Margareth Menezes diz que Ministério da Cultura terá “orçamento histórico” com Lula

Margareth Menezes, futura ministra da Cultura, fez anúncios esperançosos acerca do setor cultural no governo Lula.

A cantora baiana usou sua conta do Twitter para compartilhar que sua pasta conquistou um “recurso orçamentário histórico” e prometeu que as leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2 serão executadas durante sua gestão. Ela declarou:

Gente, pra mim é muito importante poder anunciar que, depois de quatro anos de descaso na Cultura, finalmente, poderemos realizar! Unindo forças entre setor cultural, governo de transição e Congresso Nacional, garantimos um recurso orçamentário histórico que que nos possibilitará reconstruir o Ministério da Cultura e também colocar em prática as Leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2, voltando a movimentar esse setor que emprega mais de 5 milhões de trabalhadoras e trabalhadores. É uma vitória enorme pra Cultura nesse final de ano.

Margareth Menezes e setor cultural no governo Lula

A futura ministra também destacou a iniciativa do presidente eleito Lula em restabelecer o Ministério e citou que as conquistas relacionadas à pasta representam um “novo ciclo para a Cultura desse país”:

Graças à sensibilidade do presidente Lula, que identificou no setor cultural uma força econômica, e reafirmando a importância que esse setor terá em seu governo, como gerador de emprego e renda. Em 2023 a cultura e as artes terão orçamento garantido e contarão com a recriação do MinC, com estrutura adequada para voltar a impulsionar o setor com toda a sua diversidade. É, verdadeiramente, o começo de um novo ciclo para a Cultura desse país! Vitória da Cultura, Vitória do Brasil!

Margareth Menezes terá como parceiro no Ministério o historiador e secretário nacional de Cultura do PT, Márcio Tavares, que integrou o processo de tramitação e votação das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc no Congresso.

+ sobre o tema

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

Luislinda Valois nega que tenha recebido convite de Temer

Apesar da imprensa nacional ter divulgado que a desembargadora...

No Governo Dilma as mulheres estão reclamando de barriga cheia?!

Fátima Oliveira Estela e Gracinha tomavam uma fresca na calçada...

para lembrar

De quando rechaçamos a política

Existe uma constatação muito fria e nociva sobre a...

Mulheres debatem alternativas para a crise política no livro “Tem Saída?”

Obra reúne ensaios de políticas e intelectuais sobre neoliberalismo,...

Alesp aprova suspensão de Fernando Cury por 180 dias por assédio a Isa Penna

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aumentou para...

Brasil quer levar desigualdade e impostos para a mesa de discussão do G20

O governo brasileiro pretende levar para a mesa de discussão do G20 os efeitos da desigualdade e sua relação como a política econômica e...

Primeira mulher trans a liderar bancada no Congresso, Erika Hilton diz que vai negociar ‘de igual para igual’

A deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) foi aclamada nesta quarta-feira como líder da bancada da federação PSOL-Rede, que hoje conta com 14 deputados, se tornando a...

Segunda mulher negra na história do TSE toma posse como ministra da Corte

Primeiro foi a mineira Edilene Lôbo, advogada de Taoibeiras (MG) que em 8 de agosto de 2023 foi pioneira ao tomar posse como primeira...
-+=