Marina critica FHC e Lula por não terem feito reforma

São Paulo – A candidata à Presidência pelo PV, Marina Silva, criticou ontem, em entrevista à rádio “Solar”, de Juiz de Fora (MG), os governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva por não terem feito a reforma tributária.

A candidata aproveitou para insinuar que, se os antecessores não fizeram, seus candidatos à Presidência, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), respectivamente, também não conseguirão fazer as mudanças.

 

Segundo Marina, os dois governos tiveram oito anos (dois mandatos de FHC e dois de Lula) para fazer a reforma. “Agora ambos estão pedindo mais quatro anos para fazer o que não fizeram em 16”, afirmou.

 

Marina, que foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula, destacou que não é fácil fazer essa reforma e voltou a defender uma constituinte exclusiva para isso.

 

Segundo ela, os políticos tratam do assunto “como se fosse passe de mágica” na época das eleições.

 

A entrevista foi concedida na semana passada, mas foi ao ar na manhã de hoje.

 

Fonte: Diário do Nordeste

+ sobre o tema

A inovação política que emerge nas periferias

Resultados do 1º turno reforçam nova configuração no Folha de...

Minha Casa, Minha Vida: Governo amplia limite de renda para compra da casa própria

Rendimento mensal máximo sobe de R$ 4.900 para R$...

Mitt Romney é vaiado por organização afro-americana nos EUA

Republicano foi vaiado por 25 segundos durante convenção em...

O duplo desafio de Obama

- Fonte: O Estado de São Paulo - Conforme...

para lembrar

O cabelo dos meninos pretos – por Cidinha da Silva

Por Cidinha da Silva Algo de sinistro acontecia com os...

Pesquisa Sensus aponta empate entre Serra e Dilma

Pesquisa Sensus encomendada pelo Sintrapav (Sindicato dos Trabalhadores...

“Pare de reclamar e vá trabalhar”: a PEC 241 e a assistência social

Quem repete a frase acima certamente sabe quantos idosos,...

É só alegria! Por Cidinha da Silva

Por Cidinha da Silva Os dias eram pré-carnavalescos no Rio...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=