sexta-feira, outubro 7, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoMédica que defendeu paciente em polêmica do “peleumonia” sofre ataques racistas

Médica que defendeu paciente em polêmica do “peleumonia” sofre ataques racistas

Júlia Rocha chamou a atenção para a questão do preconceito linguístico e, em resposta, foi vítima de uma enxurrada de ofensas racistas lideradas por outro médico

Por Matheus Moreira da Revista Fórum

A médica e cantora mineira Júlia Rocha – que chegou a participar do programa The Voice Brasil – publicou em seu Facebook, na última semana, um texto falando sobre a polêmica do médico que expôs na internet os erros cometidos por um paciente, que dizia “peleumonia” ao invés de pneumonia.

Após criticar a questão do preconceito linguístico, Júlia recebeu apoio de internautas e amigos na rede social. Mas com a viralização do post – compartilhado mais de 67 mil vezes –, a cantora acabou sendo vítima de uma onda de ataques racistas.

Um deles, inclusive, liderado por uma figura conhecida por xingar a presidenta Dilma Rousseffapós queda de pressão durante uma entrevista, o médico gaúcho Milton Pires. Ele também já foi acusado de agredir uma colega de trabalho. O médico mantém um blog intitulado ‘Ataque Aberto’, onde costuma publicar textos misóginos, com discursos de ódio e, recentemente, de cunho racista.

Na página, Pires fez diversas ofensas à médica Júlia Rocha, sugerindo que a profissional faz parte de um grupo de “bandidos petistas” e de blogueiros pagos pelo partido. “Conheço o tipo… Esse é o tipo de gente que sai escrevendo que ‘agora é a vez da senzala’ e ‘a casa grande não admite’. Essa aberração NÃO é medica, nem preceptora, nem cantora, nem p… nenhuma”, escreveu.

Além dele, outros internautas se expressaram de forma racista contra a médica nos comentários da publicação. “Com vergonha da cor, essa tribufu oxigena a juba para parecer menos negra. Típico de esquerdista e mal-amada”, disse um. “Muito top esse cabelo ecológico, deve ter até mico leão dourado”, provocou outro.

Júlia postou uma cópia das ofensas disse estar em choque: “Meu coração chega a doer só de pensar que esse é o mundo que minha filha ou meu filho viverá”.

racismo1 racismo2 racismo3

Leia sobre o assunto:

‘Existe peleumonia, sim:’ Esta médica rebate com poesia deboche do colega

Médico, enfermeira e recepcionista são demitidos por debocharem de paciente

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench