Marcha das Mulheres Negras de SP 2019

Marcha das Mulheres Negras

No dia 25 de Julho, a partir das 17h30, na Praça da República, terá início a concentração para a Marcha das Mulheres Negras de São Paulo. Após reunir cerca de 7 mil pessoas em 2018, voltamos às ruas num ato de enfrentamento às políticas de desmonte dos direitos sociais e em uma conjuntura de graves violações de direitos humanos, que afetam principalmente a nós, mulheres negras. Na data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela, estaremos unidas em todo o continente na luta contra as várias opressões que sofremos, com o objetivo de superá-las.

Do Kickante

Este ano, o mote escolhido é: “Sem violência, racismo, discriminação e fome! Com dignidade, educação, trabalho, aposentadoria e saúde!”. Os eixos são uma resposta à precarização dos serviços de assistência e previdência social, e de saúde e educação públicas, que ocorrem nos níveis municipal, estadual e federal. A luta contra o racismo religioso, a lesbotransfobia e o genocídio da juventude negra e periférica permanecem em nossa pauta de reivindicações.

Além das falas políticas, a Marcha também contará com uma aula pública com Nilma Bentes, uma das fundadoras do Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará, e uma das idealizadoras da marcha que levou 50 mil mulheres negras para Brasília em 2015. Nilma vai abordar o conceito de Bem Viver – filosofia indígena que propõe uma outra forma de organização social, contrária ao acúmulo de capital e à exclusão – e como ele se insere no contexto da vida das mulheres negras. Intervenções artísticas (e políticas) do bloco afro Ilú Obá de Min e de cantoras e poetisas negras completam a programação.  Como todos os anos, as mulheres indígenas – com quem temos uma aliança de parentesco – são convidadas a marchar conosco. POR NÓS, POR TODAS NÓS, PELO BEM VIVER!


A hora é agora! Contribua com

Marcha das Mulheres Negras de SP 2019

 

+ sobre o tema

“Ciência gera desenvolvimento”: conheça uma das mais renomadas físicas brasileiras

Para Márcia Barbosa, meio científico reflete sociedade patriarcal, na...

Julho das Prestas: Instituto Marielle Franco lança historia em quadrinhos

No mês em que se celebra o aniversário de...

Cecília Bona, a dona da empresa de serviços gerais que atende apenas mulheres e LGBTs

A artista plástica e professora de 38 anos também...

Marielle, um sonho para despertar

Hoje acordei tropeçando em meu sonho. Sabe aqueles dias...

para lembrar

Simone de Beauvoir e a imbecilidade sem limites de Feliciano e Gentili

A filósofa francesa realizou um estudo sério; se for...

Como a LGBTfobia se esconde no Brasil?

Você já imaginou ser agredido apenas por existir? E...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=