Marta Suplicy: “nós sabemos o que a oposição está aprontando”

VAGNER MAGALHÃES
Direto de São Paulo

A candidata ao Senado pelo PT de São Paulo, Marta Suplicy, engrossou na manhã desta quinta-feira (2) o discurso contra a oposição por conta das acusações que têm sido feitas contra o PT no caso da quebra do sigilo fiscal de Verônica Serra, filha de José Serra. Em discurso a integrantes das centrais sindicais paulistas, Marta disse que é preciso defender o projeto do PT, que segundo ela, é o que está em jogo nas eleições de outubro.

“Nós vamos para cima porque falta pouco tempo. Nós sabemos o que a oposição está aprontando. Nós sabemos que é a classe trabalhadora que vai eleger a Dilma. Estamos defendendo um projeto e vamos levá-lo à vitória”, disse.

Marta afirmou que é preciso eleger uma presidenta que não vá brigar com a Colômbia ou dizer que o Mercosul é uma bobagem, em alusão a declarações de campanha de José Serra.

“Dêem ao PT uma chance de governar o maior Estado brasileiro, com sinergia, junto com ela (Dilma). O Mercadante tem uma história que pode ser muito bem utilizada em São Paulo”.

Entenda o caso
O caso veio à tona por meio de uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, publicada na noite de terça-feira (31), apontando que documentos da investigação da Corregedoria da Receita Federal revelaram o acesso de dados fiscais da empresária Verônica Serra, filha do presidenciável tucano. O acesso teria sido feito pela funcionária Lúcia de Fátima Gonçalves Milan, que trabalha na agência da Receita, em Santo André (SP), no dia 30 de setembro de 2009.

Na procuração citada pelo órgão consta a assinatura que seria da filha do candidato tucano feita no dia 29 de setembro de 2009. O portador Antonio Carlos Atella Ferreira teria, segundo a documentação em poder da Receita, reconhecido firma no dia 30 de setembro, no mesmo dia em que retirou as cópias no órgão. Para a Receita , no entanto, a apresentação da procuração descaracteriza a quebra de sigilo.

Nesta quarta-feira (1), o 16º Tabelião de Notas de São Paulo afirmou que “o reconhecimento de firma é falso” na procuração supostamente assinada pela filha do candidato José Serra. Verônica também negou que tenha assinado tal documento.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Biden desiste de reeleição após pressão e anuncia apoio a Kamala Harris

Após pressão de democratas, o presidente dos Estados Unidos, Joe...

Para cumprir os ODS, o Estado brasileiro precisa parar de matar pessoas negras

Em um período de dez anos (2012-2022), o Brasil...

Coalizão de entidades lança campanha por mais negros nos parlamentos

A Coalizão Negra por Direitos, que reúne mais de...

Kenarik Boujikian é nomeada para a Secretaria Nacional de Diálogos Sociais da Presidência

A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Kenarik...

para lembrar

Pandemia de violência – Por: LULA MIRANDA

  Já tratei desse tema da violência aqui. Esse é...

Uma carta de amor – Por: Cidinha da Silva

O amigo Cláudio, pérola recifense do Morro da Conceição,...

Embaixadora americana na ONU chega ao Brasil; guerra da Ucrânia deve ser abordada

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações...

A simplicidade voluntária é um estilo de vida escolhido

Optar pela vida simples é adotar uma filosofia na...

Precarização do trabalho rural impacta mais pessoas negras e mulheres

Um relatório da Oxfam Brasil indica que mulheres e pessoas negras são as maiores vítimas das consequências da informalidade no trabalho rural. De acordo com o...

Em Ceilândia, Anielle Franco anuncia R$ 1,6 milhão para organizações

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, anunciou, nesta sexta-feira, o lançamento do edital que vai destinar R$ 1,6 milhão para o fortalecimento de...

OABRJ levará absolvição dos policiais no caso João Pedro ao STF

A Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OABRJ) levará o caso da absolvição dos policiais na morte do jovem João Pedro...
-+=