Marina diz que ‘voto de gratidão’ é ‘velha tradição’ no Brasil

Por: Maria Angélica Oliveira

Candidata reforça discurso otimista e diz ver ‘onda verde’ no país.
Marina visitou instalações da 29ª Bienal de Artes, em São Paulo.


A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, criticou nesta terça-feira (21) o que classificou como “voto de gratidão”, que associou a uma “velha tradição” no país.

“Nessas eleições o projeto político com o qual estou identificada está quebrando a velha tradição do voto por gratidão”, disse Marina, após visitar instalações da 29ª Bienal de São Paulo, que será aberta ao público neste sábado (25), na capital paulista.

Sem citar adversários, a candidata defendeu que o eleitor pratique o “voto cidadão” e prometeu manter avanços já conquistados por governos anteriores. “A nossa candidatura vai manter as conquistas, trabalhar para reparar os erros e enfrentar novos desafios.”

Marina procurou demonstrar otimismo sobre sua performance no pleito de 3 de outubro, apontando a existência de uma “onda verde” no país. Também sugeriu que pesquisas eleitorais possam não refletir plenamente as preferências do eleitorado.

“O que está nas ruas é maior do que o que está nas pesquisas. Agora o que está nas ruas vai começar a aparecer nas pesquisas”, disse.

Terceira colocada nas pesquisas, a candidata desconversou quando questionada se deveria dedicar-se a conquistar eleitores de José Serra (PSDB), que tem aparecido em segundo lugar nos levantamentos. Disse que “voto não pertence a nenhum candidato”.

A candidata também evitou responder sobre possível motivação eleitoral em dois casos de invasão a sedes do PV registradas no país no último final de semana. O comitê de Marina em Rio Branco (AC) e a sede do PV em São Paulo foram furtadas. Afirmou que os casos foram repassados à Polícia Federal para apuração.

Estratégia na reta final
O coordenador da campanha de Marina, João Paulo Capobianco, afirmou que Marina deverá concentrar atividades da reta final da disputa nas regiões Sul e Sudeste, em esforço para impulsionar a votação em candidatos da sigla ao Legislativo.

 

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

SP enquadrou 31 mil negros como traficantes em situações similares às de brancos usuários

Para a polícia de São Paulo, a diferença entre um traficante e...

STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (20)...

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

para lembrar

Redução da maioridade penal

Certa vez ouvi de um amigo que, numa determinada...

Por que a lei de terceirização é boa — apenas para quem é patrão

A lei da terceirização é boa? A resposta para essa pergunta...

Ex-senador Demóstenes Torres é suspenso do MP em Goiás

O ex-senador Demóstenes Torres (sem partido e ex-Dem) está...

“É impossível o Brasil ser democrático sem superar o racismo” Zulu Araújo

"É impossível o Brasil ser democrático sem superar o...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu a obra Mulheres Sonhadoras, Mulheres Cientistas, composta por dois livros, das escolas e bibliotecas do município. Escritos por...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e constranger o governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, facilitou a aprovação de...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...
-+=