuvem Negra

Do Youtube

Palestra: A LENDA DA MODERNIDADE ENCANTADA: POR UMA CRITICA AO PENSAMENTO SOCIAL BRASILEIRO SOBRE RELAÇÕES RACIAIS E PROJETO DE ESTADO – NAÇÃO, registrada pelo Acervo Cultne com imagens e edição de Filó Filho em 13 de junho de 2017. O Coletivo Nuvem Negra junto a Disciplina de Relações Raciais em Perspectiva Diaspórica da PUC-Rio, recebeu o Prof. Dr. Marcelo Paixão da Universidade de Austin no Texas, que palestrou sobre o pensamento social brasileiro, questões raciais e desigualdades raciais no Brasil. O objetivo do encontro foi apresentar a tese e livro do Prof. Dr. Marcelo Paixão. E instigar a reflexão sobre o processo de inserção do negro na sociedade brasileira, refletir sobre a evolução do pensamento social brasileiro, e compreender a complexidade do atual debate sobre as desigualdades raciais no Brasil.

O livro aborda a forma de autores como Gilberto Freyre, Sérgio Buarque e Roberto da Matta trataram do tema das relações raciais e da produção das desigualdades sociais no Brasil.

O Prof Macelo Paixão é referência nos estudos de relações raciais no Brasil. Formado em economia, com doutorado (Iuperj) e pós-doutorado (Universidade de Princeton) em sociologia. Coordena o Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais (Laeser), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, espaço de estudos dedicado à pesquisa sobre as relações raciais e das assimetrias de cor ou raça. Idealizador e co-organizador das duas edições do Relatório das desigualdades raciais no Brasil. Publicou diversos artigos e o livro 500 anos de solidão: ensaios sobre as desigualdades raciais no Brasil. Professor Associado da Universidade do Texas, Austin onde leciona no Departamento de Estudos Africanos e Africanos da Diáspora (AADS) e no Instituto Teresa Lozano Long de Estudos Latino-americanos (LLILAS). Já publicou diversos artigos e livros sobre relações e desigualdades raciais no Brasil. Os mais importantes são: “Desenvolvimento Humano e Relações Raciais”; the two editions of “Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil” (Ed. Garamond, in 2008 and 2011); and “A Lenda da Modernidade Encantada: por uma crítica ao pensamento social brasileiro sobre relações raciais e projeto de Estado-Nação” (Ed CRV, 2014). Mais recentemente, em 2016, foi lançado o livro “500 años de soledad: estudios sobre las desigualdades raciales en Brasil”, 2016, Ed. Universidad Nacional de Colombia.

+ sobre o tema

Irmãos africanos são atacados e chamados de ‘ebola’ em escola de Nova York

Os meninos se mudaram recentemente do Senegal para os...

As cotas universitárias são importantes também porque incomodam a elite

Quando o tema das cotas sociais ou raciais vem...

Advogada denuncia contribuinte por racismo em Campinas

Segundo a vítima, homem disse que 'negro não serve...

para lembrar

ABC repudia ato racista contra Carlinhos Santos

O ABC Futebol Clube lamenta e repudia o episódio...

Brasil e Espanha assinam acordo histórico para combate ao racismo e à xenofobia

O combate ao racismo, à xenofobia e formas correlatas...

Jovem é inocentado após 30 meses preso à espera de julgamento: “Foi racismo”

Garçom foi acusado de tentativa de homicídio porque aparecia...
spot_imgspot_img

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...

‘A escola precisa naturalizar a cultura negra’, diz autor de ‘O Avesso da Pele’ que estará no Festival LED

Autor de “O Avesso da pele” e um dos convidados do Festival LED, nos dias 21 e 22 deste mês, Jeferson Tenório lembra com...

Educação escolar de negros com deficiência é marcada por capacitismo e racismo

Apesar da acessibilidade ser um direito garantido por lei para as pessoas com deficiência, a falta de ambientes acessíveis foi um dos principais problemas...
-+=