‘Mato Cheio’ narra fuga de povos negros no passado e presente

Peça da Carcaça de Poéticas Negras faz duas apresentações, neste final de semana, no Galpão Humbalada, Zona Sul de São Paulo

Do Catraca Livre 

Um olhar que aproxima o período de escravidão no Brasil e atual situação de deslocamentos e migração de pessoas negras é base do espetáculo Mato Cheio – Fuga Degenerada, do grupo Carcaça de Poéticas Negras, em cartaz no Galpão Cultural Humbalada, Parque Brasil, Zona Sul de São Paulo. A peça é apresentada nos próximos sábado, 3, às 21h30; e domingo, 4, às 18h. A entrada é Catraca Livre.

Créditos: Noelia Nájera/Divulgação Peça da Carcaça de Poéticas Negras faz duas apresentações, neste final de semana, no Galpão Humbalada, Zona Sul de São Paulo (Créditos: Noelia Nájera)

A montagem é inspirada no mito de escravizados que fugiam por uma linha férrea no bairro Jabaquara até chegarem aos quilombos da cidade de Santos. Na trama, a fuga de uma personagem é vista por três diferentes perspectivas. Obstáculos, sonhos e lembranças conduzem a história, cuja narrativa ainda conta com as personagens Picita e Fogo.

O texto, assinado por Jhonny Salaberg, é criado a partir de histórias, depoimentos pessoais e pesquisas sobre migração. A proposta é olhar para o corpo negro em deslocamento pela cidade e as diversas maneiras de materializar a luta de gerações.

Dirigido por Ivy Souza, o espetáculo Mato Cheio – Fuga Degenerada tem Anderson Sales, Isamara Castilho, Patrick Carvalho e Priscila Guedes no elenco.

 

Informações 

De 3 a 03/03:   Sextas e  Sábados às 21:30 
De 4 a 04/03:  Domingos às 18:00 

Local: Galpão Cultural Humbalada 
Endereço: Avenida Grande São Paulo, 282 Parque Brasil São Paulo – SP 11 5661-6534
Catraca Livre
Duração: 70 minutos | Classificação: 12 anos | Ingressos: retirar uma hora antes do espetáculo

+ sobre o tema

Cantora Whitney Houston teria sido assassinada, revela FBI

Um investigador especialista em celebridades, em Hollywood, afirmou que...

Miriam Makeba é homenageada pelo Google no dia do 81º aniversário

Miriam Makeba, ou Zenzile Miriam Makeba com seu nome...

Mano Brown responde a Lobão

Lançando o livro Manifesto do Nada na Terra do...

Mulher nigeriana lança rede de TV de entretenimento

Uma mulher que pode ser considerada a Oprah Winfrey africana...

para lembrar

Peça sobre cultura africana direcionada para crianças no Centro

Beleza, magia, mitos e curiosidades do continente africano contados...

Mundo se transformou em voyeur da desgraça, diz Ari Candido

Cineasta e fotojornalista compartilha memórias pelo projeto Prosa dos...

13 negros vencedores do Oscar

Em 1987, ao subir ao palco, Eddie Murphy reclamou...

Peça O Duelo, com Camila Pitanga, lota teatro no Cena Contenporanea

    Nahima Maciel, A peça mais longa do Cena Contemporânea teve...
spot_imgspot_img

Juliana Alves: ‘Sempre tive a minha carreira como um instrumento de transformação social’

A trajetória artística de Juliana Alves começou ainda na infância. Aos 4 anos de idade, já fazia aulas de dança e entrou para o teatro aos...

Salgueiro apresenta espetáculo em homenagem a Mercedes Baptista no Theatro Municipal

Completando 70 anos em 2023, os Acadêmicos do Salgueiro, mais uma vez, fazem jus às palavras de Nelson Andrade e mostram que, muito mais...

Olodum comemora 44 anos com show no Pelourinho

Maior grupo percussista da Bahia, o Olodum comemora nesta terça-feira (25), 44 anos, e celebrará a data com um show gratuito no Pelourinho, às 19h. A...
-+=